Pagando por nada: XBOX One agora pode funcionar sem Kinect mas eles ainda vem em cada unidade

Sim! Meio aos trancos e barrancos os consumidores tem arrancado da Microsoft exatamente o que querem: Um videogame. Nada mais, nada menos. Do Atari ao 360 o que queríamos eram bons jogos e boas maneiras de jogá-los… e o possível perda de dinheiro tem modificado muito a visão orgulhosa da Microsoft nesta “futura” geração.

De qualquer forma, a “Vitória” desta semana é relativa ao Kinect 2.0 – ou, mais diretamente, sua ausência. O XBOX One  NÃO precisa mais do Kinect para funcionar, sendo que o aparato nem mesmo precisa mais estar conectado ao sistema. Você poderá utilizar seu XBOX One apenas com o controle e ligar o Kinect apenas em games onde ele for necessário ou que você deseje “enriquecer” a jogabilidade, com comandos por voz, por exemplo.

Segundo a Microsoft “Nós ouvimos o consumidor mais uma vez e vocês são muito vocais sobre o que querem e não querem em seus aparelhos. E muito consumidores não estavam confortáveis com o Kinect ligado o tempo todo, ou mesmo com sua presença, no meio da sala. Para atender a essas pessoas o aparelho, embora acompanhe cada unidade vendida, não é mais necessário para a utilização do XBOX One.”. Então essa peça caríssima de equipamento, que a maior parte dos usuários, aparentemente, não tem interesse, não vai ser necessária – MAS, ainda assim, vai ser enfiada goela abaixo em todo mundo.

Way to go Microsoft… way to go

XZX8ev4

Anúncios

Você não gosta de digitar seus códigos no XBOX? Ainda bem que seu Kinect 2.0 vai ler seus códigos para você!

Isso mesmo! Se você sofre de um IMENSO problema de preguiça e tem um escorpião no bolso que te impede de comprar um mini teclado que vai no controle, seus problemas estão acabados no Xbox One.

Por que sua super câmera de power resolução é só apontar o papel (ou celular) onde está o código para a tela e Bam… código instantaneamente colocado na sua conta.

Vou dizer viu… vai revolucionar o mundo!

XZX8ev4

XBOX One: Kinect 2.0 – mais de duas vezes melhor

O Kinect atual era uma peça de tecnologia relativamente barata e acessível usada de forma inteligente quando foi lançada. O Kinect 2.0 não é – ele é tecnologia de ponta, cara e utilizada de forma fantástica! E vai consagrar, mais ainda, a constante mudança na forma que se joga videogame.

Kinect-2-for-Xbox-One-640x353

O salto é fantà ¡stico: Enquanto o Kinect captava imagens em 30 fps com 480p de qualidade o novo capta imagens constantes em 60 fps com 1080p de qualidade. Enquanto o Kinect anterior encontrava entre 20 e 40 pontos de articulação o novo encontra TODOS os pontos de articulação do corpo, além de ser capaz de visualizar seus dedos individualmente e perceber a direção e concentração da pupila. Enquanto o Kinect tinha dificuldades em diferenciar dois rostos e acessar a GameTag correta o novo não só faz isso instantaneamente, dentro e fora dos jogos, mas ainda sabe dizer se aquele rostos está calma, bravo, triste, etc…

N ão só capaz de detectar corpos, agora o Kinect 2.0 consegue mapear sua sala, os objetos a sua volta, em cima e embaixo, de forma a melhor orientar o jogador a se reposicionar, para evitar colisões e acidentes. Ele será capaz de lidar com até quatro jogadores ao mesmo tempo e suas lentes possuem controle de foco, o que permite utilizá-lo mesmo estando a menos de um 1m do aparelho. Além disso as câmeras infravermelhas tem, agora, resolução suficiente para permitir utilizar os recursos do Kinect, como detecção de direção dos olhos ou dos dedos, controle por movimento, entre outros, mesmo na escuridão quase total.

8773355294_9154a5df9f

E o controle por voz não fica nada atrás. O Kinect 2.0 fica ligado o tempo todo e comandos de ligar e desligar o console podem ser dados por voz – mas não acaba aí: Mudar de canal, controlar recursos da sua tv (modo de imagem, back light bright, etc…) e iniciar modos paralelos de jogos (ou recursos externos do sistema, como chat por voz) podem, entre milhares de outras coisas, ser acionados por comandos de voz. A inteligência do Kinect também melhorou, sendo capaz de entender uma voz em comandos mais longos e complexos, mesmo com a voz em questão rouca ou fraca – ex: Comandos dados dentro de contextos de conversa serão ignorados pelo sistema, a menos que sejam dados em voz mais alta que a média do som de fundo. Frases completas podem ser dadas, como em pesquisas, e você pode ordenar as utilizações, como por exemplo mandá-lo atualizar o sistema, enquanto baixa um vídeo e abre um game.

E como ele é obrigatório, nada de tentar passar ao largo. Detratores… é hora de abraçar o futuro. E ele é o Kinect!