Minicastle – Um lugar para gamers

Aproveitando que a princesa está sempre em outro castelo!

Ocarina of Time 3D. Tem algo novo lá ou só estamos jogando de novo?

Publicado por Marcel Bonatelli em março 17, 2011

The Legend of Zelda: Ocarina of Time é um dos melhores games que já existiram para qualquer console. É simples sem ser imbecil, direto sem ser ofensivo, complexo sem ser forçado e tem quantidades precisas de comédia, ação e drama. Se você não jogou, você não merece ser chamado de gamer… não precisa terminar… nem precisa dizer que gostou… mas você tem que jogar – Esse foi O RPG de ação que construiu a base para todos os RPGs de ação em 3D…. ATÉ HOJE. Então se você jogou Brave Fencer Musashiden, e gostou, ou Dragon Age 2, e gostou, vá até o altar de Ocarina of Time e faça uma oferenda… sem ele, esses games jamais seriam possíveis.

Mas, ademais nosso extremo amor e devoção ao título que mudou os RPGs de ação para sempre, Ocarina of  Time não é exatamente novo…  tem 13 anos (um pensamento meio assustador!) e está disponível em pelo menos 5 meios, legalmente (Em ordem cronológica Nintendo 64, Que, GameCube Zelda The Wind Waker Special Edition extra disk, Gamecube Zelda Complete (Zelda Ocarina of  Time e Master Quest) e Virtual Console), o que garante que, se você queria jogar esse jogo, teve chance. Eu mesmo terminei dezenas de vezes e tenho 4 vezes o game (todos as mídias menos o Que). Então… será que  The Legend of Zelda: Ocarina of Time 3DS é só uma versão mais bonita do jogo ou será que teremos algo de novo?

Será que Shigeru Miyamoto e Satoru Iwata nos darão apenas uma Master Quest com controles melhores e gráficos mais bem feitos? Tudo indica que NÃO!!! Segundo ambos, Ocarina of Time foi escolhido por duas razões básicas:

  1. O estilo gráfico do jogo (sua “arte”) é bem simples e, mesmo com as melhorias decorrentes do novo hardware, ficará bem simples e fluída em 3D. Segundo Miyamoto a Hyrule que você visitou será a mesma de 13 anos atrás… o mesmo lago Hylia (mas agora bem mais bonito), a mesma Hyrule Town (só que 3D e com ruas paralelas e bem bem maior).
  2. Audiências mais novas não tiveram a base que Ocarina fundamentou para os games mais novos, segundo Miyamoto “A habilidade de aprender uma determinada tarefa em um local, com ou sem um determinado item, e fazê-la de forma espontânea pelo resto do game” o que tem dificultado a penetração da franquia em novos nichos… o que deve ser corrigido com OoT3D.

É claro que algumas modificações já foram confirmadas, como a capacidade de descongelar o reino dos Zoras quando Link estiver adulto e modificações no templo do tempo para permitir um desenrolar mais fluído e menos truncado da famigerada dungeon, mas se mais alguma coisa mudar nos próximos meses eu estarei de olho, para relatar tudo… afinal estarei esperando com todas as minhas forças por esse game.

13 anos… estou ficando velho….

13 anos…

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: