Dôssie 2DS – o que é, para que serve e quanto custa?

Desde a invenção do GameBoy, nos idos de 80, a Nintendo domina o mercado de portáteis. Foi uma guerra ingrata para todas as empresas que tentaram entrar, do Game Gear, a resposta 8 bits colorida da SEGA, ao PSP e por fim ao Vita. Jogos imensamente legais, precificação correta e facilidades de uso sempre foram uma constante nos portáteis da Nintendo. Quando o DS, e suas duas telas, foi demonstrado, TODO mundo falava que a coisa seria um fracasso – virou o segundo videogame mais vendido de todos os tempos. Quando o 3DS foi mostrado, com sua tela 3D que não exigia óculos especiais, MUITA gente falou que a coisa não funcionaria com o grande público – nos melhores momentos do VITA o 3DS bate as vendas dele em 3 para 1.

Mas a Nintendo percebeu três fatores:

1) O 3DS, e seu fator 3D, não é recomendado para crianças de 7 anos ou menos. Durante essa idade os olhos ainda estão em formação e o 3D estereoscópico por frequência pode causar dores de cabeça, dificuldades de percepção espacial ou mesmo danos ao músculo ocular. Havia, é claro, maneiras de impedir seu filho de utilizar o 3D com controles parentais no 3DS – mas poucos pais faziam uso disso e muitos preferiam comprar um DS comum e esperar o pimpolho/princesa ficar mais velho;

2) Alguns desenvolvedores japoneses tem escolhido utilizar o processamento bruto do sistema para outras tarefas, como lidar com texturas melhores, inteligência artificial melhor ou ambientes maiores, ao invés de utilizar o 3D – principalmente em games feitos com pixels, desenhos a mão ou Cel Shading. A Factor 5 tem feito muito isso, tendo, no passado, colocado que o 3DS suportaria o dobro da resolução, tranquilo e sem engasgos, se não tivesse que lidar como 3D;

3) Pesquisas de mercado realizadas através de parceiros comerciais ou Club Nintendo mostra que cerca de 65% dos usuários NÃO usam o 3D constantemente e que cerca de 93% desliga em algum ponto dos games, principalmente em games adquiridos através do eShop;

Então, para suprir um mercado mais jovem (e garantir a segurança de pais relapsos), diminuir custos para o consumidor e oferecer uma opção portátil mais barata, a Nintendo está trazendo o Nintendo 2DS ao mercado.

Mas o que exatamente é o Nintendo 2DS?

Nintendo-2DS-size-598

Bom. Pense em um Nintendo 3DS comum (não o XL), aberto. Agora pense que você achatou ele, removeu a possibilidade de dobrá-lo no meio e fez botões maiores e mais macios. Agora pense que você tem uma tela só, de alto a abaixo, dividida no meio por uma peça plástica. Isso é o Nintendo 2DS.

Índice

O 2DS faz tudo que o seu 3DS faz. TUDO. Acesso a Internet, igualzinho. Processamento dos jogos, igualzinho. Compatibilidade com DS, igualzinho. Apenas um analógico, check; acesso ao eShop, check; tempo de bateria, check. Aliás, para matar rumores, eis nossa tabela de comparação:

Aparelho
Nintendo 2DS Nintendo 3DS Nintendo 3DS XL
Preço $129.99 $169.99 $199.99
Roda jogos de 3DS
Só em 2D Em 2D e 3D Em 2D e 3D
Roda jogos de DS
Sim Sim Sim
Tamanho das Telas
Superior: 3.52 polegadas Widescreen LCD
Inferior: 3.02 polegadas touchscreen LCD
Superior: 3.52 polegadas Widescreen LCD com suporte a 3D
Inferior: 3.02 polegadas touchscreen LCD
Superior: 4.88 polegadas Widescreen LCD com suporte a 3D
Inferior: 4.18 polegadas touchscreen LCD
Design Não-Dobrável Dobrável Dobrável
Cartão SD Incluso
4GB 2GB 4GB
Câmeras 2 externas, 1 interna 2 externas, 1 interna 2 externas, 1 interna
Sensores Sensor de movimento e giroscópio Sensor de movimento e giroscópio Sensor de movimento e giroscópio
Wi-Fi
Sim Sim Sim
StreetPass Sim Sim Sim
SpotPass Sim Sim Sim
Sleep Mode Sim – por uma alavanca Sim, dobrando o console Sim, dobrando o console
Tempo de Bateria
Jogando 3DS: 3,5 a 5,5 horasJogando DS: 6 a 10 horasEm Sleep Mode: 3 dias Jogando 3DS: 3 a 5 horasJogando DS: 6 a 8 horasEm Sleep Mode: 3 dias Jogando 3DS: 3,5 a 5,5 horasJogando DS: 6 a 10 horasEm Sleep Mode: 3 dias
Tempo de recarga
3.5 horas 3.5 horas 3.5 horas
Power Saving Mode Não Sim Sim
Auto falantes
Mono (Stereo com fones de ouvido) Stereo Stereo
Tamanho 127 mm comprimento x 144 mm largura x 20.3 mm altura 74 mm comprimento x 134 mm largura x 21 mm altura (fechado/dobrado) 93 mm comprimento x 156 mm largura x 22 mm altura (fechado/dobrado)
Peso 260 g 235 g 336 g
Vem com o recarregador
Sim Sim Sim
Estação de recarga
Não Sim Não

O aparelho será lançado mundialmente no dia 12 de Outubro (junto com Pokemon Y e X) pelo preço na tabela ou equivalente Europeu. Pode não parecer, mas é mais cartada de mestre da Nintendo – ela integra o mesmo hardware em uma versão mais barata, garante mais facilidade e menor custo para pais e usuários e garante maiores vendas para as produtoras.

Way to go Nintendo! Eu realmente não esperava por essa!

Anúncios

Sábado Retrô – Oracle of Seasons e Oracle of Ages

The Legend of Zelda: Oracle of Seasons e Oracle of Ages (A Lenda de Zelda: Oráculo das Estações e Oráculo das Eras)  tem um lugar muito especial no meu coração por duas razões: Eles foram os jogos que eu comprei junto com meu GameBoy Player e eu comprei os dois, juntinhos, numa edição especial linda – com os logos da Capcom e da Nintendo estampados na caixa dourada com uma frente em degrade com os dois games dispostos.

fotocapaMinha câmera não faz jus a capa!

E, de certa forma, os dois jogos são um só: uma história paralela, passada nos universos de Holodrum e Labrinia, onde o general Onox e a feiticeira Veran pretendem dominar os reinos sequestrando e utilizando, respectivamente, dos poderes da dançarina Dim e da sacerdotiza Nayru (só um detalhe… ambas são avatares de Deusas do universo de Zelda). Nada de Zelda, pouco de Triforce e Ganon/Ganondorf só aparece se você usar o grande diferencial do game: O Link System – eu vi a piadinha Nintendo! Eu vi!

E o que era o Link System? Quando você termina um dos games, tanto faz qual deles, você recebia um password. Digitando seu password no início do próximo jogo e o jogo se modificava, de muitas formas, conforme os atos feitos no game anterior – sim… como Mass Effect, mas 10 anos antes da Bioware. E, quando você terminasse aquele game, você ganharia um novo password. Coloque esse password de volta no primeiro game, jogue-o com todas as modificações e chegue ao final novamente para, então, lutar contra o verdadeiro chefão final e aprender a história real do game.

Zelda-Oracle-of-Ageslegend_of_zelda-oracle_of_seasons

Graficamente os games eram um arraso na época e continuam charmosos hoje: Sprites grandes e coloridos, animação simples mas eficiente e muita, mas muita mesmo, personalidade. O som também não deixa por menos e é super marcante, mesmo não contando com o trabalho de gênios como Kondo ou Totaka (e tendo sido composto fora da Nintendo). Os controles são simples (um botão para itens e um para a espada) e o Link se move de forma muito fluída nesse game, com itens que o fazem até mesmo, pasmem, pular.

Oracle-of-seasons-comparison

As diferenças entre as estações em Oracle of Season… é muito bacana!

Oracle of Seasons e Oracle of Ages certamente não tem a melhor história entre os Zeldas (Esse título vai disparado para Skyward Sword), nem os melhores gráficos ou os melhores controles, mas é tão bem feito e tão divertido e é, para todos os pontos, Zelda no Bolso. E, nem se preocupe de correr atrás do cartucho de Game Boy Color, como eu – ambos os games estão disponíveis no eShop do 3DS para você curtir em toda a glória.

Bom divertimento

Nintendo Direct – Um pouco mais de Sonic Lost World

Mais imagens e um novo trecho de vídeo foi liberado pela Nintendo, durante o Nintendo Direct de hoje, mostrando o jogo do Sonic exclusivo de Wii U e 3DS. As novas informações são que os games podem ser comunicar entre si, permitindo a troca de itens e a criação de veículos de controle remoto, que podem ser utilizados no jogo de Wii U, além de que o jogo terá modos de dificuldade voltados para iniciantes e todo um novo estilo de movimentação para o ouriço mais conhecido do mundo.

 

Diante da Crise Iwata solta: A Nintendo faz games, não arte.

Diferente do que os especialistas em crise vem dizendo, a Nintendo não está falindo. Não está nem mal das pernas.  O Wii U está vendendo mal, ainda está vendendo melhor do que o PS3 estava quando tinha a “idade” dele. O Wii continua vendendo bem (na verdade… bem melhor que o Wii U) e o 3DS está destruindo o número do mercado de portáteis – com números, essencialmente, inacreditáveis.

Mas a Nintendo sente que é falta dela. “Nós faltamos para com os clientes, os jogadores e o mercado. Os números do Wii U são falha nossa.” disse o presidente da companhia, Satoru Iwata.

O executivo, em sua entrevista no Tokyo Hotel, se mostrou bastante agressivo quando consultado sobre a posição, de muitos usuários, de que a Nintendo não liga para o consumidor, porque faz arte: “Somos uma empresa de entretenimento, não uma companhia de artistas. Nossa missão é para com nossos clientes e acionistas. A Nintendo faz games. Através de seu foco no desenvolvimento dos melhores jogos possíveis atingimos, algumas vezes, o status dado, nunca requisitado, de arte. E somos muito orgulhosos disso. Mas nosso foco é a criação de jogos e consoles divertidos. Nosso foco é o entretenimento. Não a arte.” .

“Não pode ser bom só para a empresa, criando algo que só dê lucro. Tem que ter valor para o consumidor, para o vendedor, para o colecionador. Essa tem sido a política da Nintendo e tem nos servido muito bem. É a razão pela qual nossos jogos conservam o valor, mesmo quando disponíveis em outros plataformas, em seus formatos originais. Sabemos que há uma falta de títulos para o Wii U, mas essa situação será resolvida nos próximos meses. Pedimos um voto de confiança e um pouco de paciência!”

E então: Você daria a Nintendo esse voto de confiança? Ou chega dessa empresa para você? Deixe a sua opinião aí embaixo!

super-mario-bros-3-wallpaper

Ps: Eu acho que vários games da Nintendo são arte! Mas isso sou eu!

O 3DS XL preto está a caminho dos EUA!!!

E, por consequência, de nós. Lembram-se quando, durante a propaganda do último game Pokemon (White 2 e Black 2) um 3DS XL com decoração de Pikachu, até então um artigo unicamente japonês, aparecia nas mãos de jogadores americanos apenas para aparecer como possibilidade real de compra meses depois? Pois é…

Nas propagandas de Mario and Luigi: Dream Team, o novo RPG do portátil, aparece um 3DS XL preto. Pois muito bem… que tal isso:

Black-3DS-XL

 

A história se repetindo…

A Sega anuncia que vai trazer clássicos em formato 3D

Para um 3DS perto de você 8 clássicos da SEGA vão ganhar um super tratamento. E nossas mãos mal podem esperar

  • 3D Altered Beast
  • 3D Ecco the Dolphin
  • 3D Galaxy Force II
  • 3D Shinobi III
  • 3D Sonic The Hedgehog
  • 3D Space Harrier
  • 3D Streets of Rage
  • 3D Super Hang-On

Eles vão sair um a um e nós ainda não temos um preço… mas já estamos salivando!

image_293858_320

 

Capcom vai trazer mais MegaMan para o 3DS

Depois de trazer os 4 primeiros MegaMan do NES para o 3DS, com mudanças pelos estágios e a capacidade de trocar as armas on fly com o uso dos botões de ombro a Capcom se prepara para trazer ainda mais do blue bomber para os fãs. MegaMan 5 e 6 vão receber uma repaginada visual antes de chegar ao console e MegaMan 7 e 8 (para o SNES e o PS1/Saturn) respectivamente, já forma confirmados para serem vendidos no 3DS Virtual Console.

Mas isso não é tudo… não mesmo.

MegaMan Xtremis, uma série de games que havia sido lançada para o game boy color e que era, essencialmente, uma revisão de MegaMan X, vão ganhar remakes para o 3DS. Ainda não há, infelizmente, data de lançamento confirmada mas a Capcom confirma que está sendo feito.

Só acredito vendo Capcom… só acredito vendo!

megamanbosses_mikem

 

Jogando: Animal Crossing: New Leaf

Como eu disse no review de Last of Us, recentemente dois jogos me lembraram porque e o quanto eu gosto de jogar videogame: Last of Us e Animal Crossing New Leaf…

E segundos depois de postar o review minhas orelhas começaram a ficar vermelhas. E quentes. E a coçar. E só não explodiram porque foram mergulhadas em água. Eu quase consegui ouvir o coro de ondas mentais que diziam: Como um homem de 33 anos, com emprego e um site sobre videogame pode gostar de Animal Crossing: New Leaf?

Pois eu digo a todos vocês descrentes: Animal Crossing nunca foi uma paixão minha. Eu tive o game no GameCube (mais para o deleite de minha ex-mulher do que meu) e hoje ele se encontra com uma parente minha, mas eu nunca realmente dei interesse a ele – eu tinha Wind Waker, Sunshine e Everything ou Nothing para me preocupar.

Mas, ao colocar o game no pequeno valente do meu 3DS, eu não fui jogado numa vila a esmo em uma casa que eu não queria e forçado a pagar uma dívida ao Tom Nookie. Não! O jogo mudou muito. E mudou para muito muito melhor. Ele não uma experiência gamística comum, que pode ser destruída em uma ou duas semanas de jogo – Animal Crossing: New Leaf, que vou passar a chamar de AC, quer sua vida.

Ao começar pela capacidade de escolher o mapa geográfico da cidade antes de chegar nela. Todas elas serão a beira mar, mas algumas são cortadas por rios, enquanto outras tem lagoas e cachoeiras e algumas tem montanhas. Escolhido o cenário é hora de entrar na cidade e escolher o local da sua casa (Sim! É você que escolhe agora!) e começar a escolher o formato dela – porque agora ela é totalmente customizável… desde de que você tenha o dinheiro.

Sim! Nada mais daquela casinha mixeba com um hidrante dançante que parece um pênis na frente! Agora você pode ter a casa que merece. Mas, se você for como eu, ela vai custar muito caro. E você vai demorar muito tempo para pagar seu débito inicial com o Tom Nookie e começar a investir na sua morada – e nos, literalmente, milhares de itens que poderá colocar dentro dela. Mas como você ganha dinheiro, você pergunta?

Fazendo favores, capturando coisas e achando coisas.

Meus vastos poderes mentais conseguiram captar a gigantesca onda de “O Que? Como? Quando? Ahammm?” que se formou agora.

Funciona assim: Você pode pegar insetos, pescar peixes e capturar aves (todos esses que podem ser revendidos para museus, colecionadores ou colocados na sua casa), pode desenterrar tesouros, achar fósseis ou itens perdidos e, por fim, pode fazer favores aos seus vizinhos ou aos funcionários das lojas e repartições públicas da cidade. O pelicano carteiro se machucou (eu mencionei que você é o único humano em uma vila de animais?) e precisa que alguém entregue as cartas? Lá vai você. A dona do bar “LOL” (eu não estou brincando… o bar chama LOL) ficou sem leite para a apresentação desta noite? Você localiza vacas e consegue um pouco (literalmente fazendo um outro favor para uma vaquinha bípede que é sua vizinha). E tudo isso muda de dia para dia e tem que ser feito na hora – não há como acumular “quests” para outros dias.

E esse é só um dos diferenciais do game. Um outro, muito legal, é que o horário do seu relógio aqui, no mundo real, é o horário da sua cidadezinha. Entrou para jogar de noite, estará de noite (e as lojas estarão fechadas) – está chegando o natal, a cidade estará se preparando para isso – Halloween está chegando, olha as abóboras por toda a parte. E esse calendário em tempo real muda um monte de preocupações in-game: Fique 3 ou 4 dias sem cuidar da sua grama e ela começa a tomar o jardim, fique uma semana e meia sem jogar (Last of Us fez isso comigo) e baratas terão atacado a sua casa, certos vendedores só aparecem de quinta de noite ou de domingo de manhã (sim… eu vou acordar mais cedo amanhã para comprar tapetes… ^_^) e, se tudo isso não bastasse, você ainda tem que entrar todo dia para ver novidades que não tem hora marcada, como náufragos, incêndios, furacões ou visitas ilustres a sua cidade.

Os gráficos são simples e simpáticos, alegres, coloridos e fofos. Eles não mostram, nem de longe, a capacidade real do 3DS, mas não estão aqui para isso, estão aqui para te dar um backdrop sobre o qual trabalhar sua obsessão com colecionar coisas! O som é fantástico! Simplesmente perfeito! Misturando velhas músicas dos games anteriores, com clássicos de Kondo (Koji Kondo, criador de música de Mario, Zelda, DK, etc…) e Totaka (Kazumi Totaka, criador de música de Links Awakening, Wii Sports, Wii Fit, Smash Bros, etc…) e melodias clássicas em versões refeitas… é genial. E os efeitos sonoros são engraçados e imensamente delicados – gostosos mesmo.

O controle funciona muito bem e faz uso genuinamente perfeito da tela sensível ao toque. Você controla o seu personagem de forma muito macia com o analógico e a nova visão anamórfica em que o mundo gira aos seus pés, combinado com o 3D da tela, gera uma experiência de profundidade muito interessante.

cover_1

Animal Crossing: New Leaf não é para todo mundo. É uma melhoria substancial sobre a já viciante fórmula de Animal Crossing e vai conquistar novos e velhos jogadores que estão interessados em jogar algo para relaxar, se divertir e ver estilos, e objetivos, completamente diferentes todos os dias. O game é simplesmente repleto de coisas a fazer e, depois de uns 45 minutos de jogo, você já vai estar pensando em como será o dia seguinte na sua eternamente relaxante vidinha suburbana. New Leaf é a prova definitiva que diversão é o mais importante aspecto dos videogame.

Bom divertimento!

Super Smash Bros de 3DS não usará a tela sensível ao toque – e os games ganharam nomes oficiais

Vai entender. De acordo com Sakurai, criador da série “não achamos uma maneira inventiva e visceral de utilizar a tela sensível ao toque”. Então nada de comandos por toque na versão do 3DS. E Sakurai também falou o nome oficial do jogo e, prepare-se, pode ser forte demais para um coração fraco: Super Smash Brothers.

Isso

Só isso

Na caixa terá um pequeno logo (caso você seja tão imbecil que não consiga diferenciar um cartucho de um disco e uma caixa de 3Ds de uma de Wii U) com “3DS” em vermelho e “Wii U” em azul, logo abaixo de Super Smash Brothers. E só.

Afinal… marketing para que?