Jogando: Mass Effect 3

Eu quero contar um montanha de coisas sobre Mass Effect 3 para vocês todos mas eu não vou fazer isso. Primeiro porque, aparentemente, as pessoas se ressentem de Spoilers. E segundo porque esse jogo é tão bom… TãO BoM… mas TÃO BOM mesmo… que qualquer coisa que eu contasse seria um desserviço ao jogo, a equipe da Bioware e a você como fã de videogame.

Então se você não jogou Mass Effect 1 e 2 ainda (ou Mass Effect 2 + Mass Effect Genesis, caso você tenha um PS3) eu espero você fazer isso…. vai lá… eu garanto que vale a pena. Aliás eu acho que a única experiência, envolvendo um videogame, que valeria mais a pena que a soma da obra de Mass Effect envolveria uma quantidade absurda de sexo oral sendo feito enquanto eu jogo algum Zelda.

Sim… eu já deixei claro que o jogo é muito bom. Mas por que é muito bom? A Primeira coisa a se falar de Mass Effect 3 é quão incrível a história é. Se você não veio seguindo as peripécias do comandante Shepard na sua infindável batalha contra os Reapers basta dizer que tudo será explicado e resolvido no ME3. Nenhuma ponta solta e um final para lá de surpreendente (eu garanto a vocês que vocês não adivinham o que acontece no final… ) onde todas… e eu repito TODAS as decisões que você fez em Mass Effect 1 e 2 tem peso (São mais de 120 pontos de decisão se você jogou os games no 360). Não só uma experiência literária fantástica, com um universo brilhantemente desenvolvido e personagens verdadeiramente carismáticos, Mass Effect 3 é uma história escrita pelas suas ações. E você vai lembrar de cada uma delas e agradecer (ou se revoltar) por cada decisão tomada. É emocionante, sensível e não deixa nada a desejar as grandes obras de ficção científica como Human X Commonwealth e Duna.

Só uma coisa. Se você NÃO jogou ME1 e ME2, Mass Effect 3 ainda será um jogo legal e divertido. O game faz um esforço fantástico de explicar para você o que ocorreu até agora e porque é importante salvar a terra dos Reapers. Dito isso a experiência de ver os efeitos da pesquisa sobre o Genophage, de Maelon, em Tutchanka, será muito mais interessante se você tiver visto a experiência sendo feita no jogo 2 e seu retorno a Noveria muito mais colorido se você tiver jogado o 1. Mass Effect 3 realmente espera que você tenha estado lá e prestado atenção nos diálogos ao longo dos 2 últimos jogos.

Os gráficos de Mass Effect 3 são bonitos e considerando o tamanho dos ambientes e a variedade dos mesmos, isso é um tremendo feito. A síndrome Bioware, aquele efeito engraçado da expressão facial do personagem não estar conectada ao tom das palavras que estão sendo expressas desapareceu de vez e as texturas são carregadas junto com os gráficos, eliminando os horríveis defeitos gráficos presentes em ME1. No entanto ME3 não quebra recordes neste sentido e seu estilo gráfico pseudo-foto-realista torna os alienígenas formidáveis mas deixa os humanos um pouco estranhos – as vezes quando Shepard se zanga ou está triste você tem a impressão que ele está fazendo charminho.

Falando nos companheiros de Shepard a inteligência artificial deles deixa um pouco a desejar – a muito mais microgerenciamento a ser feito com os poderes e habilidades deles desta vez do que nos jogos anteriores. Graças aos céus usar o Kinect torna a tarefa muito mais simples (a menos que você divida a sala com alguém que deteste você gritando coisas como “Liara; Singularity” ou “James; Carnage” ou “Cover Me”. E se vocês lembram de ver lindos planetas e ficarem de saco cheio de ficar escaneando eles em busca de minerais e outros itens, esqueçam: itens, dinheiro e melhorias podem ser conseguidos nos planetas, mas só em alguns e o processo de localizá-los e escaneá-los é muito muito mais simples. Agora você entra em um sistema e usa o gatilho esquerdo para fazer um escaneamento em volta da nave, atingindo uma área que pode envolver vários planetas de uma vez ou mesmo espaço vazio; se houver algo ali ficara marcado no seu mapa e você poderá ir até lá e lançar uma sonda para resgatar. 100 vezes mais rápido e imensamente mais divertido.

O som é um espetáculo. O jogo 1 era fantástico neste aspecto e depois de um retrocesso no game 2 a Bioware volta ao que dá certo. Trilhas sonoras cheias de cordas e percussão, com sons que começam no limite da audição, surgem do nada e quando você os percebe, se indaga se eles estavam ali o tempo todo. As músicas são lindas, lindas, e usam e abusam de um estilo meio indiano, meio italiano, para criar uma sensação de enormidade. Some a isso efeitos sonoros escolhidos a dedo por alguns dos melhores profissionais da área e um conjunto de vozes feito por dubladores e artistas famosos (como Martin Sheen/Ilusive Man, Seth Green/Joker e Keith David/Anderson) e não há muito espaço para erro no clássico da Bioware.

Eu falo por mim e por muitos quando digo que tivemos medo do Multiplayer online. Eu sou parte de uma geração onde os bons jogos de multiplayer cooperativo podiam ser contados nos dedos de uma mão e o número de (bons) RPGs com multiplayer cooperativo era… … … espera aí só existia um… chamava-se Sword of Mana, no SNES. Logo, quando disseram que Mass Effect 3 teria um multiplayer cooperativo no estilo Horda de Gears of War 3 eu fiquei desolado. Claramente o single player seria sacrificado em favor de um multiplayer que seria simples e sem sofisticação, certo?! Certo? Errado! O Multiplayer de Mass Effect 3 é rápido, visceral e completamente conectado com a história do Singleplayer – com os jogadores (podem ser até 4) utilizando soldados em missões na linha de frente contra os Reapers. Conforme você vence vai ganhando experiência que pode ser usada para comprar kits que incluem armas, poderes e novas classes – o que impede o grinding sem sentido de ficar subindo só um estilo de jogo. Além disso, conforme você derrota os inimigos o war readiness (algo como “Preparação para a guerra”) de uma determinada região vai melhorando, o que influi diretamente o final do game e te dá uma sensação de que as horas gastas ali no multiplayer não estão ali apenas para evitar que seus amigos tenham a sensação de que você os traiu. Os controles no multiplayer são exatamente iguais aos do single player, que funcionam muito bem, obrigado: Um botão para correr, pular e se encostar nas coisas, dois botões superiores para abrir a seleção de armas e de poderes (que depois podem ser utilizados mirando e apertando um botão ou mirando e gritando o nome do poder no kinect) e dois gatilhos, um para mirar com mais precisão e o outro para atirar – tudo que você precisa na ponta de seus dedos.

Em suma Mass Effect 3 vale muito a pena. Difícil dizer se será o melhor jogo de 2012 visto que o ano ainda tem algumas surpresas na manga (eu estou olhando para você Aliens: Colonial Marines – não me desaponte!) mas é um sério candidato. O jogo revira cada pedra, chacolha cada bandeira e explode cada limite do gênero. Esse é O jogo de ficção científica e um dos melhores RPGs já criados até hoje. Cada paxião do personagem, cada decisão tomada, cada inimigo criado… tudo retorna para tornar Mass Effect 3 a experiência definitiva em termos de liberdade de escolha em videogame. Eu jogo videogames a mais de 25 anos e fiquei um quarto de século para ver algo assim – ao final do jogo você vai sentir que cada bala e cada amigo perdido doem em você tanto quanto no Shepard.

Agora me perdoem que eu tenho que começar a campanha na minha segunda bateria.

Anúncios

Sobre Marcel Bonatelli

Historiador de games e jogador inveterado eu respondo todas as suas dúvidas sobre games e o mercado de games no site minicastle.org ou no email marcelbonatelli@minicastle.org

2 pensamentos sobre “Jogando: Mass Effect 3

  1. Pingback: Mass Effect 3 ganhou um novo final! E aí? E eu com isso? – SEM SPOILERS!!! « Minicastle – Um lugar para gamers

  2. Pingback: Jogando: Mass Effect 3: Leviathan – SEM SPOILERS « Minicastle – Um lugar para gamers

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s