Jogando: New Super Mario 3D World – Wii U

Eu sou um fã da Nintendo. Eu cresci com o NES e o SNES, amadureci com o Nintendo 64 e o GameCube e continuo aprendendo a difícil tarefa de manejar as cordas da vida com o Wii e o Wii U. E, em todo o caminho que eu percorri, um certo encanador (que começou a carreira na construção civil como marceneiro e treinador de Gorilas… bem… eram tempos difíceis) de pança saliente e macacão vermelho, com um mustache impecável, continuava me olhando, sorrindo, seja nos consoles ou nos portáteis, enquanto eu mandava ele para dentro de poços de lava, buracos sem fundos, espinhos e outras formas de morte ainda mais dolorosas.

Tudo isso para salvar uma princesa, comer bolo, e, se desse, dar um beijinho de pés arrastados.

Mario sempre foi um dos símbolos mais associados com Video Game na história e chegou a ser mais conhecidos por crianças americanas, na década de 80, que o Mickey Mouse – tudo isso, somado a mais de 25 anos de caminhada deram ao massivo herói da Nintendo uma biblioteca espetacular de jogos. Alguns deles, como Super Mario 3, foram responsáveis por sustentar sua plataforma de 8 bits contra o fogo cruzado de dois competidores de peso, muito mais avançados que ele (o Mega Drive/Genesis e o Neo Geo). Outros, como Super Mario World, provaram que 16 bits podiam tornar os jogos imensamente maiores e mais complexos, com 96 estágios, diversos mundos temáticos e literalmente milhares de conceitos que seriam utilizados em jogos de plataforma por décadas após isso. Outros ainda, como Mario 64, mostraram a maneira de se levar jogos do 2D para o 3D, enquanto Super Mario Galaxy mostrou como revolucionar a jogabilidade em 3D com a implantação de física e muita, mas muita mesma, imaginação. É claro que existiram jogos ruins pelo caminho, mas Mario parecia fadado a chacoalhar o mundo dos jogos toda vez que ela aparecia na capa de um game. Ou quase toda vez…

Mario teachs Typing ainda me dá pesadelos e Mario is Missing me fez odiar puzzles por anos. E não… eu não vou falar sobre Hotel Mario.

mariotypeMarioIsMissing_3591

O que eu vou falar, no entanto, é sobre o novo jogo da mesma equipe de criação responsável por Super Mario 3D Land, um dos melhores jogos do 3DS e um jogo que, por mais que eu teime em comprar outros jogos para o meu portátil, sempre acaba voltando para ele para mais uma voltinha por algumas fases – é maravilhoso, leia nosso review dele aqui. Quando o diretor responsável por quase todos os jogos da franquia falou que ia deixar seu posto para uma nova geração, agindo apenas como produtor, eu, e um monte de fãs, tivemos medo. Mas podemos respirar aliviados. New Super Mario 3D World não é só um PUSTA jogo do Mario em 3D; é um sucessor digno de uma linhagem de jogos que marcaram gerações, com todas as mecânicas que tornaram Galaxy e 3D Land simplesmente inesquecíveis!

E vamos começar pelo controle. O controle desse jogo é simplesmente magnífico. Arrebatador. Fantástico. Seja utilizando o controle Pro, o GamePad ou mesmo o controle do Wii (se você for um purista) o jogo responde como num sonho. Um botão de salto e um botão de corrida (que também faz as vezes do botão de poderes/ataque) e precisão total. Mais nenhum truque é necessário para que esse jogo funcione maravilhosamente. Porque, complementando esse controle perfeito, existe uma jogabilidade fantástica! A flor de fogo está de volta, assim como diversos poderes clássicos do Mario, mas a eles se somam a fruta da multiplicação (que permite que Mario e companhia se dupliquem ou tripliquem para se mover pelo cenário em maior número e cobrir mais terreno) e o sininho de gato, que provém a Mario e companhia roupas de gatinhos que permitem escalar paredes, atacar com as garras e fazer saltos bem mais longos e melhor dirigidos. E acreditem em mim, controle perfeito somado a jogabilidade muitíssima bem construída somado a estágios inspirados = Overdose de Sucesso! New Super Mario World te dá os brinquedos e deixa você brincar livremente com eles, sem te pressionar ou te irritar, enquanto deixa claro para você qual o seu objetivo (chegar ao final do estágio), quais os extras que estão por aí (Toda fase tem 3 estrelas verdes que servem para abrir estágios especiais ou mudar caminhos no mapa do mundo de campanha, onde as fases estão distribuídas. Sem falar de todo o estágio ter seu conjunto de 8 moedas vermelhas.) e quais são os segredos que você realmente está correndo atrás (toda fase tem um carimbo, bem escondido em algum lugar, que te dá um estampa única daquele estágio, que pode ser usada no seu Mii Verse… sem falar que alguns estágios tem chaves secretas que abrem outros caminhos no mapa de campanha). É incrivelmente divertido e fantasticamente bem construído.

E, como eu disse ali em cima no “e companhia”, Mario não está sozinho nessa! Ele terá a ajuda da Princesa Peach (que flutua pelo ar quando você salta e segura o botão de salto), do Toad (que é mais rápido que qualquer um) e de Luigi (que tem o salto mais alto de todos) para salvar as Sprixies que foram aprisionadas em potes de geléia (não consigo dar uma descrição melhor que essa para isso) pelo terrível e nefasto Rei Bowser. E não só os personagens tem capacidades diferentes mas suas animações, suas reações, movimentações e tudo mais são completamente diferentes – o tempo todo! Deixe a princesa sozinha e ela se ajoelha para colher flores ou acerta o cabelo, enquanto Luigi retira o boné e o amassa, medrosamente na mão, e Toad mexe os pés e saltita no lugar. É muito bacana e mostra um carinho todo especial da equipe de desenvolvimento.

E já que falamos em animações, personagens, inimigos e cenários as tem, aos montes, e de altíssima qualidade. Aliás… o departamento gráfico inteiro do jogo é simplesmente fantástico, com texturas maravilhosas, gráficos soberbos, efeitos de luz e sombra e de partículas geniais e muito carisma e personalidade espalhados pelos cenários. O fato que eles reagem a quase tudo, seja você soprar no seu Wii U Game Pad (o que empurra personagens menores para fora de plataformas, movimenta ventiladores ou arranca folhas de árvores) ou você atingir pequenas moitas com bolas de fogo, torna a experiência ainda mais legal. E o som então? Músicas novas (e fantásticas) se misturam a novas sinfonias criadas pelo inesquecível Koji Kondo para criar mais uma obra prima inesquecível que vai perseguir você pelo resto da sua vida. E tudo isso embalado em uma incrível estética que remete a época dos 8 bits (especificamente ao aclamado Super Mario 3) enquanto mantém os suntuosos gráficos atuais (Mario está bem gordinho e baixinho, Luigi é alto e bem magro, a princesa perdeu todo aquela silicone e voltou a ser só uma princesinha, etc…).

super_mario_3d_world-wide

Com uma história mais do que simples (Bowser roubou algo… vá enchê-lo de pancada e pegar a coisa/princesa/peixinho dourado de volta) e uma atmosfera suntuosa, que domina cada um dos itens técnicos enquanto mostra como Mario pode ser modernizado sem precisar de armas, mundos abertos ou sangue/violência New Super Mario 3D World é um show de jogo! Se você tem um Wii U, deve haver uma lei em algum lugar que diz que você é obrigado a comprar esse jogo. Se você não tem um Wii U,   O QUE DIABOS VOCÊ ESTÁ ESPERANDO? Esse é o jogo que vai fazer você comprar um!

E agora com licença que eu tenho que voltar a ter 6 anos de idade e salvar o mundo de uma tartaruga dragão mitológica! Bom divertimento!

Anúncios

Sobre Marcel Bonatelli

Historiador de games e jogador inveterado eu respondo todas as suas dúvidas sobre games e o mercado de games no site minicastle.org ou no email marcelbonatelli@minicastle.org

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s