Sábado Retrô – Batman (Genesis/Mega Drive)

Um remake muito legal do jogo original de NES feito para mostrar o poder do Mega Drive em 1990. Vamos dar risada com o caricaturesco Coringa de Nicholson em Batman.

Anúncios

Gamestop quer comprar seus DLCs! E revender!

Segundo diversos porta-vozes da mastodonica rede especializada em games, a Gamestop, durante a Ars Techinica 2014 (uma feira de vendedores e revendedores de produtos e serviços ligados a tecnologia) se desenvolvedores e distribuidores conseguirem uma saída tecnológica para a revenda de conteúdo digital, a Gamestop está pronta para entrar nesse mercado.

No entanto, durante a própria Ars Techinica, a Microsoft jogou um balde de água fria na enorme rede; “Todo o conteúdo comprado na XBOX Live está ligado a uma conta de usuário e não existe hoje maneira de criar um livre comércio disso sem abrir graves possibilidades de falha de segurança. Além disso não há qualquer indicação de qual o tamanho, ou a necessidade, de um mercado como esse.” confirmou um porta-voz da gigante da informática.

Pelas minhas bolas … se isso for possível… e eu acredito que será em poucos anos, teremos um senhor mercado pela frente.

GamestopWithTextureAndTag

Square cria uma empresa chamada “Shinra Company”

Mas com a graça divina, ou dos antigos, ela é uma empresa de jogos baseados na Nuvem, não de fornecimento de energia.

UFA!

Segundo a Square a nuvem será o novo ecossistema principal de games e ela tem um beta de seu sistema de fornecimento de games para colocar no mundo real ainda em 2015. A nova empresa será dirigida por Yoichi Wada, antigo CEO da Square Enix, e terá filiais em Tokyo, Montreal, Shangai e Nova York – e tem por objetivo criar um ecossistema, parecido com o Steam, mas com jogos processados em nuvem que possam ser acessados em qualquer aparelho com uma sólida conexão de internet, de celulares a Tvs.

Com o nome baseada na maléfica e super poderosa empresa vilã de Final Fantasy VII, a Shinra Company (que inclusive usa o mesmo logo que sua contraparte fantasiosa) espera que a maior parte dos grandes jogos, a partir de 2016, possam ser utilizados normalmente tanto em Pcs/Consoles quantos no software deles, e o serviço deles deve vir ao ar com diversos jogos da Square disponíveis como Tomb Raider (inclusive o “exclusivo” de XBOX One), Deus Ex, Hitman e, é claro, Final Fantasy VII.

ShinraLogo-610

A Square é um Gigolo e FF VII é sua melhor funcionária

Você é fã de Final Fantasy? Amou o sete? Faz parte dos milhões que querem um Remake?

Azar o seu amigo…. porque a Square vai se aproveitar disso para arrancar cada centavo seu.

E o novo meio de fazer isso é quebrando Final Fantasy VII em pedaços e utilizando esses pedaços como jogos de celular PAGOS.

Não… eu não estou inventando isso. Nem que eu quisesse eu seria assim tão malvado.

Os dois primeiros jogos sairão para iOS 8 e Android e serão baseados tanto na corrida de motos do primeiro disco e na descida de snow board do segundo. Ambos terão gráficos refeitos no motor gráfico utilizado em Crisis Core e deverão sair até o final de 2014 no Japão e no primeiro semestre do ano que vem no resto do mundo.

Enquanto todo mundo chora com uma notícia como essa Yoshinori Kitase, diretor de FF VII, confirma que a Square Enix tem planos de refazer o game, com diversas modificações “para atender aos fãs e a uma nova geração” mas não pode iniciar esses planos enquanto os games atualmente sendo produzidos (FF XV, Kingdom Hearts 3, Legend of Mana Remake, etc…) não forem terminados.

Eu choro e tremo de medo de que mudanças a empresa que parte um jogo e vende minigames a parte vai fazer com uma obra como FF VII. Tenho medo mesmo!

Morre um titã! Blizzard põe fim ao projeto do sucessor de WOW

Depois de mais de 7 anos em desenvolvimento a Blizzard finalmente colocou uma bala na nuca do sucessor de World of Warcraft, o MMO RPG Titan. O anúncio foi feito por Mike Morhaime, CEO e co-fundador do estúdio, em entrevista ao site Polygon. “Nós criamos ‘World of Warcraft’, e nos sentíamos confiantes que sabíamos fazer MMOs. Então nós planejamos fazer a coisa mais ambiciosa que você poderia imaginar” disse Morhaime “E isso não funcionou. Nós não encontramos a diversão, não encontramos a paixão. O projeto passou por um período de reavaliação e o que avaliamos foi se aquele era o jogo que queríamos fazer. E a resposta foi não” finalizou o executivo.

World-of-Warcraft-1

Os jogos “HearthStone” e “Heroes of the Storm” influenciaram a decisão de cancelar Titan: “Percebemos que não precisamos nos encaixar no formato de só fazer produtos de uma certa escala”, disse Metzen, diretor da companhia “Nós estávamos tentando fazer a coisa certa e construir o melhor produto e manter tudo funcionando” prosseguiu “A oportunidade de colocar tudo em perspectiva e deixar a poeira abaixar um pouco, se afastar e reavaliar o jogo como um time, como líderes, como uma cultura – essa oportunidade foi uma benção. Isso é realmente o que nós somos? É isso que queremos? É com isso que queremos investir nossa paixão, nossas vidas, nossas carreiras? Nós somos a companhia do RPG online?” concluiu, indagador.

A resposta veio do Presidente da Blizzard, Mike Morhaime, que afirmou “Nós não queremos nos identificar com um gênero em particular. Nós só queremos fazer grandes jogos todas as vezes” e prosseguiu cauteloso “Não estou dizendo que a Blizzard nunca mais vai fazer um MMO de novo. O que eu posso dizer é que não vamos gastar nosso tempo com isso agora”.

WOW_09

De qualquer forma o próximo lançamento da empresa é a quinta expansão de WOW, “Warlords of Draenor”. Com ele a Blizzard pretende retornar aos 10 milhões de usuários (hoje ela consta com pouco mais de 6,5 milhões ativos) e aumentar o faturamento (que no último ano foi de US$ 1,1 bilhões de dólares).

Nada mal para um jogo que tem mais de 10 anos!

Austrália é o verdadeiro novo mundo! É o mundo do novo 3DS!

O primeiro país depois do absurdamente sortudo Japão a ter a confirmação do lançamento do “novo 3DS” é a Austrália. A terra dos Cangurus e do Outback vai ganhar o novo portátil da Big N no dia 21 de Novembro, pouco mais de um mês depois do lançamento japonês (em 11 de Outubro). O aparelho será lançado por AUD$ 220,00 (para o modelo normal) e AUD$ 250,00 (para o modelo XL) e virá sem recarregador, já que é compatível com os recarregadores do DS e 3DS anteriores (do mesmo modelo XL com XL, normal com normal). Usuários que não tiveram os portáteis anteriores poderão adquirir o carregador por AUD$ 15,00.

A Nintendo confirma que não haverá lançamento em mais nenhum ponto do mundo ainda esse ano.

New-3DS-models

Bayonetta 2 tá vendendo devagar… bem bem devagar

Se o primeiro Bayonetta tomou o mundo de assalto e distribuiu sopapos em todo mundo, abrindo espaço para uma montanha de Hentais, um desenho animado e travesseiros eróticos esculpidos no formato da personagem principal, Bayonetta 2 teve uma recepção bem mais morna.

Para não dizer gelada!

Lançado no Japão sábado dia 20 o jogo vendeu pouco mais de 40.000 unidades até agora, cerca de 81% menos do que seu antecessor no lançamento para o PS3/XBOX 360, que vendeu cerca de 135 mil cópias no PS3 e 64 mil no XBOX na primeira semana. Claro que o game ainda não está a uma semana a venda… mas o números não parecem favorecer a bruxa mais sexy do planeta dessa vez!

Bbbbuuuuuaaaaahhhh!!! Destiny é difícil demais!!! Calma neném… mamãe Bungie te socorre!

O novo Patch de Destiny deve resolver alguns Bugs chatos (por exemplo uma parede invisível que impedia alguns caboclos de completarem Vault of Glass em Vênus), distribuir algum loot novo E, de uma forma meio inédita, reduzir a dificuldade de diversas missões como Shrine of Oryx, por exemplo, que os jogadores em geral estavam considerando muito difíceis.

Bem vindos ao mundo novo senhores! Nós choramos e empresas alteram! E eu acho o máximo!

Quando eu era criança tínhamos que aceitar jogos difíceis do jeito que eles vinham porque não havia o que ser feito. Agora existe. E embora eu não tenha dito dificuldade em nenhuma missão de Destiny ainda (tenho feito todas elas quando estou um ou dois níveis acima do requisitado no heroic) consigo simpatizar com quer só quer entrar e jogar sem grandes desafios.

Well Played Bungie! Well Played!

Microsoft quer você… e aceita receber menos por isso!

O XBOX One vai sofrer seu segundo corte de preço em menos de 1 ano do lançamento. Depois de abaixar o valor de US$ 499,00 (430 libras na Inglaterra) para US$ 399,00 (350 libras na Inglaterra), removendo o Kinect no processo (posso ouvir um coro de anjos?) o aparelho terá seu preço reduzido, inicialmente na Inglaterra, para 330 libras. Segundo a Microsoft a redução de valor nos EUA deve vir mais para o final do ano (provavelmente mais próximo da Black Friday) e será de algo em torno de US$ 350,00.

É claro que esse valor corresponde a versão SKU do aparelho (SKU seria a versão mais básica e contanto apenas com o aparelho e controle, sem jogos) mas menos de 24 horas depois da Microsoft anunciar a nova queda de preço as lojas inglesas já estão anunciando Bundles como o de TitanFall e de Sunset Overdrive (com o XBOX ONE branco) pelo mesmo preço do SKU.

E aí… será que isso vai elevar o número de XBONE vendidos? Só o tempo dirá!

White-Xbox-One

Tetsuya Nomura só quer homens no FF dele

Se você assistiu o trailer do Novo Final Fantasy (Final Fantasy XV… se não assistiu só clicar aqui) percebeu que trata-se de 4 rapazes “emos” com cabelos “fabulosos” andando num carrão por aí e combatendo um monte de gente/monstros/coisas.

Então – as meninas desse mundão velho e sem porteira perceberam isso. E reclamaram com a Square. Em uma resposta do produtor do game Hajime Tabata “Desde o começo o diretor Tetsuya Nomura tinha como muito importante que houvesse essa interação de um grupo de amigos em uma jornada de auto descoberta. As mulheres estarão lá, em papéis proeminentes, mas não serão personagens jogáveis.”. Ou seja… FF XV é o contraponto “clube do bolinha” de FF X 2 e sua “Noite das garotas”.

E aí moças? Devemos nos sentir mal com isso? Seria machista está postura da Square? Deixem suas opiniões aí embaixo!