LIVE ESPECIAL 5K INSCRITOS – 07/10/2017

Pessoal, foi muito rápido! No começo do ano estávamos comemorando os 1k inscritos e agora, em outubro já chegamos à incrível marca de 5000 inscritos. Devemos tudo isso a vocês. E para comemorar, vamos embora nessa live de longa duração onde o Junião e o Marcel vão jogar algumas coisas no Xbox e conversar com o pessoal. Venha comemorar com a gente!

Anúncios

Pagando por nada: XBOX One agora pode funcionar sem Kinect mas eles ainda vem em cada unidade

Sim! Meio aos trancos e barrancos os consumidores tem arrancado da Microsoft exatamente o que querem: Um videogame. Nada mais, nada menos. Do Atari ao 360 o que queríamos eram bons jogos e boas maneiras de jogá-los… e o possível perda de dinheiro tem modificado muito a visão orgulhosa da Microsoft nesta “futura” geração.

De qualquer forma, a “Vitória” desta semana é relativa ao Kinect 2.0 – ou, mais diretamente, sua ausência. O XBOX One  NÃO precisa mais do Kinect para funcionar, sendo que o aparato nem mesmo precisa mais estar conectado ao sistema. Você poderá utilizar seu XBOX One apenas com o controle e ligar o Kinect apenas em games onde ele for necessário ou que você deseje “enriquecer” a jogabilidade, com comandos por voz, por exemplo.

Segundo a Microsoft “Nós ouvimos o consumidor mais uma vez e vocês são muito vocais sobre o que querem e não querem em seus aparelhos. E muito consumidores não estavam confortáveis com o Kinect ligado o tempo todo, ou mesmo com sua presença, no meio da sala. Para atender a essas pessoas o aparelho, embora acompanhe cada unidade vendida, não é mais necessário para a utilização do XBOX One.”. Então essa peça caríssima de equipamento, que a maior parte dos usuários, aparentemente, não tem interesse, não vai ser necessária – MAS, ainda assim, vai ser enfiada goela abaixo em todo mundo.

Way to go Microsoft… way to go

XZX8ev4

Microsoft volta atrás: Cabo HDMI e Head Set para todo mundo!

A algumas semanas atrás a Microsoft havia informado que seu controle não vinha com baterias, seu videogame vinha com um cabo de vídeo composto e os head sets tinham que ser comprados a parte. Aí a concorrência entregou os aparelhos a imprensa mundial e todo mundo viu controles com bateria interna recarregável e o fato de você poder usar QUALQUER head set bluetooth.

Opa! Ora de rever a estratégia!

O XBOX One, TODAS AS UNIDADES (Não só a edição de lançamento) virão com um cabo HDMI tipo 2, de 2 metros, habilitado para transmissão em 4K, 3D e 1080P, além de pilhas não recarregáveis premium heavy duty e um Head Set com fio.

Xbox-One-Headset-610x610

O Head Set tem microfone móvel e direcional, flexível e com controle de volume de mudo na base, próximo dos dedos do jogador. A sensibilidade é 8 vezes maior que a do XBOX 360 (o que permite sussurrar e ser ouvido, caso sua namorada(o), noiva(o) ou esposa(o) esteja dormindo, ou jogando WOW, e você não quer incomodar) e a Microsoft promete um auto falante melhor e uma transmissão de dados ainda mais suave e fluída do que a experiência atual da Live.

Além disso a Microsoft confirmou que os controles poderão ser utilizados sem bateria se conectados pelo cabo USB/Micro USB ao console – inclusive com a transmissão dos dados de voz sem problema.

Gostei de ver Microsoft… gostei de ver!

Playstation 4 é o modelo ecológico!

Ele é menor que seu competidor, mais econômico e mais silencioso! Embora trabalhe na média de 2,75 GHz (o que é pouco menos do que o PC monstro no qual eu estou escrevendo isso) os processadores internos do PS4 trabalham entre 5 a 35 celsius, consideravelmente menos que os processadores internos do PS3, que trabalhavam entre 75 e 150 celsius (acima de 150 você tinha possíveis danos a GPU que levavam a famosa “luz amarela da morte” e ao uso de PS3 como peso de papel). Além disso o primeiro modelo pesa 2,8 Kg, contra + de 5 Kg do primeiro PS3 e consome menos de 50 % da carga utilizada pelo XBOX One (que também trabalha em uma temperatura interna mais alta).

Não custa lembrar o aparelho chega ao mercado em Novembro!

PlayStation4-FeaturedImage

XBOX One, jogos físicos, direito de venda e nostalgia – No sofá do Mini

Hoje, no dia 18 de Julho de 2013, nós estreamos um novo canal, opinativo e sem papas na língua. E para começar nós vamos discutir o XBOX One e mudança de posicionamento da Microsoft.

Só três coisas antes do vídeo.

1) Por um problema de formato eu fiquei sem parte do meu texto e acabei usando disco, várias vezes, no começo. O que eu realmente queria dizer não é sobre a inexistência do formato de disco, mas sobre a impossibilidade de revender o disco. Então todo o ódio dos meus 3 primeiros minutos de discurso incessante são contra a impossibilidade de vender meus discos (jogos) e não sobre a inexistência de discos (como algumas pessoas entenderam).

2) Check in a cada 24 horas ERA always on, sim!

3) A terceira parte, sobre a nostalgia da forma puramente física das coisas, é só isso: Nostalgia. Todas as demonstrações de afeto/raiva/discordância/etc podem ser deixadas, de forma educada, em comentários.

Você não gosta de digitar seus códigos no XBOX? Ainda bem que seu Kinect 2.0 vai ler seus códigos para você!

Isso mesmo! Se você sofre de um IMENSO problema de preguiça e tem um escorpião no bolso que te impede de comprar um mini teclado que vai no controle, seus problemas estão acabados no Xbox One.

Por que sua super câmera de power resolução é só apontar o papel (ou celular) onde está o código para a tela e Bam… código instantaneamente colocado na sua conta.

Vou dizer viu… vai revolucionar o mundo!

XZX8ev4

E3 2013 – O que acontece quando a Sony perde uma produtora exclusiva? A Microsoft ganha um jogo original animal!

A Insomniac, produtora de Sly (exclusivo da Sony), Ratchet and Clank (exclusivo da Sony) e Resistance (exclusivo da Sony), conseguiu comprar a parte da Sony de dentro dela. E vai, com o gosto de liberdade na boca, lançar um exclusivo de lançamento para o XBOX One. Uma das coisas mais legais e diferentes que vi em muito tempo: Sunset Overdrive.

Pense em um mundo dominado por monstros. Agora pense na resistência formada por personagens carismáticos e cheios de gingado que se movimentam com o uso de parkour. Agora pense em armas saídas de desenho animados. E pense em tudo isso junto em uma cidade aberta e pronta para ser detonada, sozinha ou em grupo. Essa loucura… é Sunset Overdrive!

Estamos salivando!

E3 2013 – Não é só corrida! É corrida usando o poder da Nuvem: Forza 5

Utilizar o poder de processamento de servidores a milhares de quilômetros de distância através da Internet parecia conceito de ficção científica até poucos anos atrás. Usar isso para jogar videogame era loucura até o OnLive fazer isso, em 2011. Agora a Microsoft vai fazer em grande estilo.

Forza 5 vai exigir que você esteja online o tempo todo! Por que? Por que vai usar o poder de processamento dos servidores da Microsoft para trazer danos em tempo real, corredores com upgrades em tempo real, modificação de terreno em tempo e milhares de veículos, em níveis tão detalhados, que os entusiastas de carro vão conseguir ver do que é feito o recheio do banco!

Definitivamente não é um jogo para mim, que sou um péssimo motorista e prefiro jogos mais arcades, como Out Run ou Forza: Horizon, mas para quem gosta, é um prato cheio. Se cuida Gran Turismo… Forza tá colando!