Sábado Retrô – Spikeout: Battle Street (Xbox)

Nesse episódio vamos atender a sugestão do amigo Dinosaurs For e jogar esse beat ‘em up 3D da Sega para o Xbox. Spikeout: Battle Street amiguinhos!

Anúncios

Gears of War 4 | Modo Horda [MADRUGATINA] (Xbox One) – Live de 30/06/2019

Hoje é dia de dar tiros madrugada adentro. Live sendo transmitida simultaneamente no canal Retrozera: https://youtu.be/AsEiO0io04U

❤ Seja um patrocinador / membro do canal do Mini!
https://goo.gl/qXS8it

❤ Compre produtos Minicastle!
https://tinyurl.com/y3r5g99c

No sofá do Mini 2 – Porque os planos da Steam são um tapa na cara da Microsoft

No primeiro no sofá do Mini nos avaliamos o plano da Microsoft e nos perdemos no tempo falando da mídia física. Agora a Steam, da Valve, vem e muda o mundo dos games para sempre. E para entender o que a Valve fez veja tudo em detalhes clicando aqui.

Concordam? Discordam? Deixem suas opiniões aí embaixo!

Pagando por nada: XBOX One agora pode funcionar sem Kinect mas eles ainda vem em cada unidade

Sim! Meio aos trancos e barrancos os consumidores tem arrancado da Microsoft exatamente o que querem: Um videogame. Nada mais, nada menos. Do Atari ao 360 o que queríamos eram bons jogos e boas maneiras de jogá-los… e o possível perda de dinheiro tem modificado muito a visão orgulhosa da Microsoft nesta “futura” geração.

De qualquer forma, a “Vitória” desta semana é relativa ao Kinect 2.0 – ou, mais diretamente, sua ausência. O XBOX One  NÃO precisa mais do Kinect para funcionar, sendo que o aparato nem mesmo precisa mais estar conectado ao sistema. Você poderá utilizar seu XBOX One apenas com o controle e ligar o Kinect apenas em games onde ele for necessário ou que você deseje “enriquecer” a jogabilidade, com comandos por voz, por exemplo.

Segundo a Microsoft “Nós ouvimos o consumidor mais uma vez e vocês são muito vocais sobre o que querem e não querem em seus aparelhos. E muito consumidores não estavam confortáveis com o Kinect ligado o tempo todo, ou mesmo com sua presença, no meio da sala. Para atender a essas pessoas o aparelho, embora acompanhe cada unidade vendida, não é mais necessário para a utilização do XBOX One.”. Então essa peça caríssima de equipamento, que a maior parte dos usuários, aparentemente, não tem interesse, não vai ser necessária – MAS, ainda assim, vai ser enfiada goela abaixo em todo mundo.

Way to go Microsoft… way to go

XZX8ev4

Microsoft volta atrás: Cabo HDMI e Head Set para todo mundo!

A algumas semanas atrás a Microsoft havia informado que seu controle não vinha com baterias, seu videogame vinha com um cabo de vídeo composto e os head sets tinham que ser comprados a parte. Aí a concorrência entregou os aparelhos a imprensa mundial e todo mundo viu controles com bateria interna recarregável e o fato de você poder usar QUALQUER head set bluetooth.

Opa! Ora de rever a estratégia!

O XBOX One, TODAS AS UNIDADES (Não só a edição de lançamento) virão com um cabo HDMI tipo 2, de 2 metros, habilitado para transmissão em 4K, 3D e 1080P, além de pilhas não recarregáveis premium heavy duty e um Head Set com fio.

Xbox-One-Headset-610x610

O Head Set tem microfone móvel e direcional, flexível e com controle de volume de mudo na base, próximo dos dedos do jogador. A sensibilidade é 8 vezes maior que a do XBOX 360 (o que permite sussurrar e ser ouvido, caso sua namorada(o), noiva(o) ou esposa(o) esteja dormindo, ou jogando WOW, e você não quer incomodar) e a Microsoft promete um auto falante melhor e uma transmissão de dados ainda mais suave e fluída do que a experiência atual da Live.

Além disso a Microsoft confirmou que os controles poderão ser utilizados sem bateria se conectados pelo cabo USB/Micro USB ao console – inclusive com a transmissão dos dados de voz sem problema.

Gostei de ver Microsoft… gostei de ver!

XBOX One, jogos físicos, direito de venda e nostalgia – No sofá do Mini

Hoje, no dia 18 de Julho de 2013, nós estreamos um novo canal, opinativo e sem papas na língua. E para começar nós vamos discutir o XBOX One e mudança de posicionamento da Microsoft.

Só três coisas antes do vídeo.

1) Por um problema de formato eu fiquei sem parte do meu texto e acabei usando disco, várias vezes, no começo. O que eu realmente queria dizer não é sobre a inexistência do formato de disco, mas sobre a impossibilidade de revender o disco. Então todo o ódio dos meus 3 primeiros minutos de discurso incessante são contra a impossibilidade de vender meus discos (jogos) e não sobre a inexistência de discos (como algumas pessoas entenderam).

2) Check in a cada 24 horas ERA always on, sim!

3) A terceira parte, sobre a nostalgia da forma puramente física das coisas, é só isso: Nostalgia. Todas as demonstrações de afeto/raiva/discordância/etc podem ser deixadas, de forma educada, em comentários.

Sony desafia Microsoft e sua proposta de ser tudo em uma máquina só!

Tava demorando! E começa a novela! Kaz Hirai, CEO da Sony, soltou uma “É claro para nós a linha que precisamos seguir. O PS4 é um aparelho direcionado a gamers. A função principal dele é jogar. O produto principal dele são games.”. Muito sábio da parte do senhor Hirai, principalmente porque em 2006 ele e sua companhia colocaram no mercado um uber monstro centro de entretenimento all-in-one em volta de um tocador de blu ray na exata mesma estratégia que… … … a Microsoft está usando agora.

Sim! O PS3 tinha a mesma proposta de um XBOX One – quase 7 anos atrás! Veja aonde isso levou o aparelho!

É claro que o executivo tem que cobrir todos os ângulos, e prossegue “Nós pensamos nele como um aparelho para games, primeiro e extensivamente. Isso não significa que ele será somente isso. Haverá milhares de fatores de valor agregado. Mas se nosso foco não estiver nos gamers e nos games, nós já começamos errado!”.

Parabéns Sr. Hirai! Concordam? Discordam? Deixem suas opiniões aí embaixo!