Iwata mata a esperança de uma série de Zelda no Netflix

O presidente da Nintendo foi curto e grosso sobre o crescente rumor de que a Netflix está desenvolvendo uma série no universo da franquia Zelda: “Temos um contrato com a Netflix que inclui diversos produtos, além de divulgação. Infelizmente uma série live action de Zelda não está entre eles.”.

O pessimista lê que não há nada em desenvolvimento. O Otimista pensa em uma série em animação. Eu… eu fico satisfeito que nunca mais vou ter que ver isso!

Anúncios

O Mini já havia previsto! Zelda do Wii U vai atrasar!

Segundo a Nintendo entregar Zelda do Wii U em 2015 não é mais uma prioridade.

“Lançar o jogo em 2015 não é nosso objetivo principal. Garantir que ele seja a melhor experiência possível, como sempre nossos consumidores tiveram com Zelda, é. Os desenvolvedores estão se sentindo pressionados em entregar o melhor jogo possível dentro da escala de tempo que acabou surgindo sobre eles – e para ajudá-los nos retiramos essa data final de 31 de Dezembro para o game.” disse o presidente da Nintendo Satoru Iwata.

Considerando que todos os Zeldas não portáteis atrasaram pelo menos um ano (Ocarina of time atrasou quase 3!) isso não é surpresa nenhuma – nós cobrimos isso nas nossas previsões para 2015 aqui no Mini.

Fantástico!

Infelizmente isso deixa a Nintendo sem nenhum outro grande jogo além de X – Xenoblade Chronicles para o final do ano no Wii U. É claro que temos Star Fox em setembro. É claro que temos um novo jogo de Miyamoto ainda não mostrado para dezembro. Mas não é um Zelda…

… e isso só pode significar menos vendas no final do ano.

Half Life 2 ganha uma versão “HD”

Half Life 2 está sendo relançado de graça na Steam, com o nome de Half Life 2 Update, utilizando a nova engine Source para trazer um velho jogo, de um jeito completamente novo!

Três palavras: Puta que Pariu!

O jogo contém mais de 1000 comentários, das mais diversas fontes, utilizando vozes conhecidas, indo de Youtubers conhecidos (como Jared, do canal Pro Jared, e Peanut Butter Gamer, do canal… bem… Peanut Butter Gamer) passando por dubladores do meio utilizando vozes como a do Mario, Kid Icarus ou Natham Drake), um novo sistema de iluminação, 7 Gb de novas texturas e praticamente todos os velhos Bugs consertados.

Para mim, principalmente, que considero Half Life 2 o melhor jogo que eu já joguei NA MINHA VIDA TODA, isso é simplesmente sensacional… e mais uma chance de visitar City 17 – e me perder lá.

PS: Para quem nunca ouviu falar do CMS 2013, era um mod de Half Life 2 que trazia melhores iluminações, melhores texturas e novos pacotes de geometria para rostos e corpos.

Halo Online – O jogo que todo mundo (acha que) quer jogar

A Rússia, e possivelmente a China depois dela, vão ganhar uma versão de Halo que só eles terão. Halo online é um jogo totalmente multiplayer, rodando no motor gráfico de Halo 3 e que está sendo modificado de cabo a rabo, para ser especialmente voltado para uso com mouse e teclado.

E eu já consigo ouvir os gritos de “Isso não é justo!”, “Microsoft, atenda todos os seus clientes!” ou “Quando isso vai chegar ao XBOX One?”.

Então… não vai chegar ao XBOX One. Porque é muito, mas muito mesmo, inferior ao modo multiplayer de qualquer um dos jogos contidos no Master Chief Collection. Também é inferior aquela versão Callofdutiada que estão chamando de Halo 5. O jogo vai ser lançado especialmente em regiões tomadas completamente pela pirataria e pretende ser mais uma fonte de renda para a Microsoft que, como o jogo é onlinte, promete manter estrito controle contra Hackers, Bots e outras coisas do tipo.

De qualquer forma o jogo deve chegar no segundo semestre a milhares de russos…. Way to go Microsoft

O que nós perdemos – Nro 7 – Sonic: The Hedgehog Extreme

Sonic Xtreme é provavelmente o jogo não lançado mais conhecido de todos os tempos. Era um gigantesco projeto da SEGA of America (que por alguma razão foi deixado na mão de apenas 15 funcionários e terminou seus dias na mão de apenas dois… mas isso não vem ao caso) que deveria salvar o Saturn e fazer frente ao Nintendo 64 e ao PS1. Seria o glorioso renascimento do porco espinho mais conhecido do mundo em 3D.

Mas eu não escrevi errado lá em cima não… nós vamos falar de Sonic: The Hedgehog Extreme, um jogo completamente diferente.

Sonic Xtreme está vindo. Eu prometo. Tenho uma coisa especial para ele.

De qualquer forma, Sonic: The Hedgehog Extreme era um jogo de hover boards com muita “atitude” criado Vigil Entertainment e apresentado para a SEGA como proposta para ser lançado no XBOX Clássico, por volta do ínicio de 2004. Era composto, essencialmente, de um modo de batalha, em que você controlava ou Sonic ou Shadow por uma arena, batalhando em cima de hoverboards armados de mísseis, lasers e granadas, e de um modo single player, onde você seguia por uma série de pistas (o protótipo só tinha duas, aparentemente baseadas em Green Hill e Star Light Zone respectivamente) usando itens e tentando chegar em primeiro lugar.

Ou seja, clone de Mario Kart antes de Sonic and SEGA Racing.

Infelizmente a SEGA não ficou muito impressionado com o jogo em desenvolvimento, e não só não liberou “a bufunfa” para o projeto como imediatamente soltou uma ordem de “Parar e Desistir” (Cease and Desist – uma ordem judicial dada por uma firma a outra firma ou a indivíduos que a primeira entenda estarem fazendo coisas que possam prejudicá-la. Costuma ser o último aviso amigável antes de uma ação judicial.). A ideia, no entanto, parece ter encantado aos executivos, que depois de paralisarem o desenvolvimento da Vigil, requisitaram o seguinte jogo a um dos estúdios internos da SEGA…

O protótipo, que foi encontrado em um disco de desenvolvimento para XBOX Clássico, foi desenvolvido em cima do motor gráfico de Sonic Adventure 2 e parecia realmente muito bonito, principalmente se você considerar que era essencialmente o Alfa não terminado de um jogo que tinha pelo menos mais 8 a 12 meses de trabalho pela frente. Infelizmente, Sonic: The Hedgehog Extreme é um daqueles jogos que nunca descobriremos quão bom seria.

Shame on you SEGA!

Obliterando Mitos: Hideo Kojima e sua saída da Konami!

Ohhhhh Meu Deus! Hideo Kojima vai deixar a Konami! É o fim! O universo de videogame morreu!

ead742f7e43b291978724f3cc17caf0b

Coloquem suas calças e saias de volta pessoal… porque está na hora de vocês entenderem o que diabos aconteceu na Konami. A Internet está pirando em volta de 4 mitos que tem quase nada de verdade – e é hora de colocá-los para dormir.

A Missão principal do mini!

1) Hideo Kojima está saindo da Konami

Não…. não, não, não, não, não!

1d8acd8c6e8e337ce31bef84a8636491

O senhor Hideo Kojima já deixou de ser funcionário da Konami a bastante tempo. Desde o momento que o senhor Kojima criou a Kojima Productions e começou a produção de Metal Gear Solid V e MGS Ground Zeroes ele já não era mais funcionários da Konami, mas sim um contratado externo prestando serviços. Então não… o senhor Kojima não está deixando a Konami agora.

Ele já deixou o barco a meses atrás.

2) A saída de Kojima da Konami significa o fim dos projetos paralelos dele na empresa

Kojima tem um projeto da Kojima Productions com a Square (que não tem nome mas todo mundo espera que seja Zone of the Enders 3) e outro dentro da própria Konami junto ao cineasta Guilhermo del Toro (Silent Hills). E a Konami já falou que ambos os projetos continuam com o senhor Kojima, visto que o contrato do último cobre os dois. Então, nada de temerem perder Sillent Hills ou seja lá o que mais está vindo.

3) Konami – Kojima = Nada mais de MGS

A Konami já falou que está criando uma task force para lidar com os próximos Metal Gear. E sim, a franquia continua com ou sem Kojima. Este será, definitivamente, o que vai provar se Kojima é o gênio por trás da franquia ou se é a hora de deixar a mesma nas mãos mais jovens e menos pretensiosas de uma nova geração.

4) A Konami vai perder seu melhor motor gráfico: A FOX Engine

A Konami não é a melhor das empresas da Terra. Nem uma das mais espertas. Mas nem mesmo ela ia ser burra o suficiente para não ficar com o motor gráfico no qual ela gastou milhões. Então a FOX Engine fica… e a gente vai adorar.

Mostrando o poder da engine

A única coisa certa é: Metal Gear Solid V será incrível. Mesmo que seja, de verdade, e finalmente, o último MGS.