A Lenda de Zelda – Hyrule de L a Z

Para comemorar os vinte anos da franquia a Lenda de Zelda, o site IGN encomedou a centenas de artistas pela internet que unissem pena a papel (ou mouse a mouse pad, ou caneta ao tablet) para darem vida ao nosso mais querido universo. E aqui estão todas as criaturas mais terríveis de Hyrule… de L a Z.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

A Lenda de Zelda – Hyrule de A a K

Para comemorar os vinte anos da franquia a Lenda de Zelda, o site IGN encomedou a centenas de artistas pela internet que unissem pena a papel (ou mouse a mouse pad, ou caneta ao tablet) para darem vida ao nosso mais querido universo. E aqui estão todas as criaturas mais terríveis de Hyrule… de A a K.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A verdade sobre o Wii2! Veja a primeira foto do novo videogame da Nintendo!

Nenhuma época na indústria de videogame é mais legal do que esperar o próximo console que você vai comprar. Ver as notícias, os protótipos, as novidades… o problema é que as notícias muitas vezes são confusas, as informações divergem e você acaba não tendo um quadro completo (ou correto) da situação. Ou remotamente verdadeiro. E é isso que está acontecendo com o Wii 2 / Project Café / Project Stream.

Começou no 01net.com, um site francês que já havia dado as notícias do NGP (o novo portátil da Sony) meses antes da confirmação da Sony (aliás… way to go Sony… todo mundo sabia do NGP 4 meses antes da confirmação e o Psphone foi um segredo tão bem guardado quanto a virgindade da Paris Hilton). O site afirmou que a Nintendo estava desenvolvendo um novo console, que ela teria demonstrações em vídeo na E3 2011 e que o console seria muito muito muito poderoso.

Progrediu com a Joystick.com e a Gamasutra.com, e a notícia de que “fontes internas” (eu adoro esse termo, é profissional o suficiente para você não parar de ler na hora, mas é incerto o suficiente para não comprometer ninguém) na Nintendo confirmavam que um novo console de mesa estava em desenvolvimento. Ele teria um chipset IBM de 3 cores e usaria uma placa de vídeo ATI proprietária, num sistema próximo do XBOX 360, o que facilitaria a criação de games e economizaria tempo e custo de produção. Muitos sites entraram na roda nesse momento, carregando configurações que iam das mais simplórias (um XBOX 360 com mais memória e um acesso mais rápido) às absurdas (algo equivalente a um super PC de ponta para processamento da NASA).

A Kotaku e a Destructoid vieram em seguida. Agora suas informações eram sobre uma tela, que conforme a fonte variava entre 3 e 6 polegadas, sensível ao toque (nada foi dito sobre multitouch ou singletouch), que ficava no controle, entre os dois direcionais (ou longo acima deles). Pouco tempo depois imagens de um croqui do project café surgiram na internet, mostrando a tal tela no controle. Logo em seguida o assunto cresceu com o acréscimo de Blu Ray como mídia. Nesse ponto todas as fontes já concordam que o aparelho tem 1080p de resolução pelo menos.

Diversas fontes somaram a isso uma câmera com tecnologia semelhante ao Kinect, que trabalharia em conjunto com um bastão, um wii mote simplificado. Algumas fontes já citam câmeras no controle com tela também.

Chega de bobagens… chega de mentiras… eu tenho a informação… eis a primeira foto oficial do project café

 HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!

OK… pessoal! Desculpe mas não resisti. É que é tanta bobagem em um espaço de tempo tão curto que parece que as pessoas estão realmente tomando bebida ilegal feita em casa com água de privada.

Há algum tempo, Reggie Fill Aimes, presidente da Nintendo da América, afirmou: “Não é uma questão do ciclo de cinco anos do console, mas uma questão de aceitação. E o mercado ainda tem uma aceitação muito boa do Wii.”. Na nota de abertura da GDC do ano passado, Satoru Iwata, presidente da Nintendo soltou: “O Wii continua no mercado enquanto nós conseguimos oferecer algo de qualidade aos jogadores. É uma questão de jogos, não uma questão de processamento”. É claro que ambos os executivos podem ter dito isso de forma a manter o mercado calmo com relação a um 2011 onde os únicos jogos esperados eram Conduit 2 e Skyward Sword, mas…. é algo a se pensar.

De qualquer forma o Mini fez um rodeio das ideias dispostas pela terra desolada da internet e fez, com a ajuda de enciclopédico conhecimento que temos da Nintendo, um check up rápido do que pode ser verdade e do que é a mais completa falta de noção. Vamos lá.

Square Enix, Capcom, Sega, Konami, Activision, Rockstar/Take Two, Eletronic Arts, Namco e Ubisoft já receberam kits de desenvolvimento e já tem pelo menos um game em desenvolvimento para o Wii 2;

Probabilidade: Impossível

O projeto Manhattan, que criou a bomba atômica, tinha 26 integrantes principais, auxiliados por um grupo de apoio que não chegava as 50 pessoas. Eles ficavam em uma base isolada e eram vigiados pelos militares o tempo todo. Ainda assim os russos não só ficaram sabendo, como conseguiram uma cópia dos planos. Agora, quais são as chances de produtoras, com milhares de funcionários, conseguirem manter em segredo o fato de possuírem kits de desenvolvimento de um videogame novo, que ninguém nunca viu?

Square Enix, Capcom, Sega, Konami, Activision, Rockstar/Take Two, Eletronic Arts, Namco e Ubisoft acabaram de receber Kits de desenvolvimento e devem iniciar trabalhos até junho;

Probabilidade: Possível

Se o aparelho será lançado no final do ano que vem e a notícia já vazou, a Big N deve distribuir os kits de desenvolvimento secretamente nos próximos dias e pode-se esperar vídeos desses jogos na GDC, no final do ano.

O processador principal é um IBM PowerPC 3 core cutomizado, com uma versão modificada da ATI R700 de GPU com um modelador de shader com suporte a 4.1;

Probabilidade: Impossível

Cores customizados? Placas ATI? Onde é que eu já vi essa novela antes? Ah! É! No protótipo do 3DS!!! E no final todas as placas foram proprietárias e feitas por empresas japonesas especializadas. Como o Game Cube usou uma placa IBM (e a Nintendo tem uma ótima relação com a empresa) é possível que o coração da máquina seja feita pela empresa… mas eu espero um sistema muito mas muito mais poderoso do que a configuração acima, que se assemelha a do 360, que saiu em 2005!

A Nintendo está fazendo uma plataforma voltada para os gamers hardcore;

Probabilidade: Alta

Fill Aimes e Iwata disseram que a Nintendo quer recuperar o mercado hardcore e juntá-lo ao mercado casual. Se houver um outro aparelho em desenvolvimento é certo que ele será mais poderoso e mais voltado para o mercado devorador de RPGs de 300 horas e FPS de incontáveis bilhoes de polígonos.

Espere por games que você nunca imaginou em um console da Nintendo (destructoid);

Probabilidade: ???

Considerando que o Wii teve dois games M, enquanto o PS3 ainda não teve nenhum, eu acho difícil pensar em algo game que eu nunca tenha visto em um console Nintendo. Dois dos jogos mais assustadores da minha vida estavam em consoles Nintendo (Clock Tower, do SNES, e Eternal Darkness, do Game Cube) e a série resident evil levou muito muito gore e tripas para o Cube. Com exceção de um game hentai, que existiam em abundância no Japão, mas nunca chegavam aos EUA, não consigo pensar em algo tipo de jogo que eu nunca tenha visto em console Nintendo.

Nintendo está fazendo acordos pesados com as produtoras externas desta vez, inclusive não deve haver um jogo da produtora no lançamento do console (Product review);

Probabilidade: Baixa

Eu consigo entender um console Nintendo sem um Mario no lançamento (O Wii não teve, nem o Game Cube e nem o 3DS), mas a possibilidade de uma produtora notável como a Nintendo colocar seu próximo aparelho no mercado sem um jogo matador, produzido por ela própria, para apoiar e disseminar a venda. Difícil… muito muito difícil. O que é mais provável de acontecer é o que ocorreu com o lançamento do 3DS, onde a Nintendo lançou jogos meio “mmmeeehhh” (Nintendogs + cats, Steel Diver, Pilotwings) no lançamento e segurou seus produtos matadores para mais de 90 dias depois do lançamento, dando tempo para as produtoras ganharem dinheiro e respirarem.

O novo controle só parece desengonçado no papel. Quando você pegá-lo na mão vai ver que é genial (gameolosophy);

Probabilidade: ???

Ninguém pegou o controle na mão… porque ele não existe!!! Deus é um croqui de um protótipo que ainda nem foi feito!!! O que vocês tem? Cocô no cérebro?

 ATENÇÃO: Isto é um Mock Up – uma imagem falsa criada para ilustrar um conceito – NÃO É UMA IMAGEM DO CONTROLE DO NOVO VIDEOGAME!!!!

Um novo Star Fox está em desenvolvimento e deve chegar ao novo console dentro do primeiro semestre do aparelho;

Probabilidade: Possível… mas eu esperaria sentado.

Miyamoto adora Star Fox! Sério! Ele disse que prefere fazer um game da raposa McCloud a fazer um game do Mario. E ficou exultante quando sua equipe teve a possibilidade de criar um novo game para o 3DS com a franquia. Então é possível que ele tenha levado a ideia adiante e iniciado as produções de um novo game para a próxima geração. Mas eu não prenderia a respiração esperando.

Nintendo resolveu todos os problemas de tamanho de mídia que os produtores pudessem querer. Talvez streaming ou um HD onde o jogo pode ser instalado (Kotaku);

Probabilidade: Alta

A Nintendo vem recebendo essa queixa geração após geração. Na época dos cartuchos, era a necessidade de componentes caros para aumentar exponencialmente a rom disponível. Na época dos mini disks era por que só cabia 1,8 Gb. É muito provável que a Big N use uma solução em hardware para resolver o problema. Streaming… nem pensar.

Nintendo pretende usar Blu Ray;

Probabilidade: Baixa… muito mas muito baixa mesmo

Não dá para dizer nunca em termos de tecnologia e o Blu Ray é uma saída versátil para a quantidade de informação que os games da próxima geração com certeza terão. Mas a lentidão de carregamento, a constante queda de preço dos flash disks, as melhorias nos algoritmos RISC e a capacidade instalar o jogo em um HD interno muito provavelmente farão a Nintendo ir em direção a uma mídia proprietária. Além disso usar Blu Rays faria a Sony ganhar dinheiro… e depois do fiasco do Super Famicon Playstation, ninguém mais quer isso.

O Wii Ware e o virtual console vão sofrer total repaginação no novo console;

Probabilidade: Líquido e Certo

De fato, já está acontecendo. Um time interno da Nintendo está trabalhando noite e dia para unir o virtual console, o log de atividades, sua lista de amigos, o Wii Ware e o Wii Ware Arcade na … Nintendo Live… não, mas quase. O projeto ainda não tem nome oficial, mas esse espaço Nintendo, que vai englobar o 3DS (e o que vier depois dele) deve ser muito próximo da XBOX Live que todos usamos (e amamos).

Haverá um Pikmin no primeiro semestre do aparelho. Não se sabe se uma nova versão do game, uma adaptação de Pikmin 3 (que está em avançado estado de produção para o Wii) ou se o jogo do Wii será refeito para o novo console;

Probabilidade: Baixa

Pikmin 3, segundo a produtora interna Nintendo EAD Group 4, o game está em fases finais e deve ser mostrado na E3 para ir ao mercado ainda esse ano. Com Pikmin 1 & 2 com versões melhoradas para o Wii (e portanto retrocompativeis com o novo console) e Pikmin 3 no Wii, um novo game (ou um port) não seria necessário. Mas pode esperar por uma bela caixa ao estilo Metroid Triology.

Zelda Skyward Sword será refeito para o novo videogame… ou receberá um Port;

Probabilidade: Baixa

The Legend of Zelda: The Skyward Sword será um jogo que deve vender, sozinho, um milhão de unidades do Wii. As chances de que a Nintendo se de ao trabalho de atrasar o jogo em quase 2 anos só para refazê-lo para um novo videogame são muito muito muito pequenas. Um port é fora de questão por causa da retrocompatibilidade, visto que você pode usar o jogo sem problemas no seu novo console, mesmo ele sendo voltado para o Wii.

 

Games direto na sua mente!!!

Hideo Kojima tem um jogo em produção para o próximo videogame da Nintendo;

Probabilidade: Impossível

Hideo Kojima (papai de MGS, Policenauts e Zone of the Enders) está envolvido em dois projetos, um com a Square Enix (Deus… permita que seja Zone of the Enders 3… por favor senhor… Zone of the Enders 3) e um interno da Konami ( Deus… permita que seja Zone of the Enders 3… por favor senhor… Zone of the Enders 3), enquanto supervisiona sua equipe (Kojima Studios) que está trabalhando em Metal Gear Solid: Rising e uma segunda equipe da Konami (Konami R&D 3) na adaptação de Metal Gear Solid 3: Snake Eater Subsistence para 3DS. Nem que ele quisesse não dava tempo.

Um Resident Evil está em produção para o lançamento do console. Não se sabe se é um jogo da linhagem principal ou um spinoff;

Probabilidade: Alta

Sempre há um Resident Evil em produção. Sempre! Eu não consigo enxergar uma maneira mais rápida da Capcom fazer dinheiro que isso.

A Retro Studios já iniciou os trabalhos em um jogo do Wii 2. E não será Metroid;

Probabilidade: Líquido e Certo … para o 3DS

A Retro já confirmou que tem projetos em andamento para a Nintendo, tanto para o Wii como para o 3DS, e que esses projetos não envolvem Samus Aran ou os metroids. Por hora teremos que esperar para ver se um desses projetos é para o novo, possível, console.

O nome do próximo aparelho não será Wii 2;

Probabilidade: Alta

Wii foi um nome simples que foi feito para soar como “We” (Nós). Era a ideia de trazer todos os jogadores para a plataforma e tornar muitos não gamers em gamers. A ideia funcionou brilhantemente, mas se a nova plataforma foi mais voltada para o fã Hardcore, é possível que um nome mais agressivo, mais ousado, seja escolhido.

O nome do próximo aparelho será Uber Nintendo;

O nome do próximo aparelho será Hyper Nintendo;

Probabilidade: ???

É impossível fazer comentários sobre um aparelho chamar “alguma coisa” Nintendo, porque nós só tivemos um exemplo, o Super Nintendo. Mas seria animal.

O aparelho terá retro compatibilidade com o Wii e o Game Cube;

Probabilidade: Líquido e Certo

Os games de Wii tem um tempo de prateleira incrivelmente alto, durando muito muito tempo e ainda sendo vendidos – e usam basicamente a mesma linguagem, ferramentas e drivers do que o Game Cube, que tem jogos incríveis. Não há a menor possibilidade de um sistema emular Wii e não conseguir emular Game Cube.

O controle tem uma tela sensível ao toque no meio dele;

Probabilidade: Por mais incrível que possa parecer… alta.

Não é a primeira vez que essa possibilidade é mencionada pela Nintendo e conforme documentação do desenvolvimento do Wii foi experimentado por um tempo com o console (como um acessório), mas sem frutos devido ao preço proibitivo das telas de melhor resolução. Com telas semelhantes as do Iphone custando menos de US$ 6,00 é possível que o aparelho tenha um tela multitouch sem ficar exorbitantemente caro.

O Drive realmente MEGA – A história do gigante da SEGA

A SEGA havia tentado com o Master System/Power Base e falhado. A NEC havia tentado, e embora seu CD Rom² Drive tenha mostrado do que o PC Engine era capaz, também falhou. O NES parecia destinado a glória eterna. A Nintendo tinha, a época, planos de colocar um upgrade para o NES a venda e mantê-lo no mercado até 1996, pelo menos. Mas em 1988, antes do CD ROM² Drive… a SEGA resolveu que era hora de tentar algo ousado.

Era hora de dobrar as apostas. Era hora de dobrar o poder.

Era a hora… de 16 bits!!!

Continuar lendo

Jogando: Splinter Cell 3D

Splinter Cell: Chaos Theory, no PC e no XBOX, era a Ferrari dos jogos de stealth: o mais verdadeiro, o mais gutural e o mais conhecido. Infelizmente sua versão para o 3DS está mais para um Lotus: É estranho, chama a atenção mais para os pontos positivos mas mantém seu charme. E ainda é um ótimo jogo… só que pode decepcionar quem esperava uma versão 1:1.

 

Graficamente o jogo é muito bem feito. O efeito 3D é útil e sutil, não se tornando intrusivo e não gerando aquela sensação de que você vai perder o equilíbrio a qualquer minuto; os objetos ficam mais fáceis de serem contornados, é mais fácil perceber a distância dos inimigos e arremessar objetos como uma pedra ou uma granada se tornam mais simples. A animação de Fisher é excelente e feita toda a mão, o que cria um efeito artístico bem convincente, enquanto que a animação dos inimigos é cortada e inconsistente, com uma física de desenho do pica-pau (explosões resultam em corpos ricocheteando contra a parede enquanto um tiro a curta distância de calibre 12 nem mesmo projetará os corpos, fazendo com que eles caiam como mamulengos junto a você). Os cenários são bem feitos, mas nada que você tenha que escrever para a mãe sobre e receberam uma demanda de detalhe, que se tornou ainda mais legal com o novo sistema de direcionamento de missões, chupado de Splinter Cell Conviction, que escreve nas paredes e portas os novos objetivos. O primeiro grande problema do game reside no departamento gráfico e é fatal para um game Stealth – luz e sombra.

Em Pandora Tomorrow e Chaos Theory, do XBOX e do GameCube, você conseguia saber se estava completamente escondido apenas olhando para Sam. Com exceção do ponto luminoso e os óculos, pontos criados exatamente para você conseguir saber onde e em que posição Sam estava, quando você estava na escuridão você desaparecia, oculto pelas sombras. No 3DS, assim como no primeiro game da franquia é impossível saber se seu avatar está oculto só pelos gráficos, pois o jogo de luz e sombra, pouco ou nada afeta as texturas de Fisher e dos inimigos – forçando você a se guiar pelos medidores espalhados pela tela. Quando se explode uma lâmpada a sala mergulha na escuridão, mas tanto os inimigos como Fisher continuam perfeitamente visíveis. O que me leva à segunda falha fatal do game, a Inteligência Artificial.

Esses terroristas devem ter avançado retardo mental – eles dispensam a busca por você depois de alguns minutos, levam preciosos segundos para disparar um alarme após o verem, travam em pedaços do cenário, não conseguem vê-lo se você está encostado neles (desde de que você esteja na escuridão), entre outros fatores. Fisher passa por eles como se não houvesse amanhã e a única coisa que o game faz com os inimigos em níveis de dificuldade mais altos é aumentar o número de alvos e melhorar o armamento.

 

O som do game é bem feito, não genial, mas cumpre bem o seu papel, com vozes bem feitas e um ótimo score para os momentos mais tensos. O controle é o ponto alto do game e considerando que a última vez que jogamos este game tínhamos um controle com dois direcionais e uns 8 botões a disposição: suas armas são trocadas (e a munição dentro delas também) com a tela sensível ao toque enquanto o analógico é utilizado para controlar Fisher e os botões frontais usados para controlar a câmera – R atira, L mira. Simples e magnifico.

 No final, Splinter Cell 3D: Chaos Theory é um bom jogo, que acertou em dezenas de pontos mas deixou para trás dois fundamentais para o gênero: IA e Iluminação. É como o mais delicioso dos bolos, mas que foi deixado para fora da geladeira e ficou duro – ainda é o mais delicioso dos bolos e você ainda vai comê-lo, mas não está perfeito. A versão do GameCube é certamente melhor, mas eu não posso jogar GameCube no busão.

Donkey Kong Country Returns cheio de Easter Eggs?

Aparentemente os leitores do excelente site “www.reinodocogumelo.com” tem seguido uma mania internacional com extrema competência: encontrar diversos easter eggs, imagens ou trechos de games que remetem a games mais antigos ou a informações externas, no super mega power com queijo e fritas sem mostarda nem ervilha novo jogo do macacão.

E alguns easter eggs são muito muito legais, como a estrutura do antigo DK arcade no fundo…

… Mr. Game & Watch dando uma de assalariado lá no fundo…

… os três macacos sábios (sabe aqueles com os conselhos? “Não falarás nenhum mal. Não ouvirás nenhum mal! Não verás nenhum mal!”)…

… e até mesmo a caveira do Ridler, de Metroid, é visível em um trecho…

… e uma estatueta com a gravata do super mega power jogador de arcade Billy Mitchel (para quem nunca ouviu falar dele ele é o autor de The King of Kong: A Fistful of Quarters. – um documentário sobre quando ele implodiu o score das máquinas de DK em um tour pelos EUA)!

Sua bateria está acabando? Então não esquece o relógio!

Se você achava que James Bond é que tinha relógios legais, pense de novo. A Think Geek, site de compras online para nerds e afilhados, colocou a disposição uma pulseira equipada com baterias, com um cabo de saída e um monte de adaptadores para ser conectada aos mais diversos gadgets (de portáteis Nintendo a telefones celulares) e que é recarregada em qualquer USB. O produto pode ser encontrada neste link (http://www.thinkgeek.com/computing/usb-gadgets/ceca/) e recebeu o simpático nome de Bracer of Battery Life +2 (algo como Bracadeira de duração de bateria +2 para quem nunca jogou D&D ou AD&D, as armas mágicas nesse jogos costumam ter um valor de bônus em dano no final do nome da arma, por exemplo, espada vorpal +3, significava uma espada que dava +3 pontos de dano e que em caso de sucesso decisivo degolava).

Com uma vida útil de bateria curta como a do 3DS essa braçadeira vira bem a calhar. Sua por US$ 34,99 ou R$ 55,15 na cotação de 15/04/2011.

O 3DS implodiu-arregaçou-esmagou-foi mal educado com a concorrência em sua primeira semana!

A Big N revelou hoje que a primeira semana de vendas do 3DS nos EUA ficou um pouco aquém de 400,000 unidades. Apenas para comparação, a primeira semana do Dsi teve 435.000 unidades e a primeira do DS Lite 226.000.

Em março, principalmente por causa de Pokemon Black e Pokemon White, as vendas dos DS tradicionais (Dsi, DS e DS lite) juntas reuniram por volta de 460.000 unidades.

Nada mal, nada mal mesmo… principalmente considerando que o mês foi dominado pelos pokemons na área de software, onde os dois games combinados venderam por volta de 2,5 milhões de unidades.

“O 3D é só um agrado…” vai nessa!

Wii Play vai ganhar uma continuação! Peraí… aquele Wii Play? O que vinha com o Wii mote? Por que?

Vocês se lembram em 2006, quando o Wii tinha acabado de sair e todo mundo só tinha o Wii mote que vinha com o console? E milhões de pessoas compraram uma coleçãozinha xexelenta de joguinhos só por que eles vinham com um Wii mote a mais? Então… essa coleçãozinha xexelenta era Wii Play.

Surprendentemente, com jogos um pouco mais complexos, como uma versão de jogo de discos de Wii Sport Resort, um jogo de “colher o vento com um guarda chuva” e um de bater na doninha (entre outros jogos ainda mais …. divertidos?!), Wii Play está ganhando uma continuação, uma nova coletânea de jogos, todos usando o Wii motion Plus e que vem acompanhados por um Wii mote Plus – aquele Wii mote com uma espécie de sorriso que diz que ele já tem o Wii motion plus dentro.

Chama-se Wii Play: Motion e virá com um Wii mote plus preto!

Todos estamos… salivando?! Inesperado né?

The Legend of Zelda: Ocarina of Time 3D já tem data de lançamento

Se você foi as suas sessões de “Zeldiácos Anonimos” por anos e conseguiu se livrar do seu vício em Ocarina of Time, prepare-se para ter uma recaída. A segunda notícia mais esperada do ano (a primeira é a data oficial de lançamento de “The Legend of Zelda: Skyward Sword”) foi revelada, a data de lançamento oficial do fantástico The Legend of Zelda: Ocarina of Time 3D que perdeu de ser um título de lançamento do 3DS por meros 4 meses…

Isso mesmo, o remake do Zelda mais famoso de todos os tempos vai para as lojas no domingo, dia 19 de Junho nos EUA. A Europa ganha o game um pouco antes, na sexta 17 de Junho.