Dossiê 720: Os jogos que estarão, com certeza, no seu 720

Eis alguns jogos que já foram confirmados para a próxima geração da Microsoft:

Ryse

Um dos primeiros jogos prometidos para o Kinect, era bem revolucionário na época, prometendo te colocar dentro da pele de um centurião romano. Continua em desenvolvimento para o Kinect 2.0.

Destiny

O novo Uber jogo “Always on” da Bungie promete fazer os jogadores se tornarem incapazes de parar de jogar, com apps para celulares e aplicativos internos de Facebook. Será mesmo?

Thief

O reboot de uma das séries Stealth do PC mais legais de todos os tempos está a caminho. O que é seu é meu!

Assassin´s Creed 4: Black Flag

Nem bem conseguimos engolir todos os DLCs da Ubisoft e aí vem mais uma leva de assassinatos quentinhos goela abaixo. E muito mais batalhas marítimas!

Call of Duty: Ghosts

O novo Call of Duty que a Treyarch promete nos fazer esquecer Modern Warfare. Mais história, mais cinemático e bem mais bonito!

Wolfenstein: The New Order

Por que nós nunca, nunca, nos cansamos de voltar ao castelo onde o FPS começou!

The Evil Whitin

Mais terror, do criador de Resident Evil 4, Shinji Mikami, dessa vez pela Bethesda.  Confesso que gritei como uma menininha…

Rainbow Six: Patriots

E o sempre clássico escritor Tom Clancy traz mais uma história ao universo de videogame com Rainbow Six: Patriots. Nada de Gameplay ainda, mas muito bonito já!

Watch dogs

Embora todos os consoles vão receber uma versão, a nova geração vai ter uma versão ainda mais bonita e ainda mais legal. 

Fora isso eis alguns títulos confirmados mas ainda sem vídeo: Um jogo familiar da Microsoft para Kinect 2.0, um novo jogo da Remedy (criadores de Alan Wake), um  novo jogo da Lionhead (Fable), uma continuação de Homefront, Final Fantasy XIII Versus, um novo Sonic, Doom 4, Mafia III, um Dragon Age novo, um novo Halo, um novo Forza e um Witcher novo.

Eu estou babando… e vocês?

 

Anúncios

Dossiê 720: sem retrocompatibilidade e novas notícias sobre “estar sempre online”

Segundo mais documentação da Microsoft vazada por desenvolvedores o novo 360, tristemente, não terá retrocompatibilidade total. Ainda se espera uma posição final da Microsoft do que isso pode significar mas, ao que parece, certos títulos do console, se adquiridos via Xbox Live em formato digital, poderão ter alguns recursos utilizados. Mas a notícia é que você terá que manter seu velho 360 com você, caso queira continuar detonando aquelas partidas de Halo 4 e Forza 4. Ainda não há um posicionamento oficial sobre os games disponíveis como “Arcade Titles” da Xbox Live, mas tudo indica que continuarão jogáveis normalmente no seu 720.

Agora, vamos tirar o elefante branco do meio da sala, “Always ON”! O medo que está atingindo 11 em cada 10 usuários do Xbox 360 e que pode, em muitas regiões do país, realmente acabar com a sua diversão. Internet no Brasil é cara, lenta e, muito, instável, o que poderia impedir o uso do 720. Com relação a isso a microsoft soltou, através de seu sempre simpático Major Nelson, um posicionamento para que o mercado relaxe. “A opção de always on será deixada na mão dos desenvolvedores.” disse a Microsoft em nota a imprensa, onde prossegue “O aparelho é muito mais rico e foi desenhado para funcionar online o tempo todo. Sabemos que nem sempre isso é possível, mas a questões tecnológicas e de design ligados a essa questão. Certos desenvolvedores exigirão uma conexão constante e firme para o uso de seus produtos. Outros seguirão o padrão atual.” finalizou.

Então… relaxem! Teremos mais informações até o dia 21 desse mês, mas, aparentemente, não será o fim do mundo como todos pensavam. Embora a EA já tenha, como o Império Maligno que é, confirmado que SEUS games serão, todos, Always On, na próxima geração!

 

Microsoft manda embora Adam Orth A.K.A. “O babaca do Twitter”

Se você vive embaixo de uma pedra e não ficou sabendo sobre o episódio envolvendo o diretor criativo da Microsoft Studios, o senhor Adam “Eu sou um imbecil” Orth, eis o que aconteceu: Documentos de desenvolvimento vazaram, graças ao Kotaku e ao jornal japonês Nikkei, informando que, supostamente, o XBOX 720 será “sempre online”. Isso significa que, segundos os documentos, se o sistema perder a conexão, mesmo que você esteja jogando um jogo single player, depois de 3 minutos, o XBOX irá parar e pedir para você refazer a conexão. Supostamente essa medida, diga-se de passagem, bastante draconiana, impediria completamente a pirataria, a venda de jogos usados e garantiria maior segurança aos desenvolvedores (que podem fazer patchs a hora que quiserem sem, nem mesmo, te avisar).

Como dá para perceber isso é uma PÉSSIMA ideia. Eu, pessoalmente, não tenho nenhum problema com meu XBOX permanecer sempre conectado quando houver um rede disponível, MAS definitivamente não quero ter que parar de jogar simplesmente porque não tem uma boa conexão de internet por perto. Isso é ridículo. A Sony já havia falado que iria deixar essa decisão a cargo de cada produtora (algumas vão sim exigir conexão constante, mesmo em single player, para usar o produto delas – eu estou olhando para você Blizzard… e estou muito muito bravo!) e a Microsoft parecia estar ignorando a massiva falha que Sim City foi ao ser “Always On”.

Diante disso, em uma impressionante oportunidade perdida de ficar de boca fechada, Adam Orth publicou coisas como essas, no Twitter dele:

sweet-billy-adam-orth

 

jf1mjq5mzmvhd

 

É claro que o Twitter do fulaninho foi bombardeado por gamers que, com razão, estavam emputecidos. Tanto que o malandro travou a visualização dos posts dele. Ao final do dia dos posts a microsoft soltou um comunicado dizendo que o senhor Orth falava apenas por si e não representava a posição ou a vontade da empresa.

Ontem pela manhã, no entanto, o Major Nelson, o principal porta voz da Microsoft para assuntos envolvendo o XBOX, confirmou a saída de Orth da equipe. Não houve maiores explicações sobre a demissão além de “Busca de novos desafios” mas é bem claro, principalmente depois da confirmação que foi uma demissão e não um pedido de saída, o que ocorreu. A Microsoft chutou o cara porta a fora. E fez muito bem. Parece que esse será um erro que…

(•_•)

( •_•)>⌐■-■

(⌐■_■)

… estará sempre online!

E para não deixar ninguém esquecer… alguns memes!

adam_orth_twitter_memes

Novas informações sobre o XBOX 720/Durango

A menos de 10 dias da demonstração de seu concorrente a Microsoft abre um pouquinho a mão e revela algumas informações sobre seu novo aparelho. Então vamos colocar o que é sólido na frente. A configuração revelada pela Kotaku meses atrás estava correta: O sistema usa Blu Rays como mídia física (ninguém sabe se ele vai tocar filmes em Blu Ray… mas a possibilidade é enorme)  e possui um processador central AMD de oito cores x64, 1.6 GHz CPU, 8GB de memória RAM DDR3 e 500 Gb de HD Interno. O sistema operacional é baseado em Windows 8 e NÃO haverá modelo mais caro ou mais barato do aparelho – apenas um modelo. TODAS as unidades virão com o “Kinect 2.0”, visto que ele será utilizado para manusear o OS, abrir os apps e comandar uma espécie de SIRI (um assistente remoto por voz) no console.

Surgiram mais informações sobre o novo Kinect, também. Aparentemente o novo modelo é capaz de acompanhar até 6 players (imagina o tamanho da sala do caboclo para ter 6 pessoas usando Kinect… mas eu imagino que a Microsoft está falando de 6 pessoas sentadas e quietinhas ^_^) e é capaz de detectar com exatidão movimentos de dedos, olhos ou mesmo, pasmem, fazer reconhecimento de expressões (não só saber quem é cada jogador, mas saber se ele está bravo, sorridente, etc…). Os jogos terão que ser instalados (para compensar a baixa velocidade dos drives de Blu Ray) mas a instalação poderá ser feita enquanto o jogo é utilizado (AAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHH!!! – Sim… esse foi o som de algum engenheiro na Sony se suicidando por não ter pensando nisso primeiro). Além disso os jogos poderão ser “colocados em segundo plano” ou “minimizados” enquanto outros Apps, ou mesmo outros jogos, são utilizados.

Nem tudo são flores, no entanto. Ao que parece diversas funções do XBOX 720 estarão limitadas a uso online, mesmo que elas, por si só, sejam off-lines. Uma comparação crua seria a situação gerada pela Blizzard com Diablo 3. A principal pergunta que permanece é: Seremos capazes de utilizar os jogos em si, sem uma conexão online? A Microsoft ainda não respondeu.

E então… ansiosos? Preocupados? Deixem sua opinião aí embaixo!

Xbox-720-600x300

 

PS: Está imagem é APENAS um Mock Up… ninguém sabe a aparência do sistema ainda!

Ordem no Playground! Microsoft vai deixar a Sony ir primeiro….

Segundo Kaz Hirai, presidente da Sony Entertainment Division, a Sony não fará nenhum anúncio sob o Orbis, seja data de lançamento ou especificações do aparelho, até depois da Microsoft mostrar ao mundo o Durango (o Xbox 720).

No Times do dia 21 deste mês o executivo soltou “Why go first, when your competitors can look at your specifications and come up with something better?” (Por que mostrar primeiro, se seus competidores podem olhar suas especificações e vir com algo melhor?). Para um homem em uma posição tão alta em uma companhia de alta tecnologia ele parece desconhecer coisas como equipes de engenharia ou o tempo necessário para se modificar uma configuração de um determinado aparelho – principalmente depois que os chips já começaram a ser fabricados, como é o caso do Durango/Xbox 720.

Também me assusta um pouco o tipo de raciocínio por trás da abordagem. Então a Sony vai modificar seu aparelho com base no que os competidores estão fazendo? O que me lembra…

Microsoft vai se livrar dos MS Points

Muitos sites comentaram o rumor mas agora é oficial. Microsoft, em sua plataforma 8, que vai encorporar o Windows Phone 8, Windows 8 e o Xbox 720 (ou Xbox 8), vão utilizar compras com valores em dólares (ou reais, no nosso caso), a partir de uma carteira virtual, com valores livres de compra. Ou seja, você não vai mais ter que comprar US$ 25,00 para gastar apenas US$ 15,00 em um game!

E isso não é tudo, se você for comprar apenas um produto (ou conjunto de produtos) cujo o valor da sua carteira não tenha completo, você irá apenas completar o valor para a compra, SEM DESPERDIÇAR UM ÚNICO CENTAVO. Os pagamentos em valores exatos poderão ser feitos através de cartões de crédito registrados no Tag ou por Pay Pal.

Cartões com valores expressos em moeda local continuarão sendo vendidos em lojas para os pais que se preocupam com os valores que os filhos possam vir a usar na live, logo, para quem usa esses meios, o sistema continua válido.

Até que enfim em M$!