Jogando: Pokemon White (Vale para o Black também… só que eu só comprei o White)

Pokemon é Pokemon… e vice-e-versa! Além desta estapafúrdia consideração há pouco mais que pode se ser falado sobre Pokemon White (e tão pouco de Pokemon Black) que irá efetivamente mostrar a você que a série Pokemon evoluiu. As chances são grandes que você já tenha se alistado ao exército dos Pokemaniacos ou aos do Oh-meu-deus-será-que-eles-não-conseguem-enxergar-que-todos-os-games-são-iguais-maniacos – e pouca coisa em Pokemon White (e Black) poderia fazer você mudar de ideia. Mas vamos aos (poucos) fatos.

Graficamente falando White e Black não tem enormes diferenças de Gold e Silver, usando a mesma engine, que é claro, sofreu aprimoramentos. Cenários são maiores, tem muitos elementos verticais, luz e sombra melhor trabalhados e menos quebras de cenário. A posição da câmera mudou em uns 15 graus o que permite ver melhor a direção que se está caminhando e o cenário de fundo (é engraçado que essa posição de câmera, a isométrica, não é nenhuma novidade, era usado constantemente no SNES por ser considerado perfeita). Os pokemons continuam sendo feitos utilizando pixels, que sofrem distorções bem feias em alguns movimentos… sim… os pokemons finalmente se movem e os golpes são algo mais visível do que um “pong” seguido de seu pokemon dar um chacoalhada para frente e para trás. Ah.. antes que eu me esqueça… alguém na GameFreaks (a produtora do game) adora pontes… a dezenas delas – com animações e cgs… nas pontes! Vai entender.

O som melhorou… um pouco. Os pokemons ainda só fazem grunhidos, mas eles são mais variados e mudam de timbre de pokemon para pokemon. A música é funcional e desaparece no ambiente, mas há alguns temas de ginásios e, principalmente, temas de batalha de líderes do Team Plasma que são bem legais. O controle é … Pokemon… Gold… e Silver. É igualzinho. Controle seu personagem com uma combinação de direcionais, botões e a touch screen. Funciona… mas não é nada inovador.

A jogabilidade teve algumas mudanças… graças a Deus – já que torna um game que eu basicamente podia jogar dormindo, novo. A primeira coisa a se falar é sobre as rotation battle – um novo modo de jogo onde 3 pokemons são dispostos sobre um disco que gira a cada tantas rodadas. Esse modo exige que sua estratégia esteja bem mais afiada, visto que você nunca sabe quando o seu Pokemon de fogo vai acabar cara a cara com um Pokemon de gelo do adversário. Além disso, se você quiser um Pikachu ou um Snorlax… prepare-se para jogar durante o jogo todo, basicamente, antes de ter o prazer (ou desprazer) de ver algum Pokemon conhecido (eu, por exemplo, viveria feliz se não visse um único Zubat pelo resto da minha vida) – o jogo realmente põe peso em seu novo cast de Pokemons.

É na história que vocês vão notar o que tornou esse game tão vendido. Ou melhor, a existência de uma BOA história. O time Plasma, e sua missão de libertar o Pokemon e separá-los dos humanos, que os estão “escravizando” é um inimigo mais inteligente, mais direto e mais presente do que o time Rocket e com uma missão que faz você se questionar em que até que ponto eles são “maus”… Além disso os líderes de ginásio tem história, motivos de ter o ginásio e, alguns, até razões para deter seu progresso – eles também finalmente perceberam que um time de um só um tipo de Pokemon era um besteira sem tamanho e usam times variados e balanceados. Além disso a um sistema de mini-games para os pokemons, como colocá-los para dançar, vesti-los como idiotas… ou vesti-los como idiotas e aí colocá-los para dançar – que embora não melhore a história ajuda a dar uma relaxada nas partes mais sérias da mesma.

E a questão final é sempre a mesma: O jogo vale uma compra? Antes de mais nada responda a pergunta a seguir: Eu sou um fã de Pokemon? Se a resposta for sim… compre o game agora e você não vai se arrepender! Se a resposta for não… pergunte-se: Eu gosto de Pokemon? Se a resposta for sim… compre o game e sinta a paixão voltar com força total. Mas se a resposta for um novo não… tente Okamiden… vai se divertir bem mais. No mais é um jogão bem bem legal e altamente recomendado. Vejo vocês nas batalhas online!

 

 

 

 

Sobre Marcel Bonatelli

Historiador de games e jogador inveterado eu respondo todas as suas dúvidas sobre games e o mercado de games no site minicastle.org ou no email marcelbonatelli@minicastle.org

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s