Tudo o que sabemos sobre Donkey Kong Country Returns (e o que achamos disso)

Todo mundo esperava um Zelda. Todo mundo esperava um Metroid. Mas ninguém… ninguém… NINGUÉM MESMO… esperava um DKC novo (Donkey Kong Country, DKC pros intímos, sabecomoé). E ainda mais vindos dos mestres… dos senhores… dos mais do que absolutos criadores da série Metroid Prime: a produtora americana Retro Studios.

E enquanto Skyward sword prometia controle absoluto da espada e Other M prometia gráficos perfeitos consonantes a um estupendo mergulho na psicologia da heroína eternamente muda (não mais, porque agora a desgraçada fala… e fala pelos cotovelos), Samus Aran, DKCR surge com o que mais de perfeito, mais sublime, mais “cuty cuty” do universo dos games… o side scrolling. É… o side scrolling… o famoso “joguinho de andá po´lado” onde suas fases transcorrem da esquerda para a direita enquanto você dá cabo dos vilões e desvia das armadilhas do cenário.

E DKCR é isso. É o side scrolling básico. A pedra filsofal da diversão simples, que assim como New Super Mario Bros, recebeu uma repaginada formidável no universo gráfico e melhorias estupendas na sua jogabilidade (uso de duas áreas de jogo em paralaxe, ou seja é possível ir para o fundo da tela, jogar um pedaço do estágio lá e voltar para a frente da tela; capacidade de carregar o segundo jogador, se ele for “grosso”, por estágios mais difíceis, combinando os poderes dos Kongs; uso de iluminação indireta criando fases líndissimas onde você joga usando a sombra dos Kongs ou seus reflexos na água de um riacho ou lago; entre outras coisas) para retornar atual a uma geração carente de uma pontinha retrô.

O controle não poderia ser mais simples: o Wii mote de lado, um botão pula e outro corre… bem ao estilo dos jogos de Nes. E o som, também orquestrado, vai trazer todo o estilo de ilha tropical dos Kongs para a sua sala. A única coisa que parece ter irritado todo mundo foi a partida dos Kremlins, os vilões dos DKC anteriores, que agora dão lugar para pequenos pigmeus com máscaras e outros estilos estranhos de indígenas.

A equipe da Retro disse que o game terá entre seis e oito horas de jog,o e que terá o fantástico marcador em porcentagem (aquele mesmo que todo mundo tentava chegar no 101%. Sim, Mahou, eu estou olhando para você) que todo mundo adora. Além disso, afirmaram que a relação entre o estúdio e a série DKC tem sido incrível e que continuações serão lançadas, dependendo apenas das vendas do primeiro game.

Em suma, o game é lindo, estamos babando por ele… e o queremos de forma quase erótica.

Tudo que sabemos sobre The Legend of Zelda: Skyward sword (e o que pensamos disso)

Eu quero, você quer, sua mãe quer…  e se você conhece alguém que não quer, arranque o coração dele e devolva a criatura nefasta ocupante daquele corpo ao infernol paradoxal ao qual ela pertence.  Skyward Sword, que vamos passar a chamar de SS (tipo a polícia política do hitler… hum… hum… talvez SS não seja uma idéia assim tão boa) é o próximo game da superfranquia de fantasia medieval da Nintendo, que vende feito pãozinho quente e é a melhor coisa inventada depois da batatinha frita e tem feito promessas e mais promessas aos fãs. Eiji Aonuma, o atual diretor da franquia disse que irá remodelar completamente a velha fórmula de Zelda.

Ao que eu respondo: Pra que?

Zelda tem sido basicamente uma sucessão de fale com as pessoas -> descubra onde está a dungeon -> pegue o item que vai fazê-lo completar a dungeon -> conheça mais um pedaço da história -> mate o chefão da dungeon (normalmente num processo meticuloso e de múltiplas etapas que NECESSARIAMENTE involve o item que você conseguiu NAQUELA dungeon – muito conveniente que os monstros não tenha trocado os itens entre as dungeons só para te sacanear) -> conheça mais um pedaço da história – > vá até um novo vilarejo/concentração de gente (as vezes você só retorna para o antigo) -> comece o processo de novo. Temos sido felizes com isso desde 1986 e tudo que queremos é que a fórmula seja a mesma, mas com gráficos bem melhores, ainda mais itens, ainda mais dungeons e ainda mais pessoas (e piadas…. queremos mais piadas também… Twilight Princess foi meio “emo” – tipo eumeodeioeodeioosmeuspaiseomeupeixinhodourado). Não precisamos que o game tenha pedaços em estratégia em tempo real, que eu tenha que controlar um trecho em FPS ou que link agora come bebês humanos e consome enormes quantidades de heroína. Francamente Sr. Aonuma, estamos esperando ser impressionados, mas não o suficente para nos assustar.

O game, como todo mundo já viu, usa uma espécie de Ink Shading (tecnologia melhorada do Cel Shading inaugurado em The Wind Waker) só que com melhorias, sombras mais volumosas, mais objetos em movimento por cenário, efeitos de iluminação de cair o queixo… e … é claro… um link adulto !!! (Insira enorme de conquista de itens aqui). Para a alegria das moças, que já ficam de coxas húmidas com nosso imberbe heroí, o personagem atinge a maturidade, rouba o estilo de arte de pinceladas fortes e sai a galope conquistando corações. Acalmense rapazes… a princesa Zelda ainda não foi mostrada, mas Aonuma nos garantiu que ela parece com a Tera Patrick… nua… e sedenta… BRINCANDO BRINCANDO BRINCANDO… Sério ainda não sabemos como ela vai ser.

O som será orquestrado (YYYYYYYYYYYYEEEEEEEEEEEESSSSSSSSSSSS!!!!!!!!!!!!!!) e com certeza será um primor (em todos os Zeldas foi). O controle… ademais a terrível demosntração na E3 (alguém foi demitido por causa daquilo… alguém se jogou numa Katana quando pisou no Japão) é… segundo todo mundo que testou… espantoso. A resposta é de 1/1 perfeita e muito superior a movimentação do á soberbo Red Steel 2, então esperem por grandiosidade e movimentos roubados de Wii sport Resort, como quando você for usar seu arco (igualzinho ao arco e flecha do Resort), for usar suas bombas (igualzinho ao boliche do Resort) ou seu fiel bumerangue (igual ao lançamento de disco de …. ah vá as favas!!!).

A história se passa em algum lugar antes de Ocarina of Time e eu, como um fã absurdo da série, espero que ele mostre a conexão entre o povo do céu (lembra daquela galinha medonha com cara de gente… então… os mestres dele… que esperamos… não se pareçam em nada com eles) e os hylians, sem falar na criação da master sword. Em suma… será absurdo. Ah… só uma coisa, link continua mudo. Sim… ele ainda só diz “hhhhuuuuuuuann!” “YYYYYYYYYYYAAAAA!!!” e “Oh!Meudeus… meu saco está em chamas por ficar nesse cavalo por tanto tempo…” BRINCANDO BRINCANDO BRINCANDO… mas sério ele ainda é mudo.

Isso é o que nós sabemos de fato.. o resto é só especulação. Estamos salivando por esse game até 2011… junte-se a nós caras!

DS e Wii com lançamentos fortes para o final do ano

 Eu quero, você quer, sua mãe quer… ou pelo menos ela iria querer se parasse de jogar Wii Fit. Vários games estão a caminho do final de ano para tornar seus últimos meses de 2010 ainda mais legais: 

Wii
Samurai Warriors 3: 27 de Setembro
Wii Party: 3 de Outubro
NBA Jam: 5 de Outubro
Just Dance 2: 12 de Outubro
Kirby’s Epic Yarn: 17 de Outubro
PokePark Wii — Pikachu’s Adventure: 1 de Novembro
FlingSmash: 7 de Novembro
Sonic Colors: 16 de Novembro
Donkey Kong Country Returns: 21 de Novembro

Goldeneye: Algum momento de Novembro

Epic Mickey: Natal

 DS
Professor Layton and the Unwound Future: 12 de Setembro
Pokemon Ranger — Guardian Signs: 4 de Outubro
Final Fantasy the Four Heroes of Light: 5 de Outubro
Art Academy: 25 de Outubro                                                                                                 
Rock Band 3: 29 de Outubro
Mario vs. Donkey Kong – Mini-Land Mayhem: 14 de Novembro

Super Scribblenauts: Em algum momento de outubro

 Já estamos salivando…

Novidades da Capcom para o 3DS!

Nós temos apenas uma idéia vaga do que vai sair junto com o 3Ds em seu lançamento… mas já temos a certeza que alguns títulos NÃO estarão lá. Entre as baixas confirmadas estão dois nomes pesados, os sucessos da Capcom, Resident Evil Revelations e Super Street Fighter IV 3D Edition.

Como sabemos disso, você pergunta? É que durante a última reunião com os investidores no Japão, os representantes da companhia não colocaram os games dentro das expectativas de vendas do corrente ano fiscal. Considerando que o ano fiscal japonês acaba em 31 de Março de 2011 e que essa também a data máxima para TODO mundo no planeta estar com seus 3DSs na mão, segundo a própria Nintendo, isso mostra que embora os games estejam em desenvolvimento não estarão no line up de lançamento. Não houve, no evento, nenhuma especificação sobre quais games a gigante criadora de SF2 vai colocar no lançamento do 3DS, se algum.

Uma outra coisa, não relacionada, mas extremamente interessante, foi no tocante ao tocante aos custos de criação dos games para o 3Ds. Aparentemente, segundo a Capcom, o 3DS consegue utilizar as engines atuais do consoles de mesa e permitirá o desenvolvimento de games mais rápido e com maior economia.

Boas notícias que só aumentam a saliva… estamos esperando você 3DS… estamos esperando.

Dragon´s Lair está a caminho… rápido, corram para as montanhas…

ATENÇÃO  –  ATENÇÃO  –   AVISO DE INTERESSE PÚBLICO   - ATENÇÃO  –  ATENÇÃO  –   AVISO DE INTERESSE PÚBLICO

Você se lembra de Dragon´s Lair? Não? Tudo bem… isso é completamente comum. Dragon´s Lair era famoso na época do Nes (o Nintendinho) como o arcade com os melhores gráficos do universo. Por que? Porque era um desenho interativo, na verdade um desenho animado onde, em algumas cenas, você tinha poucos segundos para colocar o direcional em alguma direção ou apertar um botão que era mostrado no monitor. Se falhar nisso ou se não você suficientemente rápido, BANG, você morreu. Põe outra ficha e tenta de novo. Eram mais curiosidadesem forma de games do que games em si, mas agora a publisher Destineer e a Digital Leisure Inc., criadora do game original assim como sua versão espacial (Space Ace, a mesma mecânica se que com um tema espacial e um raio  que o transformava em criança) e sua continuação em uma caixa só, a   Dragon’s Lair Trilogy.

O primeiro game  chegou a ganhar uma versão para o SNES, mas modificado em forma de um plataformer de aventura (e 150 milhões de vezes melhor que a curiosidade original) mas o wii vai ter que engolir Dragon´s Lair I e II além de Space Ace em suas versões originais… e horríveis. Esses games são péssimos… avise todos que você conhecer que eles são horríveis!

3DS tem uma data… para ganhar uma data de lançamento!

Sim… nós sabemos que isso é muito estranho. Mas o 3DS ganhou uma data, segundo o Bloomberg Japan, para ter sua data de lançamento anunciada. Deus… isso é meio confuso, mas a gente explica. Segundo a publicação, no dia 29 de Setembro deste ano o Sr. Yasuhiro Minagawa, diretor de relações públicas da Nintendo do Japão, irá anunciar a data de lançamento do aparelho no Japão, EUA e Europa/Austrália. Na mesma data a Nintendo já revelará o preço…. e nós saberemos que vamos pagar mais ou menos umas 3 vezes o anunciado, para comprar aqui no Brasil.
Agora, mais do que nunca, estamos salivando;

R4, L5, FlashDisk Omega e TODOS os similares são BANIDOS do Reino Unido

É isso aí…. mas um passo da Big N na direção de um mundo com menos pirataria, a alta corte de Londres (que é mais ou menos uma mistura do nosso legislativo com o nosso supremo tribunal federal) BANIU todos os dispositivos Flashdisks compatíveis com o DS do território britânico. Isso significa destruir um contigente de mais de 100.000 unidades aprendidas nos últimos meses assim como impedir a entrada de novos frashdisk com apreensões em aeroportos, etc…
Além disso a distribuidora local de R4, a Playmate, foi proibida de continuar importando e vendendo localmente o aparelho. A decisão parece ser mais um basta na direção de um 3DS completamente limpo de pirataria.
“Usou produto pirata, merece gancho no ânus!”