Há algo de podre no reino do ouriço azul!!!

A holding Sega Sammy anunciou o resultado financeiro de seu terceiro trimestre fiscal, que compreende o período entre outubro e dezembro de 2007. O grupo divulgou vendas de 342 bilhões de ienes (US$ 3,2 bilhões), queda de 15,4% em relação ao mesmo período de 2006, e prejuízo consumado de 15,8 bilhões de ienes (US$ 147 milhões).

Os setores problemáticos foram os de parque de diversões (incluindo casas de fliperama) e o mercado interno de jogos domésticos. Para reverter a situação, a Sega anunciou o fechamento de 110 estabelecimentos e abriu um programa de demissão voluntária, com o qual pretende cortar 400 postos de trabalho, cerca de 11% do total de funcionários.

Com o programa, a companhia espera gastar 2,9 bilhões de ienes (US$ 27 milhões) em indenizações, mas o corte de pessoal alivia 3,5 bilhões de ienes (US$ 32,6 milhões) por ano nas contas da Sega.

Com os resultados ruins, a holding revisou para baixo as estimativas para o ano fiscal completo, que se encerra em março. Com isso, a companhia espera vender 475 bilhões de ienes (US$ 4,42 bilhões) e segurar o prejuízo em 26 bilhões de ienes (US$ 242 milhões).

É, a coisa tá feia… daqui a pouco vão comer uma certa raposa de duas caudas…

sonic_3d_box.jpg

99 lágrimas…que bizarro

“Não quero te fazer chorar”, diziam as músicas dos nossos pais, mas “Chorar faz bem”, afirma a sabedoria popular. Ditado este que a Bandai Namco levou muito sério, tanto que anunciou um aplicativo que promete fazer as pessoas se emocionarem, e quem sabe, caírem nas lágrimas. O intuito é lavar a alma e se livrar do estresse do dia-a-dia.

O enredo fala da vida moderna, de muito trabalho e falta de tempo, sem espaço para emoções. Mas há um estabelecimento dentro deste aplicativo que pode ajudar essas pessoas. Chama-se “fonte das lágrimas”.

Usando pesquisas da Universidade Waseda, a Bandai Namco desenvolveu um sistema cria que histórias personalizadas, que supostamente são ajustadas de um jeito que “toque as emoções” do usuário. Para isso, o barman do estabelecimento faz algumas perguntas, a fim de descobrir o perfil do jogador. A partir desses dados, monta um enredo selecionando 99 entre 200 histórias que podem ser vivenciadas pelo jogador. Segundo a companhia, numa pesquisa com 500 pessoas, 80% teriam dito que se emocionaram com “99 Tears”.

O aplicativo/jogo está previsto para o segundo trimestre de 2008 no Japão e ainda não foi anunciado para o ocidente. Bizarro.