Pre E3 – Novo Mario e Wii Fit Plus este ano ainda!

the-evolution-of-mario-1981-king-kong-1985-super-m1

Todos estão comentando… todos estão murmurando… todos estão sussurrando… e nós fomos atrás. 1up.com, ign.com e o jornal japonês Nikkei confirmam que uma nova versão do massivo-absurdo-imenso-bombástico-sobrenatural Wii Fit, utilizando a tecnologia do Wii Motion Plus – batizada informalmente de Wii Fit Plus – irá receber vídeos e.. talvez… uma versão jogável na E3. Só que eles também confirmaram algo inesperado… O time de Miyamoto sama estava trabalhando em um novo Mario…. …. … (quebra um ovo que eu to chocado…) …. … … e ele saí esse ano!

Resta saber se o Balance Board do Wii Fit irá funcionar com a nova verão (rezamos que sim!) e se o novo Mario é um Mario, mario,mesmo assim… tipo galaxy… ou se será só um Mario Party, Mario Golf ou Mario faz-faxina-na-sua-casa – um jogo onde você poderia realizar a faxina da sua casa enquanto tem um Wiimote preso na perna (caralho… isso é uma boa idéia… deixa eu patentear!).Well that’s fine and dandy for us, but what are our friends at the likes of Famitsu and Impress Watch supposed to do?

Brincadeiras a parte… se tiver nosso encanador bigodudo estaremos muito muito felizes… e vamos estar lá para aplaudir de pé. Mario Mario Mario Mario Mario… (continua por horas, junto com milhares de fãs!).

Super_Mario_Brothers_Fanart_by_living_oxymoron super_mario_game_makotron

Anúncios

Pre E3 – Confirmado o aparecimento de Dragon Quest X

dragon_quest_x_logo

Fãs de RPGs… suas preces foram ouvidas. Square Enix apresentou seu cronograma para a E3 e dentre os itens a serem apresentados estava nada mais, nada menos, que Dragon Quest X, uma das franquias de RPG mais poderosas do mundo… e estava vindo… exclusivamente para o Wii.

Sabendo o sucesso que Dragon Quest IX tem sido no DS, estamos realmente esperando por tudo e muito mais da versão de console do RPG que tornou Akira Toryama o mestre que ele é. Estamos salivando!

dq8screen10 oborop3-tn

Metroid Prime Triology… tão bom quanto uma caixa de bombons!

metroid-prime-3-apr29

Agora é oficial! A Nintendo anunciou “Metroid Prime Trilogy”, com os três jogos da linha Prime em uma caixa de luxo para você.  Os dois primeiros capítulos da série (originalmente lançados para GC) foram adaptados para o esquema de controle Wii Remote + Nunchuk, incluindo melhorias como widescreen em 16:9, bump maping nas texturas, melhores efeitos de iluminação e o sistema de “achivements” chupadaço dos jogos de Xbox 360, já presente MP3: Corruption.

Com esta mecânica de recompensas os jogadores podiam fazer o intercâmbio de medalhas ganhas em desafios inclusos no game com outros jogadores, assim destrancando material extra como música, ilustrações, além de outros bônus a exemplo de uma ferramenta de tirar fotos da tela e enviar aos amigos, um boneco do estilo “bobblehead” com seu Mii para o painel da nave, e assim por diante. Por fim, o jogo inclui o modo multiplayer para até quatro jogadores em tela dividida de “Metroid Prime 2: Echoes”. Tudo em um sistema de menus lindo e com um acabamento primoroso.

“Metroid Prime Trilogy” chega às lojas norte-americanas em 24 de agosto com preço sugerido de US$ 49,99 – vale ressaltar que embora vá custar o mesmo que a versão japonesa, os americanos vão receber um DVD com os três jogos, enquanto os japoneses vão receber esse presentinho aqui:

19073_metroid_prime_trilogy-v2-orig

Capcom quer o Wii… mas será que é com carinho!!!

No começo da geração o Wii foi chamado de “pedaço de merda”, “Gamecube 1.5” e “criancice”. Mas depois de varrer o chão com seus adversários o Wii fez história. Agora Sony e Microsoft estão copiando o wii mote e a maior softhouse ocidental do mundo, a EA – eletronic arts – soltou a frase “apostamos no cavalo errado!”. Agora é a vez da Capcom dizer que quer se aproveitar da imensa base instalada para levar seus games para lá.

Em entrevista à Reuters, Kazuhiko Abe, executivo de finanças da produtora, citou as vendas acima da média de “Resident Evil 5” e disse que ainda não foi decidido se haverá uma conversão para o Wii, mas deixou a possibilidade no ar: “Até agora, após lançarmos nossos jogos para o PS3 e o Xbox 360, trouxemos para o Wii”, explicou. “Basicamente, esta é a abordagem que consideramos fazer”, prosseguiu, esquecendo-se que até agora a única conversão de uma série da atual geração de consoles para o sistema da Nintendo foi “Dead Rising”, intitulada “Chop Till You Drop”, que utilizou uma versão modificado do engine de “Resident Evil 4” e teve vendas e críticas fracas…

Resta saber se após “Okami” e “Resident Evil 4” do Wii, que venderam muito bem, vão emprestar seu sucesso para outros adaptações da Capcom ou se será necessários novas franquias para se aproveitar do Wii.

Okami_Final dead-rising-wii

Seu wii mote quebrou… pegue o “genérico”!

1-6-09-nyko-wand

Se você conhece a Nyko, como eu conheço, já estava esperando por isso. Mas se você não conhece a Nyko, deixa eu te contar uma historinha… Nyko manufctures Incorporated, ou Nyko Inc, é uma empresa Sul Coreana que produz versões “mais acessíveis” de tecnologias, controles e acessórios famosos – pra quem viveu a época da Pro, uma empresa brasileira bem semelhante a Nyko, deve se lembrar do Pro 2, um controle de Mega Drive/Genesis que tinha turbo, slow motion e o escambau, e do Pro 6, a mesma coisa do SNES. Mas não é só isso. A Nyko também produz equipamentos que a produtora do console original não criou ou não achou necessário – assim as primeiras baterias de lítio para Wii mote e o Nunchuck wireless são da Nyko… então… Nyko… brigadão!

Só que após fazer as pases com a Nintendo (a Big N tinha aberto uma ação contra eles por causa do Wireless Nunchuk… eles lançaram ele antes da Nintendo lançar a dela… Ninty é sentimental com os milhões que ela iá lucrar!) eles atacam novamente com o “magnifico” Nyko Wii Wand – uma versão menos estiloso, menos bem acabada, menos bem desenhada, menos polida e menos… enfim menos… do Wii mote. O Nyko Wii Wand, foi lançado nos Eua por US$ 19,99… um péssimo negócio se nos perguntar, visto que o Wii mote sai por US$ 29,99. Mas não responda ainda…

Segundo a Nyko, o Wand é mais do uma versão genérica do Wii mote. É uma melhoria. Os botões 1,2,+ e – aumentaram consideravelmente de tamanho e são mais fáceis de acessar, a vibração é mais forte e o auto falante interno é mais potente, além do direcional digital ser ligeiramente maior e feito de uma borracha onde a mão desliza menos (coeficiente de atrito maior é o termo técnico – big bang theory moment) – segundo eles impedindo de formar bolhas na mão quando são necessários movimentos e constantes no direcional.  Além disso tudo eles prometem uma funcionalidade nova chamada de Trans-Port™. O que é isso? Bom, segundo a Nyko, sempre que você usa algum acessório no Wii mote você perde as capacidades de vibração do console, logo quando o Wand for encapsulado por um produto em que ele está eletronicamente ligado, ele irá transferir as informações de vibração, luzes e som, recebidas do game, para a “pistola” ou “direção” no qual estiver acoplado, impedindo o jogador de perder qualquer tracinho de emoção do jogo.

ces-nyko-wand IMG_7126

E aí?! Funciona?

Tive a oportunidade de testar o Wand aqui no centro de campinas… e as minha impressões são mistas. O Wand é um pouco mais leve, feito no que parece ser um plástico ligeiramente mais fraco e flexivel que o do Wii mote e o laço do protetor de punho é feito pelo próprio jogador, não vem pronto. Os leds são mais fortes que os do Wii e a propaganda com relação a vibração é 100% verdadeira… quase incomoda de tão forte (deve ser umas 4 vezes mais forte do que a do Wii mote). As melhorias no direcional foram bastante rídiculas para mim… a menos que você use seu mote para jogar 700 horas por mês de Street Fighter ou algo assim, jamais ficará com dor… e as bolinhas que existem no direcional acabam por ralar e irritar a ponta do dedão depois de um tempinho de uso. O + e – ficaram mais fáceis de usar, mas o “home” ficou difícil… tive que olhar para o controle para apertá-lo por duas vezes… e o 1 e 2 estão macios, mas fazem um “clic” quando apertados, que é um pouco assutador e muito irritante.

De resto o controle dá para o gasto e está sendo vendido entre R$ 99,00 e R$ 120,00, sendo uma alternativa ao Wii mote… mas falta acabamento a Wand e ele certamente desapontará o jogador mais exigente. Se for comprar para seu filho de 3 a 9 anos, ou para seu Wii fit do dia e nada mais, vai funcionar com perfeição. Se for para atacar Megaman 9 ou para desbravar os mundos de Metroid… vá de wii mote mesmo!

É bom ser rei… eer.. digo… rainha!!!

Essa é nova! Como a rainha da inglaterra andava meia dura de grana, e o príncipe Charles, Philip e Harry – e mesmo aquela égua que aprendeu a andar em pé e acabou por ganhar o coração do Charles… a Camila – gostam de games multiplayer, a divisão europeia da THQ enviou um presente inesperado para a Rainha da Inglaterra: uma versão dourada do Wii e seus controles com uma cópia de “BIG Family Games”, uma das coleções esquecíveis de microgames pro Wii, com coisas como um golfe que não funciona, um tênis Xexelento e … bocha!!

Imagina o que o imperador Hirohito vai ganhar da Nintendo…

wiiengland

Retrô – Seu espaço para o Virtual Console

São dois anos e meio de Wii! E o Virtual console alcança a marca de 300 games em estilo!

galaxy-force-ii-20080707045205959_640w

Galaxy Force II

Ok… como começamos… esse jogo foi criado para ser jogado em uma cabine de 3m com uma tela plana do tamanho do inferno e um joystick ferradaço com dois botões, sem falar em caixas de som batucando um surround de matar surdo no seu crânio. Era bom demais. Só que a versão do Mega Drive não tem a cabine, nem o joystick nem o som maneirissimo… mas ainda é um bom jogo… não é o melhor, mas é um bom shooter, que se aguenta bem… seu por 800 Wii points… mas não responda ainda, porque…

… aí vem o game número 300…

ZeldaMMbox

The Legend of Zelda: Majora´s Mask

Alguns consideram Ocarina of  Time como o Zelda dos Zeldas e, embora eu considere Wind Waker muito superior, Ocarina é um JOGÃO… desses com todas as letras maiúsculas. Alguns dizem que foi o Zelda que refez o nome Zelda. Gosto de pensar que Ocarina of Time é o “A New Hope” dos Zeldas: o episódio onde você é apresentado aos personagens, ao universo e que passa a amá-los e vê-los como uma extensão de si mesmo. Essa analogia fica ainda mais verdadeira quando se pões Majora´s Mask na equação. Esse é o “Empire Strikes Back” dos Zeldas: é mais denso, mais escuro, mais pavoroso. Os malvados são mais poderosos; eles não pretendem dominar o mundo; JÁ O FIZERAM. Sua missão é uma de desespero, limitada em espaço e tempo, revivendo os eventos de 3 dias, de uma forma genial que enche o jogo de vida e possibilita que você, como em “Empire” você veja as camadas dos quais os personagens são feitos. Como sou um fã dos heróis vencedores e sem personalidade, como Chronno e Link, não é o meu Zelda favorito… na verdade está bem longe do topo da lista… mas sei reconhecer um bom jogo… e esse é fantástico. Demora mais tempo para engrenar e anda mais devagar que os outros Zeldas… mas a hora que ele pegar você… humf… você não vai perder a viagem. Gráficos que ficaram ainda melhores em 60 hz e vídeo componente, som animal e controle perfeito mostram que o N64 tinha sua magia… Todos os jogos tem uma história… esse é uma Lenda. Seu por maravilhosamente gastos 1000 Wii points.

Blizzard é a empresa mais bem sucedida, mas nintendo é a 6 melhor empresa do mundo!

As análises não menten, mas não leve em consideração apenas o nosso ponto de vista, pegue os outros. Segundo a Develop, revista do reino unido especializada em gears, games e eletronica, usando critérios como vendas, sucesso de crítica e posição na indústria publicou uma listagem com as 100 melhores desenvolvedoras de games de 2008. E a grande campeã, o primeiro lugar nessa lista, foi ninguém mais, ninguém menos que a Blizzard – criadora do RPG online “World of Warcraft”, que lhe garante mais de US$ 1 bilhão por ano – enquanto a Big N, que encabeçava a lista no ano passado fica agora com um segundo lugar. A lista final fica assim:

1. Blizzard Entertainment (EUA)
2. Nintendo (Japão)
3. Rockstar North (Reino Unido)
4. EA Canada (Canadá)
5. Capcom (EUA)
6. Ubisoft Montreal (Canadá)
7. Treyarch (EUA)
8. Infinity Ward (EUA)
9. Epic Games (EUA)
10. Bethesda Softworks (EUA)
11. Konami (Japão)
12. Traveller’s Tales (Reino Unido)
13. Sega Studios Japan (Japão)
14. LucasArts (EUA)
15. Neversoft (EUA)
16. Sora (Japão)
17. Kojima Productions (Japão)
18. Media Molecule (Reino Unido)
19. Nexon (Coreia do Sul)
20. EA Black Box (Canadá)

Enquanto isso a Forbes, uma das revistas financeiras mais conceituadas do mundo lançou sua listagem das 200 empresas de melhor reputação do mundo, usando parâmetros como desempenho, produtos, inovação e cidadania (esse último envolvia bem estar dos empregados, estatística de demissões, etc…). E a Big N está em sexto lugar… no mundo inteiro!!! Perde apenas para Ferrero, Ikea e Johnson & Johnson, além das brasileiras Petrobras e Sadia. Isso mostra mais uma vez a ferrenha posição da Nintendo como uma empresa que joga limpo, tanto com o público quanto com seus colegas, acionistas, empregados e clientes.

Quanto às outras fabricantes de consoles, a Microsoft está em 30º lugar – com 7,53 pontos no índice Pulse, usado para medir a reputação da empresa – e a Sony aparece na 126ª posição, caindo 5,78 pontos em comparação a 2008. Vale notar que, dessas empresas, a Nintendo é a única focada em games, enquanto a Microsoft e Sony são avaliadas por suas outras atividades e, portanto, sob diferentes ângulos.

Valeu Ninty!

nintendo_logo_300dpi

MetaFortress protegendo seu DS!!!

O Gamasutra, site britânico de games,  relata que a softhouse ” Metaforic”, desconhecida do grande público,  está fechando um acordo com a Nintendo para a implantação de uma solução que pretende reduzir o dano causado pela pirataria proporcionada por cartuchos regraváveis como o R4. “Fui desenvolvedor de jogos por 17 anos. Todo título que criei foi pirateado… isso se torna desesperador. Isto tornou impossível que eu me tornasse um desenvolvedor de jogos profissional”, disse Andrew Mclennan, CEO da Metaforic.

Mclennan afirma que a Nintendo aprovou a tecnologia Metafortress para seus jogos, e que pelo menos mais seis grandes editoras usarão a solução em jogos que irão ao mercado ainda neste ano, explicando “Pegamos qualquer jogo de DS e injetamos um esquema de segurança nele. Cada jogo se torna seu próprio sistema de segurança. A cada vez que aplicamos isto a um jogo diferente, é um sistema de segurança diferente” e continua, afirmando que o sistema não é 100% à prova de hackers e modificações, mas espera que o Metafortress torne o processo o mais longo e irritante possível: “O que estamos tentando fazer é que os hackers tenham um trabalho longo, lento e manual. Adicionamos tanta segurança que vai demorar muito tempo para quebrarem a segurança”. Quando questionado se a tecnologia só foi aprovada pela chegada do DSi aos mercados do mundo ele responde “Realmente, a única razão pela qual esta tecnologia só saiu agora é que o problema é bem difícil. Os cartões R4 são pouco compreendidos – como funcionam e como causam pirataria. Eles também podem ser atualizados. Então se você é um fabricante do R4, você pode oferecer atualizações de sistema para combater esquemas tecnológicos de segurança”, afirmou o executivo, que reforça que mesmo estas atualizações para os cartuchos regraváveis não conterão os recursos do Metafortress – mas se recusa a comentar como, por razões óbvias.

Quanto ao simples banimento dos cartões regraváveis, Mclennan esclarece sua posição sobre o assunto: “Sim e não. Eu me simpatizo com aqueles que fazem jogos homebrew [produções caseiras e independentes, normalmente oferecidas gratuitamente], apesar de ser uma minoria bem reduzida de pessoas que usam estes cartões. Nosso programa não impedirá ninguém de rodar programas caseiros”. Respiramos mais aliviados com isso.

O Mini dá todo o seu suporte a proteção contra a pirataria…. Pirataria é crime… produto só original!

pirate