Clássicos… que você perdeu!!! (Nes – Nintendinho)

Continuamos nossa cruzada pelos esquecidos

2230215396_39708f5015_o

Chip and Dale Rescue Rangers

Hoje em dia os jogos baseados em desenhos ou filmes tem sido, em sua esmagadora maioria, um show de orangotangos raivosos; ou seja, muita merda jogada ao ar! Mas nem sempre foi assim. Na década de 80 e 90, quando ainda não havia muita coisa a ser feita com as franquias de cinema e TV a não ser criar um clone de Megaman ou Super Mario e colar réplicas dos personagens da franquia por cima, algumas empresas, como a Capcom, conseguiram tirar leite de pedra e produzir clássicos como os muito conhecidos Duck Tales e Adventure Island. Outra obra de arte no entanto,  se perdeu…

Baseado no seriado de TV, que no Brasil iá ao ar todo domingo, após a corrida de formula 1 na Globo,  Chip and Dale Rescue Rangers (Tico e Teco, detetives – aqui no Brasil) era um side scroller batidasso, mas com muitos elementos, que se não inovadores, eram pelo menos tão bem utilizados, que ninguém reclamava. Você podia jogar sozinho ou em duplas, carregando e arremessando itens, objetos ou mesmo o seu parceiro (com resultados hilários) e os gráficos, assim como os de Duck Tales 1 e 2, eram excelentes. Ainda não saiu para o Virtual Console, mas quando sair, não deixe de pegar… nem que seja para jogar com o filho da namorada ou com a esposa que nunca pegou em um controle, mas vai reconhecer o Tico e Teco na hora.

Outros jogos que você era muito pequeno para comprar na época:

Duck Tales
Bugs Bunny Birthday Blowout
Little Nemo: The Dream Master
Snake Rattle ‘n Roll
Mappy-Land
Yo! Noid
Panic Restaurant
Rockin Kats
Kiwi Kraze (New Zealand Story)
Adventures of Rad Gravity
Disney’s Adventures in the Magical Kingdom

2230215424_5b0f51ab84_o


Clash at Demonhead

Clash at Demonhead foi escrito por algum roteirista de tabloídes, sendo que você é Bang (eu não estou zoando… o nome do sujeito é uma onomatopéia), um agente secreto de algum lugar (também não estou zoando… a apresentação do jogo literalmente usa o termo “… a secret agent of some kind…” – rumores dizem que a versão em japonês tem uma história mais bem explicada… algum leitor caridoso poderia nos informar por favor!) que relaxava em uma praia com sua namorada Mary (risos) e recebe um chamado do HQ que o professor Plum (Pou! Crash! Tum!!!) foi raptado e está sendo forçado a desenvolver a bomba do juízo final. E como se isso não fosse suficiente um poderoso demônio (sim… eu não estou zoando…) está trazendo seus ovos para destruir o mundo. Então Bang se levanta e com seu cabelo se movendo contra o vento (o mar para de se mexer, porque com os olhos de Maria, os olhos de Bang, o cabelo de Bang e as nuvens se mexendo o processador do NES não iá aguentar mais nada) e diz que vai resolver tudo…

O que se segue é uma sequência de fases estilosas, no melhor estilo Megaman, com gráficos excelentes (para a época), som animal e controle perfeito.. enquanto Bang desenterra a história secreta da raça humana, vence a organização que pegou o professor Plum, destrói um demônio ancestral e fica com a garota no final. Clash at Demonhead toma um 0 por originalidade, um 8 por qualidade geral e 10 por estilo… e todos nos sabemos que tudo que importa, as vezes, é estilo.

Outros jogos que seu pais não quiseram comprar “porque você não estuda mais como estudava!”:

Gremlins 2
Vice Project Doom
Batman
Power Blade
Wizards & Warriors
IronSword: Wizards & Warriors II
Jackie Chan’s Action
Kung Fu
Monster In My Pocket
Willow
The Three Stooges
Kung Fu Heroes
Shatterhand
Low G Man
Trojan
Demon Sword
Ultimate Stuntman

2230215442_462fef4535_o

Nightshade

Eu não conheço ninguém que tenha conhecido Nightshade de uma maneira diferente dessa: Você teve que viajar/ir em ensaio da primeira comunhão/entregar ou retirar sacolinha do asilo/ir ao dentista/ir ao médico/acompanhar uma procissão ou qualquer outras dessas tarefas que os adultos tem a firme realização de que as crianças gostam de participar (se bem que eu achava o máximo entregar e receber as sacolinhas do Asilo São Vicente de Paula… era legal!!!). E quando tudo terminava já eram 13:00! Meu Deus… você dizia… perdi meu sábado (o que me levava a realização de que eu tinha todos os dias da semana depois das 17:00 totalmente para mim, não tinha que pegar no batente nenhum dia da semana e estudava para as provas só na semana das mesmas) e corria para a locadora de games. Só que as 13:30, quando você chegava lá todos os games que eram conhecidos, legais, marginalmente reconhecidos, ouvidos-falar ou que tivessem ilustrações que, se não agradáveis/interessantes, pelo menos não eram totalmente abomináveis e não continham a) a moranguinho b) os ursinhos carinhosos c) alguma figura da hanna barbera d) a barbie… já haviam sido alugados a pelo menos 3 horas. Você corria, disputando a tapa espaço com os outros atrasados, para a bancada de games, e agarrava qualquer coisa com seus bracinhos ávidos. Era uma aposta perigosa, se o jogo fosse ruim você perderia seu fim de semana, sem falar em uma parte, se não substancial, precisosa, de sua mesada.

Foi assim que eu, e muita gente como já sitei, conhecemos Nightshade. E eu o aluguei 7 vezes até terminar, sem nenhum rancor em nenhumas delas. Esse adventure, no melhor estilo point-and-click, não tinha o melhor gráfico do mundo (Maniac Manson – que tive depois no NEs e PC – tinha gráficos melhores) e som era apenas servil. O controle era, no entanto, muito muito muito bem feito. Você controlava o heroí Nightshade com o direcional, e quando ele encostava em algo que pudesse sofrer ação (que constituía em quase tudo na tela) os verbos apareciam e você escolhia qual utilizar. Apertando select o inventário e o sistema de verbos (usar/pegar/falar/mastu… he he he) aparecia. Pressione de novo e pode movimentar o heroí… fácil, simples e sem frescura.

A história era muito boa, contada em uma narração hiperbólica, bem ao estilo dos quadrinhos noir, falando sobre como o super vilão egipicio Sutekh derrotou Noid-ish (numa clara alusão de imagem e som com Yo Noid – da Domino pizzaria), o heroí da cidade, sobrando para o desconhecido NightShade a tarefa de vencê-lo.

As chances desse jogo saírem no virtual console são mínimas, mas se um dia conseguir de uma maneira ou outra levar Nightshade para passear… o password da cantina é “Eagle!”

Outros jogos que emboloraram e foram jogados fora naquela velha locadora… vocês deviam ter vergonha!:

Deja Vu: A Nightmare Comes True
A BoyAnd His Blob: Trouble On Blobonia
Shadowgate
Dr. Chaos
Golgo 13: Top Secret Episode
The Mafat Conspiracy
Princess Tomato in the Salad Kingdom
Uninvited
Solstice

2230215470_66f741697a_o

Street Fighter 2010

Quando alguém estampa em um filme “do mesmo produtor de transformers!” é a mesma coisa que alguém estampar em uma lata de molho de tomate “feito com tomate!” – você pode até assistir/usar, mas já sabe que será um desastre. Tudo isso porque querem empurrar um nome/marca goela abaixo, sem se importar com o que aquilo representa para você… então se você alugou/comprou esse jogo esperando que Dalsim tivesse partes cibernéticas ou que a Chun-li agora fosse uma Milf – pode esperar sentado. Agora tire o nome “Street Fighter” do título e coloque o nome “Futuristic Dragon” ou qualquer coisa assim e tente de novo. Jogão, né!

Provando que as vezes o nome pode ser uma bomba (me veio mais um caso a testa… “Final Fantasy Crystal Chronicles ” do GC – excelente jogo… péssimas críticas… tudo porque tinha o peso da marca Final Fantasy. Se chamasse Crystal Chronicles todo mundo teria dado dez!) Street Fighter 2010 (que nem era da Capcom) foi esmirilhado pela crítica (parca e pouco professional da época).

Mas esse jogo tem gráficos excelente para NES, controle no talo e som muito bom, com 4 canais criando midis animados, enquanto você encara fase após fase de um scroll lateral de qualidade, fazendo paçoca do seus inimigos. Eu joguei esse game a primeira vez em um NES mesmo, e depois do dono em questão ter me falado tanta merda do jogo, que eu o achei bastante interessante. De qualquer forma, se você quiser um sidescroller beat-up no melhor estilo Battletoads, mas não quiser bolhas nos dedos de tanta dificuldade, ataque Street Fighter 2010. Só não espera nenhuma Hadouken!

Outros jogos que seus pais não compraram porque vocês estava gordo e tinha que ganhar uma “Aluminium” da Caloi no natal:

Mighty Final Fight
Battletoads & Double Dragon
Renegade
Shadow of the Ninja

2229422327_7901008a73_o


Crisis Force

Lembra-se do review de Super R-Type, onde eu disse que aquele jogo tinha um milhão de coisas na tela ao mesmo tempo e sofria de um slowdown capaz de irritar Madre Tereza de Calcutá a ponto dela matar alguém, a sangue frio, usando uma camiseta molhada com a própria urina. Esqueça… pois Crisis Force ensina a Super R-Type com quantos pixels se faz um vertical shooter!

Crisis tem alguns dos melhores gráficos do NES, e sofre do famoso efeito de “boggle down”, quandos os objetos começam a ficar transparantes devido ao número de objetos a serem representados em movimento, ao mesmo tempo, na tela. só um detalhe – NÃO TEM SLOWDOWN!!! É pauleira à quinta potência, com um sonzão animal estourando nos 2 canais de áudio e um controle explendoroso fazendo seu papel. É show…

Eu disse que NÃO TEM SLOWDOWN? SÓ PARA TER CERTEZA! OUVIU ISSO “” SUPER R-TYPE “”!

Outros jogos que seus pais não compraram para você porque “Você já tem um monte de jogos de navinha!”:

Lifeforce
Over Horizon
Recca
SCAT
Zanac
Macross
GunNac
Captain Skyhawk
Star Soldier
Starship Hector
Wurm
Gyruss
Legendary Wings
Sky Shark
Stinger
Sqoon
Konami World
Abadox
Burai Fighter
Silkworm
Volguard 2

2229422357_8cf00e65b3_o
Crystalis

Se você está procurando por um RPG simples, old-school, com uma boa história, gráficos interessantes, estilo zelda (action RPG) e que você não precise assistir 15 minutos de CG de abertura, nem jogar 150 horas para entender que o vilão é um cara legal, que nas horas vagas gosta de ópera e filosofia Wagneriana, não precisa procurar mais – seja comprando um cartucho de NES, seja comprando a versão de Gameboy color, seja esperando pela versão do Virtual Console; Crystalis, da SNK, acabou de preencher esse vazio.

Esqueça essa história do vilão que só tem um ponto de vista diferente. Aqui os vilões são alienigenas mal-até-os-ossos e você deve, no melhor estilo “Legend of Zelda” atravessar Dungeons e cavernas para encontrar uma maneira de derrotar a mãe cérebro e enviar os alienigenas devolta para suas terras. Com gráficos servis, som alucinante e controle excelente, não há motivos para não jogar Crystalis. Aliás esse jogo é tão bom que todo vez que ele não é jogado…  (rápido,  pense em algo… pense!)  Baby Mario Chora!

Outros jogos que você perdeu porque estava jogando Legend of Zelda e Earthbound Zero (Mother):

Magic of Scheherazade
Lagrange Point
Legend of the Ghost Lion
Radia Senki: Reimeihen
Battle Of Olympus
Hydlide 3
Faxanadu
Little Ninja Brothers
Wizardry: Proving Grounds of the Mad Overlord
Advanced Dungeons & Dragons: Pool of Radiance
Just Breed
Tombs & Treasure
Bard’s Tale II
Faria

2229422377_df918cabd3_o


Wario Woods

Sim… é um forma de Tetris. Sim… é viciante pra Caramba! Sim… só tem so vilões do Mario! Sim… isso poderia estar na maior parte dos celulares hoje! Wario Woods é um Colluns mais lento, onde empilhar 3 ou mais animais ou rostinhos, seja na horizontal, vertical ou diagonal resultava nos ditos-cujos desaparecendo… e, é isso….

Por ser mais lento que Colluns o jogo tinha um efeito meio terapeutico. Você não estava sendo desafiado, mental e fisicamente, para quebrar a banca. Estava só… jogando! Era literalmente um passatempo… só que usava joystick e tv… e uma ótima forma de aproximar pais e namoradas que simplesmente surtariam com a velocidade 5 pra cima de Tetris. Quando sair no virtual console, não deixe de agarrar!

Outros jogos que você não pegou porque queria jogos com armas e inimigos:

Yoshi
Yoshi Cookie
Palamedes
Puzznic
Klax
Pipe Mania (Pipe Dream)

2230215610_530ddb2a55_o


Galaxy 5000

Galaxy 5000 é um daqueles jogos que você só tem contato depois de adulto, quando vai a casa de alguém mais humilde e vê as crianças da família jogando “Polystation”. Aí você vê eles jogando um jogo de corrida com naves espaciais… o que não se via todo dia no NES… mas o mais legal é que da para obliterar o inimigo… despedaçando com lasers e mísseis. Doce como o mel… e quase tão pecaminoso.

Galaxy, acreditem se quiser, tem história, contada em forma de texto branco contra um fundo preto, povilhada vez por outra por imagem estática cá, outra lá. No ano 5000 você corre em diversos planetas em busca de fama e fortuna (cara.. que história original) em uma visão isométrica (que deve passar por 3D na época do lançamento) com gráficos passáveis, para o Nes e para a época, som bom e controle funcional. Mas o mais legal, como foi dito, é poder explodir inimigos de forma sagrenta e sem misericórdia por 36 pistas. Muito legal!

Outros jogos de corrida que você perdeu porque estava chavecando seus pais por um Mega Drive:

RC Pro Am
Micro Machines
Cobra Triangle
Mach Rider (baseado na série de TV “Super Máquina” – aquela com o David Rasselroff)

2229422479_2d1d6af04f_o

Super DodgeBall

Super Dodgeball tem mais valor nostálgico do que qualidade. É um jogo de queimada que parece estar sendo realizado na faixa do Kozovo, tendo Israel e a Palestina como times. Gráficos estranhos se somam a uma música bizarra e a um bom controle para criar a experiência única de atingir um bola com tanta força que o objetivo é atravessar o jogador do outro time e fazê-lo implorar pela misericórdia divina… que não lhe será dada! LA CRALLALA!!!

Também é legal que os personagens se pareçam com os de River City Ransom… aumenta a sensação de que a qualquer segundo eu posso pegar uma cadeira e jogar no cara do outro time…

Outros jogos de esporte que você deixou passar enquanto detonava Double Dragon (e River City Ranson):

Town & Country Surf Designs: Wood & Water Rage
Kings of the Beach
Crash N the Boys: Street Challenge
Nintendo World Cup
Base Wars

2230215652_71cf7879d0_o


GunShoe

Esse jogo é uma daquelas maluquices extremamente divertidas que, como Nightshade, você só descobre por chegar a locadora tarde demais para alugar Contra pela décima sétima vez! Em Gunshoe você atira com a Zapper contra os pés de um certo Sr. Stevenson toda vez que quiser que ele salte. É isso mesmo! Não faça essa cara de imbecil… Ok! Eu vou simplificar… tente imagina que o Sr. Stevenson é cego, surdo, mudo, cago, calvo, gordo e sofre de retardo mental avançado. Agora atire nos pés do desgraçado para ele saltar, a frente dele e ele irá correr para o lado contrário, etc…

Pode parecer sádico fazer isso com o pobre Sr. Stevenson, principalmente considerando o quadro clínico dele, mas não se preocupe… você supera. E se acertar ele, será um benesse a raça humana!

Outros jogos que você não prestou atenção por estar tentando matar o maldito cachorro de “Duck Hunt”:

Barker Bill’s Trick Shooting
Freedom Force
Gotcha! The Sport
Laser Invasion
To The Earth

2230215680_4b84122df4_o

North & South

Esse jogo é legal.. embora entre na categoria “cheguei na locadora as 17:45 da tarde e o dono ta me olhando feio e olhando para a esposa dele que já fechou um terço da porta!”. É uma estratégia leve, uma versão muito simplificado de um civilization, com unidades diferentes para o Norte e para o Sul e diversas mudanças de estratégia e entradas de novas unidades ao longo do jogo.

O controle é insosso e o gráfico e som são apenas servis, mas o jogo diverte bem e mostra que muitas vezes uma aula de história poderia se valer muito do uso de games!

Outros jogos que você não jogou porque eram estranhos:

Lunar Pool
Toobin’
Side Pocket
Vegas Dream
Pin Bot
HighSpeed
Archon
Battle Chess
Casino Kid

Anúncios

Clássicos… que você perdeu! (Mega Drive/Genesis)

Aqui o Mini abre uma série de artigos sobre os jogos que você pode ter perdido em uma determinada plataforma, por serem desconhecidos, não terem sido lançados nos EUA, etc… Esperamos que todos eles saiám, mais dia menos dia, para o Virtual Consoles

ristar-1

Ristar

Nas época em que os 16 bits eram a lei, e jovens lutavam em Street Fighter 2 Champion Edition a Sega estava consolidada como uma empresa de ponta. Ela tinha um mascote extremamente bem sucedido, um videogame com uma boa base instalada e sentia a dona da bola. Na busca de consolidar essa liderança, ela resolveu utilizar algumas das idéias que foram arquivadas quando FEEL (o projeto que deu origem a Sonic) se tornou mais voltado a velocidade e aos saltos precisos do que a agarrar e jogar objetos. O resultado desse nova tentativa foi Ristar.

São grandes as chances que essa simpática estrelinha tenha passado por você… afinal havia uma avalanche de coisas fofinhas e bisonhas no 16 bits. Mas acredite em mim, Ristar é do CACETE – com todas as letras maiúsculas. Os gráficos são excelentes e a jogabilidade brilha. O som é belíssimo e a história, embora simplória, é cativante. Tente Ristar…

Outros jogos parecidos que podem ter te escapado:

Rocket Knight Adventures
Dynamite Headdy
Knuckles Chaotix (32X)
Bonanza Brothers
Donald in Maui Mallard
Pulseman
Cool Spot
Castle of Illusion Starring Mickey Mouse
Mickey Mania
Disney’s Aladdin
Disney’s Lion King
Wiz ‘N’ Liz
Shinobi III: Return of the Ninja Master
Wonder Boy in Monster World
Alex Kidd in the Enchanted Castle
Quackshot Starring Donald Duck
Puggsy
Taz-Mania
Kid Chameleon
Marvel Land
Tempo (32x)

flashback-1

Flashback: Quest for Identity

Se você não jogou Flashback… tudo bem. Muita gente não o fez. Embora seja um dos melhores jogos no acervo do Mega Drive (e parte do meu Top 10 de todas as plataformas) Flashback, como a segunda obra do criador e do estúdio por trás de “Out of this world” teve um nicho muito pequeno de apreciadores fora do PC. Os gráficos são uma mistura de poligonais e vetoriais, com coloração e textura, criando uma combinação única e fantática. O controle é o que prince of persia do megadrive queria ter sido e as músicas… meu amigo, as músicas. O jogo é silencioso como uma tumba, e quando uma música começa, pode ter certeza que ela vai trazer algo com ela.

Você joga com um cientista que perdeu sua memória após ser sequestrado por alienigenas. Você fugiu em uma hoverbike que cai na floresta… e aí a cuica começa a roncar. Esqueça correr peito aberto no inimigo. Isso te mataria mais rápido do que dizer “Fodeu!!!”. Tem que usar técnica, habilidades e itens, indo de pedras para desviar a atenção a passar em dutos de ventilação acima de suas cabeças. Nota 10.

Outros jogos no estilo que você pode ter perdido:

Phantom 2040
Alisia Dragoon
Cannon Fodder
Adventures of Batman & Robin
Zombies Ate My Neighbors
BatteTech: A Game of Armored Combat
Jungle Strike
X-Men
Splatterhouse 3
Blackthorne (32x)
Adventures of Willy Beamish (Sega CD)
Road Avenger (Sega CD)
Spider-Man vs. the Kingpin (Sega CD)

aliensoldier-1
Alien Soldier

Mas que diabos… só tem você, o chefão e o resto da tela está coberta de munição: dele e sua. Poesia pura. Isso é Alien Soldier, o filho mais novo da equipe que deu Gunstar Heroes e Vectorman ao mundo. Por ter sido lanaçado só no Japão e na Europa, não recebeu o carinho que merecia dos fãs. Você vai virar um deles.

Como o capitão alienigena de uma força de defesa planetária, você atravessará fase após fase, soltando chumbo, plasma, chamas ou lasers e ABSOLUTAMENTE TUDO, que se mexer. Não há amigos, companheiros ou civis na área de fogo. Segure o botão no talo, e corra para o lado direito. Os gráficos são soberbos, o som é uma perdição e o controle é fantástico. E o melhor é que saiu no VC… então pegue agora!

Outros jogos no estilo que podem ter te escapado:

Ranger-X
Target Earth
MERCS
Mega Turrican
Rolling Thunder 2
Rolling Thunder 3
Rambo III
Soldiers of Fortune

musha-1

MUSHA

Eu sei que sou o maior critíco do mundo de todos os jogos Shooters. Sei que xingo toda vez que um deles sai no virtual console. Mas não M.U.S.H.A. – Metalic Uniframe Super Hybrid Armor.

Que se dane a história, que se dane os clichês. MUSHA entrega o que todo shooter deveria entregar: Controle no talo, dificuldade absurda, gráfico de fazer chorar e som de fazer sorrir. Esse jogo é de pasmar.. a primeira vez que o vi, achei que a pessoa estive jogando PSX. Também está no virtual console… junto a outros 1 bilhão de shooters.

Outros jogos do estilo que podem ter te escapado:

Robo Aleste (Sega CD)
Thunder Force II
Thunder Force III
Thunder Force IV (Lightening Force)
Panorama Cotton
Android Assault: Revenge of Bari-Arm (Sega CD)
Lords of Thunder (Sega CD)
Silpheed (Sega CD)
Soul Star (Sega CD)
Keio Flying Squadron (Sega CD)
Air Buster
Twinkle Tale
Sub-Terrania
Super Thunder Blade
Super Fantasy Zone
Fire Shark
Super Thunder Blade
Twinkle Tale
Eliminate Down
Forgotten Worlds
Dangerous Seed
Bio-Hazard Battle
Sagaia/ Darius 2
Afterburner Complete (32X)
Shadow Squadron(32X)
Space Harrier (32X)
Kolibri (32X)

comixzone-1

Comix Zone

Em alguns jogos você joga com heroís de comics… em outros jogas com os vilões. Nesse você literalmente entra nele… O criador de um gibi é arremessado dentro dele pelo vilão de sua obra e agora deve lutar para sobreviver até o fim de cada página.
Com gráfricos excelentes, controles perfeito e uma jogabilidade encantadora, cheia de novidades, como a capacidade de fazer um aviãozinho com o papel da página ou romper os paíneis entre os quadrinho no braço, Comix Zone ganhou seu lugar entre um dos mais originais beat-ups de todos os tempos.

Yu Yu Hakuso: Makyo Toitsusen
Battletoads & Double Dragon
TMNT: Tournament Fighters
TMNT: The Hyperstone Heist
The Lost Vikings
King of Monsters
Gauntlet IV
Saturday Night Slam Masters
The Punisher
Bishoujo Senshi Sailor Moon
Dragon Ball Z: Bu Yu Retsuden

shadowrun-genesis-1

Shadownrun

Você adora magos, idolatra dragões e quer ter um amigo anão, mas detesta essa história de couro e espadas. Sem problema. Mergulhe em “Shadowrun”, um RPG em um universo Cyberpunk, com elfos cheios de interfaces neurais, dragões mercenários e anões street docs… que podem te concertar em um minuto.. e te picar no mesmo tempo. “Shadowrun” é um dos pen-and-paper-rpg mas legais do mundo e se tornou um dos games mais interessantes e livres de RPG do Mega Drive/genesis.

Com gráficos medianos, história sem igual, controles fantásticos e som escultural ela fará seu acervo de games brilhar – Nintendo tragá-o ao Virtual console, por favor!

Outros jogos do estilo que você pode ter perdido:

Dark Wizard (Sega CD)
Popful Mail (Sega CD)
Beyond Oasis
Beggar Prince
Eye of the Beholder (Sega CD)
Monster World IV
Warsong (Langrisser 1)
Crusader of Centy
Light Crusader
Landstalker
Shining in the Darkness
Faery Tale Adventure
Dungeon Explorer (Sega CD)
Vay (Sega CD)

herzogzwei-1

Herzog Zwei

Combinando estratégia em tempo real com um shooter, Herzog Zwei estava décadas a frente de seu tempo. Esse game basicamente criou TODOS os príncipios básicos de macro e micro gerenciamente utilizado nos RTS de hoje… e isso não é pouco. Além de um single-player robusto e extremamente apimentado, o jogo também possuía um inédito modo multiplayer, de tela dividida na vertical. Lutar com uma pessoa de carne e osso, respirando ali do seu lado, e vendo sua estratégia dava uma adrenalina animal.

Com gráficos a frente de seu tempo, som servil e controles inacreditáveis, embora complexos, esse jogo é uma dessas obras primas que podem ser curtidos em uma partida, mas levam uma vida para serem dominados.

Outros jogos no estilo que você pode ter deixado passar:

Gain Ground
General Chaos
Aerobiz Supersonic
Dune: The Battle for Arrakis
Populous
Masters of Monsters
Gemfire
Starflight (primeiro 12 mega do mundo)

panic21

Panic! ou Switch!

Esse jogo era ruim, mas tão incomum, que vale a pena ser sitado, embora eu posso ter me empolgado um pouco em chamá-lo de jogo. Panic, ou Switch!, como era chamado na america conta a história de um garoto bizarro e seu cachorro, que puxam alavancas, criando coisas bizarras e estranhas com elas.

Por exemplo, seu personagem pode estar em uma sala com uma caveira e um peixe. Se você puxar a alavanca da caveira, ela sita shakespeare, mas se puxar a do peixe a sala se enche d´água. Se você puxar a alavanca da caveira agora, só vai ouvir “Glup Glup Glup!”. É hilário, mas não muito interativo.

Com gráficos … bem, na verdade é um desenho animado em CD, então a definição é altíssima. Som… bem, o som é em padrão de CD… então tudo é lindo e falado e controle… bem, não tem controle, você aperta para os lados e quando a alavanca que você quiser ficar iluminada você aperta C.

Eu disse que esse “jogo” era bizarro!

Outros do gênero, que você pode ter deixado escorregar:

Zoop
Klax
Pac-Attack
Snow Bros. Starring Nick & Tom

zanygolf-1

Zany Golf

Esse mini golfe com visão isométrica era fantástico, e continua vividamente interessante hoje. Esqueça os tons pastéis aquarelados e a músiquinha de elevador, esse game vai fazer você arrancar os cabelos e chamar pelos deuses. A bolinha é muito muito precisa e a física, embora primária, responde bem. É um jogão, daqueles que poucas vezes se vê, em um gênero meio apagado… Não é tudo mundo que gosta de golfe.

Outros games de esporte que podem ter se esquivado de você:

Skitchin’
Championship Pro-Am
Super Baseball 2020
Micro Machines
Combat Cars

Assassin Creed 2 no Wii!!!

Apesar de um teaser ser algo muito perigoso de ser levado em conta, estavámos empolgados. Mas como o Mini leva muito a sério as informações esperamos por uma confirmação. E ela chegou hoje – 20/04/2009. Assassin Creed 2, continuação de um dos jogos mais legais da atual geração, chegará em toda a sua glória ao Wii.

“O wii é o líder dessa geração” disse a Ubisoft ao site 1Up “Com sua vasta base instalada e seus crescentes números de vendas consideramos carinhosamente a versão do wii”. Quanto perguntado sobre a capacidade do aparelho de frente a seus concorrentes, o assessor da Ubisoft responde “As versões serão diferentes, mas a história será a mesma. Mais do que isso ainda não podemos informar no atual estado de desenvolvimento”.

O jogo ainda não tem data de lançamento, nem distribuidora… mas já estamos salivando!

17426_assassins_creed-v2

Tudo definido para Wii Motion Plus (ou Wm+)!!!

Tudo sobre o Wii Motion Plus ou Wm+, você já sabe (se não sabe é só ler os posts sos meses anteriores). Mas depois de confirmar data de lançamento e nos deixar especulando o preço a Big N finalmente pós tudo em pratos limpos:  O acessório sai nos EUA em 8 de junho, por US$ 20. Vale ressaltar aqui que o acessório pode ser comprado também com o jogo feito para usá-lo em todo o seu potencial: “Wii Sports Resort”, nova edição do sucesso “Wii Sports”, vem em 26 de julho, por US$ 50, já encartando o MotionPlus. O game reúne vários esportes de praia incluindo frisbee, jet-ski e uma luta de espadas de borracha (alguém pensou em lightsabers no futuro… deve ter sido eu mesmo!) com 100% de fidelidade ao movimento feito.

Alguns dos primeiros games que utilizarão opcionalmente o novo acessório são os esportivos “Grand Slam Tennis” e “Tiger Woods PGA Tour 10”, que saem em 16 de junho. Também, “Virtua Tennis 2009”, que sai em 19 de maio, tem suporte ao complemento do Wii Remote.

Aqui na terrinha, a distribuidora Latamel, representante da Nintendo para a América Latina, pretende trazer o acessório –  e o “Wii Sports Resort”  – nas mesmas datas que nos Estados Unidos, embora ainda não tenha preço definido.  Tenho minhas dúvidas se isso se concretizará… a Latamel(da) é famosa por suas escorregadas, não por seus sucessos.

wii-best-buy

Estas semanas no virtual console!!!

Tem semanas boas… e semanas estranhas!!!

wonder_boy_iii_monster_lair

Wonder Boy III – Monster Land

Eu me recuso a falar sobre o mesmo jogo lançado duas vezes! Eu não estou zoando! A versão de Turbografix dele… que não é ruim, mas também não é boa, saiu no Virtual Console no dia 23/04/2007 e era IDÊNTICA! Se quiserem ler está lá – mas nem percam seu tempo!

pitfallgenesis

Pitfall

Já teve aquela sensação de que um game que você adorava ficou pior com os anos. Pitafall, The Mayan Adventure, me deu essa sensação. Veja bem, não é um jogo ruim… seus gráficos são bem animados, com pixels grandes, e muitos layers de animação. Seu som é bom, não magistral, mas bom e sua jogabilidade é bem feita, embora um pouco escorregadia. O fato é que esse jogo é como uma bexiga de aniversário com o bocal um pouco aberto – estava vigorosa e dançante no início da festa, fazendo “PPPPPUUUUUUUZZZZZZZiiii” com grande alegria. Agora parece o saco escrotal de um avô de 160 anos, muxo e sem vida, jogada num canto. O que esse jogo tinha de bom, foi superado em sua própria geração, e o que tinha de ruim, foi acentuado pela ação do tempo. Eu não recomendo, mas é bem melhor que Wonder Boy III, e custa o mesmo: 800 Wii points.

uncharted_waters_new_horizons_cover

Uncharted Waters: New Horizons

Esse jogo vai te surprender… e me surprendeu. Pense em um “Pirates:Gold!” de PC mistura a um “Pirates! – Sid Meyer Game” também de PC temperados com GTA (Motherfucker!!!). Pensou. Mas cuidado, por que o gráfico é meramente servil. Mas se você superá-lo encontrará uma não, … 6 histórias complexas e fascinantes, em um jogo que mistura navegação, mundo aberto, estratégia, tática e J-RPG. Som bom, com midis surpreendentemente claras, e controle perfeito. Esqueça os detonados e mergulhe de cabeça nesse imersivo RPG. Você vai gostar… Yahoi! 800 Wii points!

superpunchoutbox

Super Punch Out

Sim!! Super Punch Out!! Uma das razões dos atrasos do site. Deus eu amo esse jogo! Seus gráficos ainda são muito bons, seu controle é absurdo de preciso e seu som é tão bem feito que faz você pensar porque diabos o N64 e o Game cube não tiveram suas versões. Você joga com Little Mac, um boxeador em começo de carreira subindo os escalões usando uma sucessão de socos dos mais diversos em inimigos muito engraçados. É hilário, absolutamente perfeito e a cereja do Vc nos últimos meses. Não deixe passar. Seu por 800 Wii points!


DSi Shop em minúcias!!!

Assim como fazemos com o Virtual Console, nos pretendemos fazer com o DSi Shop… nem sempre vai dar… mas aqui vai uma impressão do que está disponível lá ate agora!

Aquia

5/04/2009 – 500 Nintendo points

aquia


Aquia é um puzzle… é um bem feito e relaxante. O game consiste em mover linhas de blocos de 3 ou mais deles, afundando-se cada vez mais no oceano – quase como um Meteos ao contrário. Você pode empurar os blocos em qualquer direção, girá-los e todo o raio de coisas que o processador deixar você fazer em sua busca por afundar cada vez mais.

Confome você mergulha vai ficando sem O2. Para recarregar você tem que sumir com cada vez mais blocos em fileiras maiores e com mais rapidez. Para piorar sua situação, conforme você se aprofunda vai ficando mais escuro e mais difícil diferenciar as peças. Por mais que pareça complicado no papel, é excelente em mãos… e bastante viciante.

Outro ponto bom do jogo é que ele vem com um protetor de tela de peixinho. Muito relaxante.


Brain Age Express

05/04/2009 – 500 Nintendo points

humanitiesandscience


É como o Brain Age, só que menor e com exercícios direcionados. A edição de literatura tem Kanji (ideogramas japoneses) e jogos de memorização. A edição de ciências lida com números e puzzles matemáticos, incluindo aqui a tabuado até do 100… é bem legal, se você estiver em idade escolar.

Dr Mario

20/04/2009 – 500 Nintendo points

dr-mario
Ah… pelo amor de Deus… Se você não jogou Dr. Mario em pelo menos uma das plataformas, você não teve um videogame nintendo… até o Virtual Boy teve uma versão. É tetris misturado com columns… um puzzle… e dos bons.


Master of Illusion

20/04/2009 – 500 Nintendo Points

masterofillusion

Master of Illusion faz você realizar diversos truques de mágica “de salão” (vou serrar minha linda assistente no meio.. e por aí vai) enquanto você aprende e aperfeiçoa os truques – que consistem em minigames, que não tem um quinto do carisma dos do Wario Ware, nem um sexto da diversão de Mario Party.

Para dizer que esse jogo é enfadonho, ele teria que melhorar muito, mas até aí a versão em cartucho, que era maior e mais detalhada que essa versão “lite” para download, já era bastante chata.


WarioWare: Snapped!

05/04/2009 – 500 Nintendo Points

utsusumadeinwario2

Todo o console precisa de um jogo que demonstre suas capacidades e faça as pessoas se maravilharem – O Nes teve Mario, o SNEs teve Mario, o N64 teve Mario, o Gameboy teve tetris e o Wii teve Wiisport; só para sitar alguns. É exatamente esse nicho que Warioware: Snapped veio suprir… embora seja um versão download e não um cartucho construído especificamente para o DSi, WarioWare: Snapped! cumpre seu papel com perfeição.

E qual a diferença entre Snapped e todos os outros Warioware, você pergunta. A câmera!!! Em Snapped você deve fazer os movimentos sugeridos por Wario e sua turma na frente da câmera interna do DSi, para segurar um vaso ou cutucar um nariz! Embora só tenha 20 microgames, uma fração do normal encontrado nas versões normais, o jogo é divertidissimo e nunca deixa a peteca cair, fazendo pequenas adições e modificações ao arroz-e-feijão normal do que é WarioWare. No fim das sequências de microgames, os personagens da “turma do Wario” aparecem e fazem brincadeiras com as posturas de dedo caputuradas pela câmera.. e tudo é tão bem feito que parece programado para aquilo.

Vale ressaltar aqui que quando você finaliza todos os microgames surge uma montanha russa em primeira pessoa que é controlada pelo movimento da cabeça do jogador! É isso mesmo! Mexa a cabeça e o trenzinho vai na direção para capturar todas as letras nos crédito. Hilário!


Moving Notepad

01/04/2009 Japão – 13/04/2009 Europe – 01/06/2009 EUA – Grátis


De longe o mais downlodado aplicativo/game do DSi Shop, “O moving notepad” é um micro-estúdio de edição acoplado a um tablete de escrita e um editor de texto. Você pode tirar fotos e modífica-las, alterá-las, usá-las como fundo de tela de mensagem, ou mesmo como cor de texto (tipo uma tela preta onde só se vê a foto pelas letras). Você pode também colocar sons em seus memos e mensagens, seja usando AAC e MP3 no SD ou com o microfone interno do aparelho e pode mandar suas mensagens para qualquer DSi em sua friendlist online.

O software pode ser adquirido de graça no DSi Shop e as estátisticas mostram que quase 42% dos usuários do DSi já fizeram isso.

Nintendo DSi Opera Browser

05/04/2009 – Grátis

nintendodsbrowserds

Você lembra do Browser do DS? Ele não lia um monte de formatos, exigia cartuchos de expansão para rodar o Youtube ou googlevideo e era totalmente contraintuitivo. Seus problemas “se acabaram-se” (risos). O browser do DSi é muito mais próximo de sua contra parte do Wii do que de seu irmão mais velho.

A primeira novidade, fruto da mémoria maior do DSi, é que lê, se não com fidelidade total, uma versão bastante fiel das páginas… Alguns efeitos ficaram um pouco lentos, outros terão erros, mas em 90% dos casos será satisfatório. O Zoom funciona com rapidez e scrolling da página é bem feito, sem estourar nem demorar para carregar. Outra novidade é que o portátil lê os vídeos do Vídeo FLV com facilidade… mas não lê aqueles balõezinhos do Youtube…. só fica uma sombra escura.

No geral é um bom browser. Não ótimo nem perfeito, mas muito bom, se considerarmos o Opera do DS e o Chromme… ambos odiosos.

Wii NÃO É O MENOS JOGADO!!!

ATENÇÃO PESSOAS, PORQUE ISSO É IMPORTANTE PACAS: O site Fast Company, solta um várias vezes ao ano, que é publicado pela Nielsen, conceituada firma de pesquisas européia: “A situação do jogador: uso de PC e consoles”. O problema é que o último relatório “4 trimestre de 2008” tinha um erro em um dos gráficos, que mostrava a utilização de consoles em lares americanos.A correção enviada por Gavin McMillan da Nielsen modifica em grande escala a posição no ranking de utilização dos consoles, pois as plataformas foram trocadas no gráfico.
Dessa forma, até janeiro de 2009, o PlayStation 2 continuou sendo o mais utilizado, com 23,7%. Ou seja, a cada 100 minutos que algum console de videogame foi usado nos lares americanos, 23,7 minutos foram destinados ao “bichão preto” da Sony. No entanto, essa tendência vem caindo desde outubro, quando a plataforma tinha 31,7%.

O que isso importa, você pergunta?!

No relatório errado o Wii aparecia como o último videogame em tempo usado todos os dias só que está está longe da verdade. No estudo corrigido, aparece como o segundo colocado, com 20,7% do tempo total que algum console foi utilizado. O videogame da Nintendo, em franca ascensão (tinha 13,4% em outubro), passa, assim, o Xbox 360, que teve taxa de utilização de 18,2% em janeiro de 2009.

O PlayStation 3 não é o último colocado, mas apenas aparece apenas como o líder do “segundo pelotão”, com 9% de utilização. A plataforma da Sony superou apenas os antigos Xbox (7,9%) e GameCube (3,3%). Outras plataformas representam 17,2%.

De acordo com a Nielsen, pesquisa foi feita com base em 17 mil lares norte-americanos, usando aparelhos que identificam a utilização da televisão (ver canais abertos ou fechados, assistir a DVDs ou jogar games, identificando a plataforma). A companhia afirma que os outros dados da pesquisa estão corretos.

Que feio Nielsen… shame on you!!!

wiifitcartooncomic

Nintendo abraça o streaming de vídeos!!!

Bomba!!! Em declaração ao Wall Street Journal, Satoru Iwata, presidente da Nintendo, disse que o Wii e o DS vão trabalhar juntos no quesito de “on-demand-video” (vídeo sob pedido), uma área que a Microsoft esmaga com z Live,  mas fazendo isso ao sabor da empresa de Kyoto.

“Não vamos trazer todos os filmes, vídeos e séries. É para isso que sua família tem uma TV!” disse o executivo “Mas se o Wii e o DS estão conectados, será possível fazer o download de vídeo através do Wii e levá-lo com você no DS. Quando o serviço começar, você verá que a Nintendo deu a ele um sabor todo especial! ”

E o DSi parece a arma perfeita para levar o projeto adiante, câmera como entrada, Wi Fi, gravação de contéudo em cartão SD (SD no DS – risos). Daqui um tempo vamos saber qual apimentada a Nintendo deu ao sistema. Estamos salivando!

live-streaming_s

Estamos mal… espere aí… esquece isso…

Depois de assutar todo mundo, durante a coletiva para falar da data de lançamento oficial de Wii motion plus, dizendo que o Wii se encontra em sua pior condição de venda desde o lançamento do console (o que significa que agora ele só está vendendo 2,31 console para cada PS3 vendido no Japão) Satoru Iwata, o presidente da Nintendo, teve um assessor que veio e lhe cochichou algo…. o homem então sorriu.

Iwata virou para os jornalistas e soltou a bomba:  600,000 DSi foram vendidos no dia de lançamento nos EUA! E isso com o aparelho custando US$ 169,99. 

Quando perguntado se os aparelhos (Wii e DSi) receberiam um corte de preço para competir com a reformulação que a Sony estava colocando em seu aparelho, Iwata respondeu “Se nossos produtos fossem semelhantes aos de nossos concorrentes, um corte de preço realmente traria um aumento de vendas, mas nossos produtos são muito diferentes. Essa medida não é realmente necessário!”

Data oficial para Wii Motion Plus

A big N informou hoje, de forma oficial, que Wii Sports Resort , e portanto o Wii Motion Plus, será lançado no Japão em Junho, com EUA, Europa e Australia seguindo em Julho. 

Assim como  Wii Sports deu o tom do lançamento do console, o Wii Sports Resort deve mostrar a que veio e demontrar todo o poder do acessório… preparem-se para suar a camisa e machucar muito seus braços. .. e, é claro, se tornar um clássico.

Embora a data esteja confirmada, o preço ainda não está definido. Nosso chutômetro está US$ 19,99.

wiisportsresort11wiisportsresort06