Sábado Retrô – After Burner

Primeiro foi uma moto!

Depois foi um carro!

E por fim foi um avião!

Todos eles mudaram as faces do Arcade e todos eles são criação de Yui Susuki, um dos mestres da SEGA. E como nós já falamos de Out Run, e estamos preparando algo ainda mais especial para Hang-On, está na hora de falar de After after-burner-ii-u-034Burner – O arcade de caças da SEGA.

Na esteira do sucesso de Top Gun (com Tom Cruise mocinho mocinho) o estúdio interno AM2 da SEGA, sob a direção de Yui Susuki, colocou no mercado em 87, um Arcade fantástico de combate aéreo. Diferente do que existia até então After Burner jogava pela janela qualquer semelhança ou tentativa de realismo e não se importava nem um pouco em tentar usar poder de processamento para tentar simular qualquer característica – Era direcional para frente e dedo no gatilho! Se algo esta se mexendo na tela e não é seu avião obrigatoriamente é o inimigo. E eles são muitos, são rápidos e enchem a tela de mísseis que você tem que desviar fazendo Aileron Roll (que todo mundo no mundo insiste em chamar, erroneamente, de Barrel Roll).

Não só os gráficos do Arcade eram rápidos, mas eram lindos, usando o system 16 da Sega (o mesmo processador que mais tarde equiparia o Mega Drive) e servidos com um som que até hoje figura entre os mais ouvidos dos games.

Não só isso mais a cabine onde o jogo era “servido” era lindíssima, com force feedback e peças de controle de F14 Tomcats (O jato mostrado no game e utilizado no filme Top Gun) originais!  Era um sonho para qualquer fã de aviação!

afterburner1181241628106

 

No entanto a maior parte de nós jogou poucas vezes esse game no Arcade. As máquinas eram caras, poucas e dificeis de importar e poucos lugares no Brasil tiveram delas (eu joguei, com nove anos, no shopping center norte em São Paulo – em 1989) mas quase todo mundo teve acesso ao game na forma de After Burner 2 para Mega Drive… em 1989.

After Burner 2, é claro, não era o Arcade. O Scrolling era bem mais lento e com menos camada, havia menos inimigos na tela, seu avião era mais lento e a diversidade de cenários era bem menor. Mas para nós não havia problemas. Era After Burner, ali, na sala, e a gente queria jogar!

Infelizmente After Burner 2 no Mega Drive carregava sua própria leva de problemas, e eu não estou falando das perdas gráficas – o controle não funcionava tão bem quanto no Arcade, com o direcional digital deixando muito a desejar na hora de fazer movimentos bruscos e rápidos, ou girar, para escapar de mísseis. Além disso, devido a limitação de números de objetos na tela, por vezes você era atingido por um míssil  que, segundos atrás, estava invisível. São problemas frustrantes, mas que não tiram o brilho de um dos melhores jogos da leva inicial do Mega Drive.

after-burner-ii-u-039

Pegue para jogar no Mega Drive, ou no seu Virtual Console, sem medo – você vai curtir, principalmente com os novos direcionais muito mais precisos e macios do Wii e Wii U. Agora, se o gráfico estiver te espantando, tente a revitalização da série, na forma de After Burner Climax, para PS3, 360 e Wii… é a mesma coisa mas HD! Bom divertimento!

Anúncios

Sobre Marcel Bonatelli

Historiador de games e jogador inveterado eu respondo todas as suas dúvidas sobre games e o mercado de games no site minicastle.org ou no email marcelbonatelli@minicastle.org

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s