VIDEO GAMES LIVE SÃO PAULO 2009 – O EVENTO PARA TODOS DOMINAR!!!

Pois é, caras, nós fomos ao Video Games Live, o maior, melhor e ÚNICO evento de música de videogames do país. O show está em sua 5ª turnê, e estivemos no Tom Maior para dar uma espiada e ver se a mágica ainda estava lá. E estava. Como estava…

O conceito do evento foi criado por Tommy Tallarico e Jack Wall, dois dos mais conhecidos instrumentistas e music developers para empresas americanas de Video Game (você não os conhece de nome, mas provalvelmente  já ouviu algo deles. A menos que nunca tenha jogado um Metroid Prime, um KOTOR, um Mass Effect, um Halo, um God of War… esses jogos onde eles trabalharam) . Em suma: os caras são bons… mesmo… sem brincadeira. O primeiro VGL ocorreu em 2004 e tem vindo todos os anos ao Brasil, embora São Paulo tenha ficado de fora da turnê 2008 (o que provocou um ataque de histeria aqui no Mini, que estava pronto para ir). A ideia do evento é tocar música de games, usando uma orquestra local (aqui em São Paulo eles usam a sinfônica Villa-Lobos), vídeos dos games e shows de luzes, para mostrar o quanto os games evoluíram como forma de arte e entretenimento.

Agora que já informei o básico, posso colocar para fora a experiência de um cara que nasceu, cresceu e se tornou um ser pensante rodeado de games:

É MARAVILHOSO!!! É FANTÁSTICO!!! AS PESSOAS DEVIAM SER OBRIGADAS POR LEI A IR!!!

Continuar lendo

Anúncios

Nada de Friend Codes em Monster Hunter 3

Shawn Baxter, especialista em comunidade Online da Capcom cantou a boa notícia – nada de friend codes em Monster Hunter 3 no ocidente. Ao invés disso a própria Capcom vai manter um servidor unificado, com um sistema de grupos semelhante a World of Warcraft e um sistema de hall de espera e organização como o da LIVE. O online será acessado já do menu inicial e ainda não sabemos se terá, nem quanto será, a mensalidade do online americano.
Já estamos salivando mesmo assim….

MonsterHunter3MonsterHunter3

Retro – seu lugar para o Virtual Console

FF1_USA_boxart

Final Fantasy – NES
600 Nintendo Points

Se você não conhece um dos RPGs mais cultuados, amados e conhecidos do planeta… está tudo bem, já que ele saiu em 1985 e é possivel que você nem estivesse vivo. Mas ele foi relançado tantas e tantas vezes que é bem provável (se não impossível) que você nunca o tenha visto/jogado. É a quintessência dos J-Rpgs, com quatro personagens que você pode nomear e tem que subir de nível e uma história envolvendo cristais e o fim do mundo. Só um problema… o jogo é tão antigo e, para nossos padrões atuais, tão simplório, que se pegar essa versão do NES você provavelmente o detestará. Fica por sua conta e risco.

250px-Rygar_arcade_title
Rygar – ARCADE
600 Nintendo Points

Side Scrolling bem legalzinho, com boa música, gráficos funcionais (eram bem melhores quando o game surgiu) e controle dez. É tão mais-ou-menos que é difícil achar algo para falar, então se tiver encarado diversos outros side scrolling pedreiras e tiver particularmente gostado de Dracula X (ou Castlevania 3), é a sua praia. Se não… nem passe perto.

250px-Finalfight2box
Final Fight 2 – SNES
800 Wii points

Falando em jogos medíocres, eis um game que não é tão bom quanto o 3, tão clássico quanto o 1, nem particularmente impressionante quando comparado com outras coisas lançadas a época. Em suma, é um beat´up com bons gráficos, música ruim (tem até uma fase com uma espécie de… de… (vomita um pouquinho na boca) de polca) e controle legal. É legal… mas Street of Rage 3 é bem melhor.

Phantasy_Star_box_US
Phantasy Star – Master System
500 Nintendo Points

Oh, Yeah! Jogão, que chegou no Brasil no começo da década de 90 totalmente em português pela mão da Tec Toy. Ótima história, extremamente envolvente, gráficos… hum… nostalgicos… tá bom, são ruins, mas a história é tão boa, que você provavelmente nem vai ligar. Música composta por briga de mosquitinhos (beep BEEEeep beep zum beep) e controle legal. Agarre se quiser um excelente RPG e não ligar para os gráficos.

10 mandamentos para trazer uma garota aos games! – ou – O que não fazer quando quer que sua namorada jogue com você!

Eu fui de táxi a uma loja de videogame hoje, dia 15 de outubro de 2009, e ao explicar o destino ao motorista, ele me disse que havia comprado seu PS2 recentemente nesse mesmo estabelecimento. Suspirei por dentro, esperando ser “avalanchado” (eu já havia dito que tinha um site sobre videogame) por perguntas relativas a qual era o mais sangrento game de luta, ou qual foi a última versão de Winning Eleven. Mas ao invés disso ele me perguntou outra coisa:

“- Qual jogo eu compro para a minha mulher?”

Continuar lendo

A voz de Deus é a voz do ….. Mario???

Um novo jogo do Mario está em desenvolvimento pela Nintendo, é não nós não estamos falando de New Super Mario Bros Wii nem de Super Mario Galaxy 2. A informação vazou do Mario…. quero dizer do que cara que faz a voz dele:  Charles Martinet.

Falando em seu Twitter (via Joystiq), Martinet revelou no sábado  que “Fantástico novo game do Mario está a caminho! Não é Galaxy 2 e não é NSMB Wii, mas vai ser louco de tão divertido!”. Quando consultada sobre a situação a Nintendo não desmente nem confirma a existência de um novo jogo, quanto mais informar se ele saíra no DS, Wii, novo DS (que deve ser revelado no final de 2010) ou se já está em produção para o sucessor do Wii, que segundo a Square e a EA vem entre o final de 2011 e o começo de 2012.

Big N… desse jeito a gente infarta!

charles martinetmartinet_mario

Novo DS para o final de 2010!!!

Siliconera, Kotaku, Bright side of the news, Ign, 1up… quantos mais vão confirmar a história nos ainda não sabemos, mas quando um jornal de grande porte como o Wall Street Journal reflete um contrato entre Nintendo e nVidia, o mundo para de brincar e passa a prestar atenção. E aí está… nVidia, uma das duas maiores produtoras de hardware de vídeo está produzindo a nova placa do DS, utilizando a tecnologia Tegra de segunda geração, que será disponibilizada em fevereiro de 2010 “System-on –a-chip” (sistema-em-chip) com apenas um chip MUITO (muito muito muito muito) poderoso que tomariam o lugar dos atuais dois chips ARM que o DS usa, garantindo retro compatibilidade e deixando uma porta aberta para centenas de softwares além de jogos, como tocadores de mídia extrema (vídeos em padrão de PC, com efeitos e modulagem), softwares de edição de imagens e sons,  além de GPS e outras maquiagens.  Segundo as fontes citadas acima o aparelho deve ser mostrado já no final de 2010, muito possivelmente na Tokyo Game Show.

Isso explica a felicidade do CEO da nVidia Jen-Hsun Huang, que declarou que a Tegra 2.0 corresponderia a quase metade dos ganhos da nVidia nos próximos anos. Se o novo Tegra for tudo o que se promete o novo DS pode ser um monstro…

… e “Really New Super Mario Bros” será muito fera!

nintendo.ds.mockup.490wportable-gamecube

giz-wants-ds-open080102_3

PS: Todos os DS retratados são idéias da internet… por favor não pensem que algum deles será a versão final.

O que diabos é “Nintendo Super Guide” e por que ele vai revolucionar a indústria?

31219_new_super_mario_bros_wii-v3

Lembram quando, no começo do ano, a Nintendo falou que faria alguma coisa para facilitar a vida dos jogadores não veteranos, os casualmente chamados “casuais” ? Pois é. Durante o ano todo, conversa para cá, conversa para lá, até finalmente Shigeru abrir o bico e demonstrar em sua entrevista o Super Guide funcionando em loco. É uma espécie de piloto automático para videogame, gravado por uma pessoa na Nintendo jogando o game. Após um número de mortes em um mesmo lugar ou uma demora acentuada para passar de determinado estágio, um bloco verde aparecerá, acompanhado de uma mensagem dizendo que se lhe der uma cabeçada você entrará em um Super Guide mode. Se você o fizer  o jogo muda o personagem para o Luigi e toma o controle do personagem, mostrando a maneira mais fácil de atravessar um abismo ou que roupas, itens e técnicas podem ser usados para vencer determinado estágio ou vilão. Se você tocar no direcional tomará o controle desse “Luigi” meio fantasmal, uma forma do jogo lhe dizer que ainda está em Help Mode; deixe de tocar o controle por algum tempo e Luigi retoma sua jornada para o final da fase. O que o modo de ajuda não mostra são os segredos, as áreas ocultas nem o final verdadeiro do jogo (que só os jogadores com gosto por aventura verão).

Pode parecer bastante tolo quando colocado em um jogo como Mario, mas pense quantas vezes você viu seu pai morrer jogando Super Mario World… pensou… pense quantas pessoas morreram tanto quanto ele e deixaram de jogar games por que se consideravam “ruins” ou “descordenadas”  – agora elas tem uma opção. E vamos extrapolar, segundo o que Miyamoto falou, para Zelda. Quantas pessoas você conhece que nunca terminaram OoT (Ocarina of Time, o Zelda do Nintendo 64) por não passarem daquele bastardo-filho-de-uma-égua-cria-do-demo templo da água. E quantos não pararam de jogar por causa de um puzzle que consideraram irresolúvel… lembre-se você tem tempo (e mais importante paciência) para buscar uma saída por horas (ou olhar na internet). Algumas pessoas não tem esse nível de misericórdia. Elas querem diversão pura e simples. Talvez, depois de terem terminado o jogo com o auxílio do Super Guide, elas voltem para jogá-lo em sua forma pura… ou talvez o Help mode mostre a todos esses jogadores o que realmente encanta muitos jogadores em a lenda de Zelda: a História.

Palmas a Nintendo por mais uma vez trazer os gamers casuais para o círculo. Tomara que em breve nós não tenhamos mais segregações entre “casuais” e “hardcore” – SEJAMOS TODOS GAMERS!!!

119q7nt

Queda no preço explode com as vendas mas não vai faltar Wii e DS neste natal

Reggie Fils-Aime, o sempre jovial presidente da Nintendo da America deu uma de mestre do óbvio durante uma entrevista a CNBC, afirmando que “A resposta dos consumidores foi muito positiva” com relação a baixa de US$ 50 no Wii ter detonado uma explosão nas vendas do consoles. “Havia literalmente milhares de compradores de Wii na expectativa” ele soltou “Eles estavam esperando por um pequeno empurrãozinho para ir até lá e pegar o seu – e a queda no preço, somada a uma linha matadora de jogos, os levou até lá”.

Consoles com preços menores vendem mais = conceito mais básico do marketing de games
EEEEEEEEEEEEEEEEVVVVVVVVVVVAAAAAAAAAAARRRRRRRRRRR!!!!!!!

Mas desculpamos Reggie Fils-Aime por dois motivos: primeiro, eu sou gordo e visto roupa social, ele é gordo e veste roupa social, isso faz com que eu me sinta bem e a vontade com ele (e como sou eu que estou escrevendo vocês terão que me desculpar)… e segunda: as apresentações dele nas E3s CHUTAM TRASEIROS!!!!  Além disso ele trouxe uma boa notícia…

O fim do ano normalmente significa escassez de produtos da Big N, enquanto as lojas se degladiam na tentativa infrutifera de repor as colossais vendas – isso NÃO deve acontecer em 2009. “Desta vez estamos preparados. Temos uma quantidade imensa de produto em estoque e vamos dar a vazão a ela para o varejo, de forma que não esperámos ver nenhuma escassez”  e prosseguiu, rindo-se a valer “Embora seja um problema que toda empresa gostaria de enfrentar não esperámos que aconteça esse ano.”. Palavras ousadas visto que após a baixa de preço o Wii sumiu das prateleiras mais rápido do que um espetinho de peixe em uma festas de gatos… gatos ninjas… negros… enormes… matadores de homens… que comem napalm…

Mas com o jeitão de fim de ano chegando e as novidades se avomulando parece que termos um saco do noel bem gordo esse ano….

1033100

Wii play é o jogo mais vendido da época e Wii Fit está em terceiro lugar!

Quem mais? Se MGS, God of War, Guitar Hero e Halo não puderam com eles, quem irá? O jogo mais vendido da década nos Estados Unidos é “Wii Play”, de acordo com o número oficial de vendas da NPD Group (especializada em estudos de mercado eletronico), com cerca de 11 milhões de unidades comercializadas em todo o território norte-americano. Mas não comemorem ainda, pois segundo informações  com aproximadamente 10 milhões de unidades vendidas, Wii Fit ocupa o terceiro lugar.

Com esses números, o título que é vendido com um Wii Remote extra explode sobre Guitar Hero III (10,3 milhões), enquanto seu irmão mais em forma pisa em Grand Theft Auto: San Andreas (9,8 milhões), Call of Duty 4 (8,5 milhões) e Madden NFL 2007   (7,9 milhões). Segundo Kate Dunaway, vice presidente de marketing da Big N “É bastante claro que nossos consumidores amaram as franquias”…

… e o que você ainda está fazendo aí, como se dizia na época do ATARI: “Você já fez seu Wii Fit hoje?”.

WiiFitPlus_Bundle_LeftFace_highres_1251805598

Caralho… dois anos sem tirar de dentro…

… da lista das melhores empresas do mundo, segundo a Business Week! Que foi que vocês pensaram?!

É isso aí! Um das mais conceituadas revistas de economia e negócios soltou sua lista de melhores empresas do mundo em 2009 e… BINGO…  lá estava a Nintendo pelo segundo consecutivo em primeiro lugar com Big N batendo em gente como a Google, a Apple e  a Amazon, sem falar nas concorrentes diretas: Sony e Microsoft (Sorry Guys… no hard fellings!).

Os critérios para a classificação da lista, segundo a publicação, incluem “compromisso com a inovação, portfólio diversificado, expansão agressiva, forte liderança e uma clara visão de futuro“.

É mais um recorde do monstro de Kyoto, que cresce sólidos 36% todo ano, desde 2004. Mas felicidade de pouca é bobagem….

Em nota relacionada, a Nintendo também foi eleita produtora campeão da Game Developers Research. A pesquisa foi feita com base em entrevista de 900 profissionais da indústria de games. Veja a lista das 20 melhores companhias de games:

1. Nintendo
2. Electronic Arts
3. Activision Blizzard
4. Ubisoft
5. Take-Two Interactive
6. Sony Computer Entertainment
7. Bethesda Softworks
8. THQ
9. Square Enix
10. Microsoft
11. Konami
12. Sega
13. Capcom
14. MTV Games
15. Namco Bandai Games
16. Warner Bros.
17. Disney Interactive Studios
18. Atari
19. Atlus
20. LucasArts

Alguém deve estar muito feliz agora… ah.. não … sou só eu!