O que raios é o Wii motion PLUS!!!

Ok… você já ouviram falar – o Wii Motion Plus é um pequeno aplicativo conectado na sáida do Nunchuck, na base do Wii mote, que, em teoria, permite maior e mais realista detecção de movimento. Mas na real, o que diabos ele é, e por que você deve comprar um?

Pra falar disso nós temos que contar como o Wii mote funciona. Dentro do Wii mote uma série de acelerometros e giróscopios fazem com que o controle “leia” através de mudanças de direção e posição, os movimentos feitos. Mas a combinação não é perfeita, pois o controle precisa estar “mirado” contra os emissores de IV (Infravermelho) da barra sensor para conseguir dizer o grau de inclinação do controle em seu próprio eixo. O que isso significa em termos de movimento? Aquelas golpes de espada precários de Red Steel ou os movimentos em soquinhos de Medal of Honor.

O que o Wii motion Plus faz é inserir dois novos giroscópios e mais um acelerometro, em angulos diferenciados e utilizando um novo controle de hardware, que interpola as informações e traz movimento tridimensional real… o santo gral do controle de sensor de movimento … o controle 1:1. Movimentos transmitidos com exatidão e em tempo real ao videogame. E funciona? Segundo todos os testes, sim! Funciona perfeitamente. Mas nem todos estão contentes com isso.

Segundo várias produtoras, o sentimento geral é de “traição”, por não terem sido avisados de antemão sobre o dispositivo. O resultado é que não devemos ver muitos jogos third-parties nos primeiros 90 dias – com exceção da EA, LucasArts e Ubisoft. A Game Informer avalia que o caso pode tornar as vendas do MotionPlus ainda mais complicadas. “Imagine a confusão que os novatos em jogos encontrarão quando souberem que terão de comprar um objeto adicional para fazer o controle funcionar do jeito que está escrito na caixa do Wii”, escreve a publicação.

Por outro lado, o acessório virá com “Wii Sports Resort”, e terá “Red Steel 2” e “Star Wars – Clone Wars” como jogos compatíveis. Só isso pode ser suficiente para atingir uma boa parcela do público, e criar tempo suficiente para que outros games também tenham suporte o acessório.

Por outro lado, em um evento de perguntas e respostas com desenvolvedores da Nintendo, Eguchi Katsuya, criador de “Animal Crossing: City Folk”, disse que a companhia considera desenvolver um novo modelo do Wii Remote já com o Wii MotionPlus embutido – genial -resta saber, se o restante do mundo vai aceitar comprar “só mais um acessório….” para jogar Wii. Estamos de olho!

Anúncios

Nintendo admite problema de espaço…

Mós haviámos dito antes…meses antes! Reggie, the Reginnator, o poderoso presidente da NOA (Nintendo of America) disse ao Blog de games da MTV americana que a Bih N está, agora né, ciente dos problemas de espaço interno do Wii – e mais – que esse problema afeta todos os públicos. “De uma perspectiva dos Estados Unidos, essa é a realidade que vemos. Temos uma base de consumidores que amam o Virtual Console. Temos uma base que curte muito o conteúdo do WiiWare. Para nós, o desafio é como vamos satisfazer todos esses consumidores que estão amando todos os produtos que colocamos por download”, continua. “Então, em nossa visão, isso está ficando um problema muito mais generalizado e é o porquê de termos urgência em resolver isso”.. Essa visão foi uma supresa, visto que não fazem 30 dias que Laurent Fischer, diretor técnico na Nintendo para a Europa, falou à publicação inglesa Edge que apenas “geeks e otakus” tinham problemas com a pouca memória do console. Os apelidos carinhosos, que provavelmente farão-o ser encontrado num bagageiro de carro pequeno para seu tamanho,  denotam nerds de computador e fãs de anime.

“Falamos publicamente que estamos analisando com afinco o problema de armazenamento, que estamos trabalhando numa gama de soluções. Não temos nada para anunciar agora. Mas certamente é um problema que estamos cientes e estamos trabalhando para achar uma solução. E vamos encontrar”, disse Fils-Aime, num atrasado uníssono com a mesma informação passada na E3 por papai Zelda, Shigeru Myamoto.

Será assim tão difícil nos permitir usar HD SD Cards (de 16 ou 32 Gb) ou liberar um patch que permita um HD USB externo. Como colocado em nossa matéria anterior (https://minicastle.wordpress.com/2008/05/07/wii-are-out-of-space-o-problema-da-falta-do-hd-do-wii/) nos AINDA estamos esperando.

Granadas na E3 2008!!!

Como sempre o dia da E3 foi cheio… e milhares de novidades pintaram

  • Animal Crossing: City Folk, do Wii, ganha data de lançamento internacional: 19 de novembro. O jogo virá acompanhado do acessório Wii talk, um microfone multidirecional que se acopla a barra sensora em cima da TV e usará as capacidades onlines do Wii;
  • Saiu mais um super trailer de Chronno Trigger Remix, do DS. Embora eu esteja um pouco triste, pois o game não sairá mais no Virtual Console, o aumento no número de finais (agora são 17) e das dungeons, além das outras mudanças devem trazer um dos melhores jogos do mundo de volta a vida – em setembro;
  • Chat por Voz no Wii? Check! HD USB externo ou outras formas de aumentar o minúsculo espaço de armazenamento do Wii? Check… sorta off – quando colocado contra a parede no assunto em questão, Shigeru Myamoto, o papai Zelda, respondeu “A Nintendo está ciente desse pequeno problema… soluções estão sendo formadas!” Crípitco e pouco significativo … fiquem ligados!
  • A equipe da Ign.com tentou de todas as maneiras conseguir novidades extra-oficiais de Myamoto Sama – o carinha da granada de cima – e conseguiu algumas fagulhas: Pikmin está em fase avançada de produção, A equipe de Galaxy e de Twilight Princess estão reunidas e trabalhando a todo vapor e um novo Mario para o DS deve despontar nos próximos meses. Way to go Myamoto-sama!!!
  • Isso não tem nada a ver… mas a Sony tá tomando um pau tão veiaco nessa E3 que eu não podia deixar de comentar – E SEM FINAL FANTASY XIII EXCLUSIVO (VAI SAIR PARA O XBOX 360 TAMBÉM) FICOU PEQUENO, HEIN, SONY!!!

Nintendo destrói na E3 2008!!!

A Nintendo, a Big N, a mãe de todas as empresas modernas de videogame, the motherload, the mothership, a grande, a fantástica, aquela que todos servimos e pagamos pau, sempre copiada (nunca ultrapassada), realizou nesta terça-feira (15) sua conferência na E3 – a mais “Foda” das feiras de game do planeta – nas dependências do Kodak Theater. A data era especial por outro motivo ainda – há exatos 25 anos, o Famicom foi lançado no Japão. Esse é o console que ficou conhecido como NES nos Estados Unidos, e levou a companhia a ser o monstro que é hoje.

A Nintendo fez um evento divertido, do jeito que só ela consegue. O foco ainda são os jogadores casuais (em suma, a Nintendo não quer só o seu dinheiro, mas também o dinheiro da sua mãe, avó e namorada) , mas também mostrou novidades para o público “hardcore”, de entusiastas que sangram e fedem a videogame e chokito (será que isso ainda existe), começando com Cammie Dunaway, a nova vice-presidente executiva de vendas e marketing da Nintendo para os Estados Unidos. Ela apresentou “Shaun White Snowboarding” e o atleta que dá nome ao game, que vai usar o Balance Board – é… a balancinha do Wii Fit – como controle.

Depois, veio Satoru Iwata, presidente da companhia (We are not worthy!!!), proferir sua palestra. Ele recorda que falou na E3 pela primeira vez, há cinco anos, numa época de penuria para a Big N. Agora, ficou impressionado que o mercado respondeu rapidamente às mudanças, a ponto de a Nintendo vender milhões de “balanças de banheiro”, fazendo piada com o controle de “Wii Fit”. Iwata focou no termo “mudança de paradigma”, dizendo que o público potencial de jogadores expandiu e que agora há títulos que vendem bem por um longo período. Mas também faz questão de frisar que os jogadores tradicionais não serão esquecidos, e avisou que os times de “The Legend of Zelda” e “Mario” estão trabalhando em novos games, sem, no entanto, revelar detalhes.

Aí começaram a pipocar os games, os astros da conferência, com “Animal Crossing: City Folk”, estréia do game de interação social para o Wii. O game mistura elementos de jogo e interação social das outras edições, como nas viciantes versões do GameCube e DS, e usará a Wi-Fi Connection para JOGAR ONLINE COM MILHARES DE OUTROS USUÁRIOS, EXPLORANDO CIDADES E PARTICIPANDO DE ATIVIDADES COMO …. BEM como… bem… como jardinagem e pescaria, ou mudar o cabelo (glup!!!) num salão de beleza – sim… tudo fofinho, nada de matar-estripar-destruir aqui!
O game é compatível com um microfone chamado WiiSpeak, que serve para conversar com outros jogadores, que virá acompanhando o mesmo.

Reggie Fils-Aime, the Regginator para os íntimos, presidente da Nintendo da America (NOA) subiu e fez o que todo engravatado gosta de fazer – perfilou números: o Nintendo DS, por exemplo, pode passar dos 100 milhões até março de 2009. Se as vendas do portátil em 2007 já bateram alguns recordes no ano passado, em 2008, o ritmo é, até agora, 12% maior, graças a “Pokémon Mystery Dungeon: Explorers of Time” e “Explorers of Darkness”. Por falar em “Pokémon”, a franquia já vendeu 180 milhões de games. O Wii também vai bem e vendeu 10,2 milhões de unidades até agora nos Estados Unidos, apenas 100 mil atrás do Xbox 360, que foi lançado um ano antes (sucka). Reggie também quis diluir a imagem de que somente a Nintendo consegue obter altos lucros no Wii, dizendo que as produtoras independentes também estão “encontrando o sucesso” e preparando “dúzias e dúzias” de novos títulos. Três exemplos foram mostrados: “Star Wars: The Clone Wars”, “Rayman Raving Rabbids TV Party” e “Call of Duty World at War”.

Dunaway retorna para falar de games para o Nintendo DS. “Guitar Hero: On Tour”, estréia do game musical para o portátil, vendeu 300 mil unidades na primeira semana, e a companhia anunciou uma nova versão, chamada “On Tour Decades”, que permite compartilhar canções. Também revelou “Spore Creatures”, “Pokémon Rangers Shadows of Alma” e “Grand Theft Auto: Chinatown Wars”.

Aí veio a novidade power plus ultra mega the bigcheese: O “Wii MotionPlus”, aumenta imensamente a precisão e a rapidez do Wii Mote, permitindo movimentos reais na proporção de um por um – o que isso significa? Jogos de luta de espadas com movimentos iguais aos feitos aqui no mundo real e o fim do delay em alguns jogos third party! O acessório virá com “Wii Sports Resort”, continuação de Wii Sports, que inclui arremesso de frisbee, jet ski e luta de espada de plástico. Nesta última modalidade, Films-Aime e Dunaway se enfrentaram, e o executivo levou a melhor no primeiro round. “Não me chamam de Regginator à toa”, brincou, para logo depois levar o troco no assalto seguinte. “Talvez estejamos presenciando o nascimento da Caminator”, concede. O game está previsto para sair no segundo trimestre de 2009.

Antes de despedir, Fils-Aime diz que os donos de Wii terão mais uma “experiência” nesse final de ano. Foi quando o telão mostrou uma bateria. Era “Wii Music”, que estava sendo controlado por um baterista profissional. E ele chutou traseiros, com um solo interminável e genial – Os tambores e bumbos são tocados com o Wii Remote e o Nunchuk, e o Wii Balance Board é usado para repercutir o bumbo. Depois, apareceu Shigeru Miyamoto (I honor the hero of time!!!), pai de “Mario” e “Zelda”, tocando saxofone – e provando que como músico ele é um ótimo Game Designer. O criador explica que o game terá 50 instrumentos e que é possível fazer vídeos das performances. Para encerrar, chamou funcionários da Nintendo para formar uma “banda”, que tocou o tradicional tema de “Mario” – MAL, devo acrescentar!

No fim, Dunaway resumiu a missão da Nintendo: “A Nintendo simplesmente coloca mais sorrisos em mais faces”. Fils-Aime terminou a apresentação dizendo que, quando o paradigma muda, é inevitável que a “imitação espreite na esquina” (que chute na bunda, hein, Microsoft e Sony), e que, para continuar na frente, é preciso buscar a “próxima vantagem”.
Muitas novidades e muitas confirmações já esperadas – mas a E3 ainda não acabou.
Alguém ouviu Kid Icarus? Eu acho que sim… fiquem ligados!!!

Esta semana no Virtual Console (14/07/2008)

Dois jogos… e nenhum deles é tudo aquilo

Donkey Kong 3

Por Deus como esse jogo é ruim… não se parece nem com uma das merdas jurássicas que era os outros DKs do NES. Criou um novo estilo de jogo e fez mais: provou que sabia fazer ainda pior. Você controla uma rapazinho que usa detefon para matar um monte de insetos. Os gráficos são horríveis, o som péssimo, o controle terrível, mas o pior é cara de embrulho que o DK faz quando você atira inseticida nas bolas dele (Sim.. você vai atirar inseticidas nas bolhas de um macaco gigante de uns 400 quilos enquanto ele segura em duas barras assimétricas- não dá pra ficar mais radical que isso!).

Se você quiser muito, mas muito mesmo, atirar inseticida nas bolas do DK gaste 500 Wii points nessa porcaria e faça um favor para o mundo todo: chame auxílio médico.

Ninja Commando

Nesse jogo você controla um dos três super commando Ninja real-bad-ass-motherfucker Joe, Ryu ou Rayar (que mesmo com esse nome é uma mocinha). Como em mercs e WolfCommando da Capcom, nesse jogo você anda para cima enquanto em perspectiva isométrica descarrega golpes e facas (nos outros dois eram balas, mas como esse caras são ninjas) em centenas após centenas de imbecis, que são uma legião de clones. Os controles tentaram inovar, com comandos de golpes de luta, tipo meia-lua e outros, para ativar ataques especiais, mas ainda são travados e massantes.Os gráficos são legais e o som até segura a onda… no final, é um jogo mediano, sem grandes aspirações. Seu por 90 Wii points.


Cheiro de naftalina

Completamente babando pelas novidades no Maravilhoso Chronno Trigger DS, conseguimos algumas fotos no site japonês da Nintendo e uma data de lançamento (japão, mas já é alguma coisa) – Setembro de 2008 …

… nem vi um plano malevolo ocorrendo. Guiados pelo criador original de Megaman e “incentivados” por uma turba enlouquecidade fãs (do qual o mahou…sim um espião dentro do Mini!… faz parte) a Capcom fez Megaman 9 exatamente com o gráfico do Nintendinho, logo o que eu imaginava que seria assim…

acabou ficando assim… e com uma dificuldade do caralho!

Chronno Trigger REMIX!!!

Alguém me belisque. A Square acordou para a vida e anunciou o remake de “Chrono Trigger” para Nintendo DS. O original é um dos melhores RPGs do SNes é um dos mais consagrados de todos os tempos. O game foi fruto de um “dream team”, que reuniu os principais nomes da série “Final Fantasy” e “Dragon Quest”, os dois RPGs mais populares no Japão. Pelo lado da então Square Soft participaram Hironobu Sakaguchi e Nobuo Uematsu, respectivamente o “pai” e compositor de “Final Fantasy”. Já a Enix entrou com Yuuji Horii e Akira Toriyama (autor de “Dragon Ball Z”), roteirista e designer de personagens de “Dragon Quest”.
O resultado foi um game sobre o fim dos tempos, misturando histórias sobre viagens temporais e dramas pessoais, além de trazer inovações na exploração e nas batalhas – trouxe a funcionalidade “new game +”, em que se podia começar uma nova partida usando os personagens fortalecidos na aventura anterior, o que era especialmente útil para fazer os múltiplos finais do game. Nas batalhas, a principal contribuição foram os ataques combinados, em que dois ou três guerreiros atacam juntos, permitindo golpes arrasadores.
A edição de “Chrono Trigger” para Nintendo DS está prevista pra sair no final do ano, com visual melhorado, novos puzzles e novos controles. Quem sabe como irão tornar um dos melhores jogos de todos os tempos ainda melhor.

Resta-nos esperar!

Animal Crossing e Sadness suspeitos na E3!

Corre velozmente (e ferozmente) na NET que a próxima edição da Official Nintendo Magazine (mas comumente chamada Nintendo Power) vai revelar os primeiros detalhes de “Animal Crossing Wii”. Eembora o Mini tenha uma política de não publicar boatos (pelo menos não boatos infundados) a própria Nintendo do Japão confirmou a existência do título em janeiro desse ano, durante uma reunião de finanças e nada mais se falou dele.

Uma página da edição atual da revista, que anuncia detalhes da próxima, mostra uma imagem com personagens da série em um planetóide, e os dizeres, em inglês: “Já faz algum tempo! É hora de revisitar um velho amigo. Como vai a sua vila?”.

A revista chega às bancas em 1º de agosto, mas antes disso, na E3, que acontece entre 15 e 17 de julho deve revelar, se for mesmo isso, todos os detalhes;

E falando de E3, a Nibris revelou que “Sadness”, misterioso game de aventura e terror para Wii, está previsto apenas para o final de 2009. Além de ser totalmente realizado em preto e branco, o jogo não utiliza HUD (painel com informações de pontuação, energia etc). Ambientado no Leste Europeu da pré-Primeira Guerra Mundial, “Sadness” conta a história de uma aristocrata e de seu filho, cego e narcoléptico, que, após sobreviverem a um acidente de trem no interior, precisam se virar em meio a um ambiente repleto de seres terríveis. Segundo a produtora, o jogo assustará pelo clima e ambientação, e não pela violência. Tanto a ambientação quanto as criaturas são baseadas no folclore eslavo.

Como o game está em desenvolvimento desde antes do Wii ser lançado (parece Alan Wake do XBOX 360) a Nibris deve colocar mais algumas informações, ou, pelo menos um novo trailer noa E3, para manter viva a imagem do jogo.

Antes que ele se junte a Duke Nukem Forever;

Distribuidora e Preços!

Tech Dealer, uma distribuidora conhecida por trazer os produtos Atari (os jogos, não os consoles podres) ao Brasil está trazendo o novo “Alone in The Dark” para diversas plataformas, com preços confirmados a seguir:

. PC – R$ 99
. Wii – R$ 194
. PS2 – R$ 179
. Xbox 360 – R$ 199

Ra! Ru! O Meguinha é nosso!

Isso foi muito muito alegre! Mas é verdade. Megaman 9 foi confirmado pela Capcom como exclusivo para o Wii, através do serviço Wii Ware, e mais ninguém tasca. O jogo sai em Setembro, depois de mais de 12 anos de “Mega Man 8”, lançado para PSOne e Saturn. Mesmo sendo para um console atual, o game pretende resgatar as origens da série o que significa não apenas visual 2D, mas o grafismo é mais simples, imitando as versões para NES. Os controles também são tradicionais: usa-se o direcional e dois botões do Wii Remote. Por fim, as armadilhas e chefes também mantêm o clima do original. Só esperamos que não seja tão difícil quanto os 3 primeiros Megas do Nes, por que com exceção do Mahou, eu não conheço + ninguém que considere jogar eles sem Game Genie, divertido! (Sim Mahou é difícil demais!).

Claro que todas essas novidades e essa data de lançamento só valem para o japão. Aqui, só resta esperar!