Esta semana no Virtual Console (01/10/2007)

Semana embasbacante, com a Nintendo cumprido o prometido e trazendo dois jogos (quase) nunca vistos no ocidente…

smbll.gif

Super Mario Bros 2  A.K.A. (também conhecido como) Super Mario Bros: The Lost Levels

Ele tem o gráfico, a jogabilidade, a fluidez, a ingenuidade e o poder de vício de Super Mario 1, do nosso velho guerreiro, o NES. But boy… oh boy… Esse jogo é difícil. Tão difícil, que os japoneses da Nintendo, em 1987, acharam que nós, americanos, não conseguiriamos jogá-lo (Exes amelicanos non von conseguir plosseguir neste jogo. Melor mandar algo mais fácil pla eles). Assim, o Nes recebeu Super Mario 2, que era muito diferente do 1 e bem bizarro (agarrar Rabanetes e poções e jogá-los no inimigos… What’da Fuck is That?)… pudera, era um jogo chamado Doki Doki Panic, um sucesso no japão. Em 1994, na coletânea de jogos do Mario, Mario All Stars, para Super Nintendo, a Nintendo colocou Super Mario Bros 2 a disposição dos americanos pela primeira vez, mas ao invés de reconhecer o erro e dizer – pedimos imensas desclupas a vocês miseláveis amelicanos – eles colocaram o nome do jogo de “Super Mario Bros: The Lost Levels”. Perdidos estamos todos nós. Embora seja um jogo de Nes, esse aqui saiu um pouquinho salgado, 600 Wii points – a defesa da Nintendo é que um jogo nunca lançado no ocidente e blá blá blá. Minha defesa: Junte mais 200 Wii points e gaste-os em Super Mario World do Snes ou espere por Super Mario 3. E tenho dito.

n64_-_sin__punishment.jpg

Sin and Punishment

Boy… oh Boy! Esse jogo é M U I T O    M U I T O    M U I T O Bom… Bom mesmo. Com todas as letras maisculas. É um shooter de arrasar quarteirão, com ótimos gráficos (eram de cair o queixo a quase 10 anos atrás), som e música fodas, controle no talo e diversão pacas. Conta a história de um grupo de jovens lutando contra os alienigenas malvados da semana: Os Rufians. Para isso os heroís contam com ataques de curta distância destruidores e um arsenal absurdo de armas de fogo para por fim a invasão. Some a isso um pusta enredo, todo falado em inglês com legendas em japonês e uma jogabilidade que só serve para aumentar a diversão e vai entender porque esse jogo, uma pérola da época de decadência do nosso querido Nintendo 64, jamais lançado nos EUA vale cada centavo dos seus 1200 (pasmem) Wii points. Compre sem pensar duas vezes.

Anúncios