O que nós perdemos – Nro 9 – Raven Blade

O Game Cube foi um excelente video game – provavelmente meu segundo video game favorito em todos os tempos, perdendo apenas para o Super Nintendo, que era perfeito.

Como não consigo ouvir vocês discordarem, vou tomar que todos concordam com esse posicionamento e portanto prosseguir.

Infelizmente, ao contrário de seu irmão mais querido, o Game Cube tinha uma falha terrível: Falta de RPGs. Sim, para cada 10 adventures incríveis no Cube, havia um Skies of Arcadia. Para cada 25 FPS bem legais, havia um Baten Kaitos. E eu nem estou falando de J-RPGs pura e exclusivamente – o Cube tinha poucos RPGs de todos os tipos e ponto final.

Embora a maior parte dos RPGs dele fossem completamente incríveis e realmente muito bons.

Sabendo da importância de jogos de qualidade, e principalmente de bons RPGs para chamar de seu, principalmente depois do fiasco que o Nintendo 64 foi nesse departamento (ele tinha dois bons RPGs e ambos foram produzidos pela própria Nintendo), a Nintendo pediu que a Retro, sua nova second-partie (second-parties são empresas externas que assinam contratos de exclusividades com produtoras. É como a Naughty Dog, da série Uncharted, com a Sony ou a Fun Science, de uma gigantesca quantidade de jogos de Kinect, e a Microsoft) criasse não um, mas dois RPGs, para o lançamento do Game Cube. A produtora ainda estaria trabalhando em um projeto ligado a Metroid e um jogo de futebol americano.

Pegar uma empresa pequena, trabalhando com meras estimativas da capacidade computacional final do seu Hardware, e pedir para ela produzir 4 jogos diferentes era pedir por um desastre. E um desastre quase ocorreu – mais de um semestre de trabalho e a firma tinha quatro Alfa que não encantaram a Nintendo. Mudanças urgentes eram necessárias e Shigeru Miyamoto, o papai Mario, viajou de Kyoto para Houston a fim de colocar as coisas de volta nos eixos. A primeira mudança de Miyamoto foi cortar dois dos projetos: O de Futebol Americano foi esquecido e engavetado e os dois RPGs foram mesclados em um único RPG de ação. Toda a equipe que estava trabalhando no Futebol Americano e metade da equipe dos RPGs foi enviada para a equipe do Projeto Metroid.

Todo mundo sabe o que o projeto Metroid virou. Ele simplesmente redesenhou o que era adventure em primeira pessoa:

Metroid Prime ainda é incrível!

O RPG continuou o desenvolvimento, bastante lento visto a pequena equipe e a enorme dificuldade deles em criar um hibrido de ação com beating up, e foi mostrado na E3 de 2000, ainda sem nome (era internamente chamado de Retro Studios RPG), e novamente na E3 de 2001, com o nome de Rune Blade. O lançamento do aparelho havia chegado e a Nintendo precisava urgentemente de jogos de nome e com peso, para tirar unidades da prateleira, e o board achou que Metroid Prime era uma pedida melhor que Rune Blade, que estava sendo renomeado para Raven Blade. Toda a equipe da Retro então ficou voltada para terminar Metroid Prime o mais rápido possível (e torná-lo o melhor possível) para o lançamento no Cube. Raven Blade foi novamente deixado de lado.

Quando o desenvolvimento retornou ao jogo a Nintendo ainda não estava contente com os resultados mostrados pela Retro, e estava preocupada que, com a fantástica recepção de prime, uma continuação se tornava mais do que necessária. Depois de meses de novas tentativas, mudanças gráficas e tentativas de sobrevida para o game, Nintendo e Retro chegaram a conclusão que era hora de tirar Raven Blade do suporte de vida. Em junho de 2002, durante a E3, ambas as empresas confirmaram o cancelamento do game.

Segundo diversos envolvidos no desenvolvimento do game nada do protótipo foi perdido, visto que o game era extremamente ambicioso, e que o Hardware do Cube simplesmente não conseguiria entregar tudo que os designers queriam. Será que veremos Raven Blade ressuscitado no futuro? Só o tempo dirá.

Anúncios

Sobre Marcel Bonatelli

Historiador de games e jogador inveterado eu respondo todas as suas dúvidas sobre games e o mercado de games no site minicastle.org ou no email marcelbonatelli@minicastle.org

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s