E3 2013 – PS4 vai aceitar jogos usados, doados, emprestados e vai ter retrocompatibilidade com tudo da sua PSN

Sim! Uma boa notícia afinal. Depois de titubear sobre como proteger o mercado de jogos usados a Sony volta atrás e confirma que o PS4 utilizará, livremente, jogos – sem online pass, constantes atualizações onlines ou qualquer coisa desse tipo.

“Nosso aparelho é um videogame. E é isso que ele continuará sendo. Você não terá que conectá-lo a nada para utilizar seus jogos. Coloque o disco no drive, instale e jogue. Simples assim.” disse o presidente Kaz Hirai “Não importa se o jogo é novo ou usado, seu ou do seu pai, coloque no aparelho e se divirta.” finalizou o executivo.

Isso é um tapa na cara do posicionamento da Microsoft de aceitar apenas jogos novos em seu XBOX One (e só permitir você vender jogos para seus BFFs ^_^ – mais disso depois) e, provavelmente, um fator que deve pesar, muito, na direção do PS4 nessa geração (principalmente se depender da Game Stop, que revende jogos usados).

Além dessa boa notícia a sony confirmou que tudo, absolutamente tudo, que está na sua PSN vai funcionar no seu PS4, com uma única exceção: Jogos de PS3 comprados por demanda. Os jogos de arcade, PS1, Ps2 e indies vão estar lá, gloriosos, para você, no momento que você carregar sua tag para o PS4.

Ok Sony… você está conseguindo me impressionar!

PS4-3-610x406

Anúncios

Xbox One – Retrocompatibilidade, jogos usados e XBLA

No meio do muito barulho causado pela demonstração do aparelho algumas coisas não ficarão muito bem discriminadas pela Microsoft, que vem fazendo o possível para corrigir a situação. Já sabíamos, a um tempo, que o novo XBOX não seria retrocompatível com o 360 (daí o lançamento de um novo 360, por US$ 99,00, no mesmo dia do XBOX One) mas havíamos sido informados que os jogos do XBLA passariam de um console para o outro – Então…  como ficou a situação?

Ficou assim. O XBOX one NÃO, EU DISSE NÃO, tem qualquer grau de retrocompatibilidade. Ele não roda jogos de 360, mesmo aqueles comprados no “por demanda” via Live, nem os games comprados na XBLA – em qualquer grau. Isso se deve a diferenças de arquitetura (o 360 era baseado em arquitetura IBM Power  PC enquanto o XBOX One é baseado em arquitetura Intel x86), de drivers e de placa de vídeo (NVidia para ATi). A Microsoft se pronunciou dizendo que sua Live continua funcionando no 360 mesmo depois que você ativar seu GameTag no seu One, e que seus jogos continuaram funcionando normalmente – você só não vai levá-los para o One.

Então o que migra? Seu GameScore, suas conquistas e sua carteira virtual, que fica disponível nas “duas” lives. O restante da Live será compartimentalizada entre os aparelhos.

E lembra que falamos de instalação obrigatória? Então…jogos usados… serão dificultados! A partir do momento que você instalou seu jogo em um determinado hardware, ele está ligado ao seu GameTag e à aquele Hardware. Controles Parentais serão utilizados para garantir que os usuários daquela mesma máquina possam usar, indiscriminadamente, os jogos comprados, mas, para usar na casa de um amigo, por exemplo, você vai ter que estar logado na sua GameTag. Caso isso não seja possível, seu amigo terá que pagar uma taxa, que a Microsoft ainda não confirmou mas deve rodar por volta de US$ 15,00, para utilizar o game.

“Estamos trabalhando em maneiras dos jogadores poderem revender o direito digital sobre o software posteriormente. Provavelmente em micro transações na própria Live. Mas ainda não temos algo sólido sobre isso” disse um porta voz da Microsoft. Ou seja: O jogo é seu, e só seu, e para ser jogado por um amigo, você vai ter que estar lá.

Não sei se eu gosto dessa posição. E vocês?

xbhd